Castanha-da-índia – Benefícios, Tabela Nutricional, Consumo e Contraindicações

A castanha-da-índia, cujo nome científico é Aesculus hippocastanum L., é uma oleaginosa da árvore castanheiro-da-índia, que é originária da Europa, especificamente da região dos Balcãs, composta por países como Grécia, Bulgária, entre outros.

Trata-se de um fruto com propriedades medicinais. Por isso, é utilizado há séculos para prevenir problemas de saúde ou amenizar sintomas de doenças preexistentes.

Na composição da castanha-da-índia estão nutrientes como flavonoides, vitaminas e ácidos graxos, além de substâncias anti-inflamatórias e vasoprotetoras.

Conheça, a seguir no Quero Viver Bem, os benefícios desse fruto e como adicioná-lo à sua alimentação.

Castanha-da-índia

Para que serve a castanha-da-índia

A castanha-da-índia tem como principal papel a melhoria e proteção das funções vasculares, combatendo problemas como má circulação, varizes, cansaço e inchaço nas pernas e hemorroidas.

Além disso, o fruto é útil para amenizar sintomas inerentes à artrite e dermatite, porque possui ação anti-inflamatória. Paralelamente, contribui positivamente com tratamentos inerentes à fragilidade capilar (pessoas que têm veias muito finas).

Principais benefícios da castanha-da-índia

A castanha-da-índia diferencia-se de demais alimentos por proporcionar benefícios únicos para o corpo e saúde. Confira, abaixo, os principais obtidos com o consumo regular do fruto:

Auxílio no tratamento de varizes

As varizes e seus sintomas, como dor e inchaço nas pernas, são amenizados com a ingestão da castanha-da-índia, porque a oleaginosa possui função vasoconstritora e antiedema.

Na prática, isso significa que o fruto melhora a circulação, reduz inchaços, alivia dores e sensação de cansaço nas pernas, colaborando com o tratamento médico de varizes.

Tratamento de hemorroidas

A hemorroida caracteriza-se pelo aumento da pressão nas veias do ânus, o que provoca dor, inchaço e inflamação. A castanha-da-índia surge como uma aliada no tratamento dessa doença, porque melhora a circulação em veias e combate a inflamação, ajudando a aliviar sintomas de maneira natural.

Suporte no tratamento de artrite e dermatite

Como se trata de um fruto com propriedades anti-inflamatórias, a castanha-da-índia ajuda a combater problemas como a artrite e dermatite, eliminando, por exemplo, dores nas articulações e eczemas pela tez.

Combate da fragilidade capilar

A fragilidade capilar é um distúrbio associado às veias. Nesse caso, elas são superfinas e se rompem com facilidade. Curiosamente, tal problema é comum em mulheres e crianças.

Quando há o rompimento dessas veias, hematomas surgem pela pele, marcas que podem chegar a até cinco centímetros de comprimento, causando incômodos com a aparência.

A castanha-da-índia é uma alternativa para combater a fragilidade capilar, porque é rica em saponinas, substâncias com efeito tensoativo, o que ajuda reduzir significativamente esse distúrbio.

Redução de dor nas pernas

A dor nas pernas é uma sensação comum após um dia cheio de compromissos. Para isso, a castanha-da-índia ajuda a reduzir os sintomas, além de amenizar inchaços e sensação de peso nos membros inferiores.

Isto é possível por conta da melhora da circulação e da função vasoprotetora do fruto.

Diminuição do colesterol ruim

A castanha-da-índia possui elevada concentração de ácidos graxos (cerca de 60% de sua composição), o que acaba por diminuir significativamente a quantidade de colesterol ruim no organismo. Como resultado, tem-se um menor risco de doenças cardiovasculares.

[VEJA TAMBÉM: CASTANHA-DO-PARÁ]

Tabela nutricional da castanha-da-índia

Castanha-da-índia

O fruto é rico em nutrientes essenciais para o organismo. A seguir, listamos os principais encontrados em uma porção de 100 gramas de castanha-da-índia:

Como consumir castanha-da-índia

A castanha-da-índia não deve ser consumida in natura, porque possui componentes tóxicos, com chance alta de causar envenenamento. O correto é utilizá-la em chás, óleos ou forma fitoterápica (em cápsulas).

No caso do chá, recomenda-se ingeri-lo por até três vezes ao dia, no máximo, para aproveitar todos os benefícios do fruto. No que se refere ao óleo ou à cápsula, siga a recomendação do fabricante ou de seu médico.

[VEJA TAMBÉM: CASTANHA DE CAJU]

Contraindicações da castanha-da-índia

  • Gestantes e lactantes;
  • Crianças;
  • Pessoas diagnosticadas com transtorno gastrointestinal;
  • Quem faz tratamento com anticoagulante;
  • Alérgicos ao látex;
  • Pessoas com doenças renais ou hepáticas.

Gostou do conteúdo? Quer saber mais? Então, confira, também, o conteúdo completo sobre Castanhas – Benefícios, Tabela nutricional, Consumo e Contraindicação! 


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário