Cebolinha – Benefícios, Tabela nutricional, Indicações e Consumo

A cebolinha (Allium schoenoprasum) é uma erva largamente, utilizada como tempero em pratos. Não é para menos, afinal, é extremamente saborosa e aromática. Mas, não é só isso: a cebolinha também é benéfica à saúde.

Essa é uma erva originária da China e de terras altas da Sibéria. Ela se tornou bastante popular na Europa e, posteriormente, no mundo todo, sendo utilizada como remédio natural, por conta de suas propriedades medicinais.

Mas, você sabe para que serve a cebolinha, quais são seus benefícios e como consumi-la no dia a dia? A seguir no Quero Viver Bem, confira essas e outras informações completas!

Cebolinha

Benefícios da cebolinha

A cebolinha diferencia-se de demais temperos por oferecer benefícios especiais ao organismo e à saúde. Confira, a seguir, quais são os principais:

Previne câncer

Como é rica em compostos orgânicos e antioxidantes, a cebolinha ajuda a prevenir câncer, como o de estômago e colorretal, uma vez que inibe o crescimento de tumores.

Além disso, a erva possui glutationa (combate substâncias causadoras do câncer) e flavonoides (auxilia na proteção contra câncer de pulmão, ovário e mama, que possuem alta incidência em mulheres).

[CONFIRA TAMBÉM: CÂNCER MAIS COMUM EM MULHERES]

Evita doenças ósseas, neurais e Alzheimer

A cebolinha possui elevada concentração de vitamina K, nutriente que se destaca por aumentar a densidade óssea, o que permite manter a integridade dos ossos e evitar doenças como a osteoporose.

Outro benefício da vitamina K é que ela atua na prevenção de danos neurais e ao cérebro, evitando doenças como o Mal de Alzheimer, que costuma ter maior ocorrência entre idosos.

Faz bem ao coração

A cebolinha tem alicina, que é um ativo que combate o colesterol alto e contribui para a saúde do coração, evitando o entupimento de artérias, a hipertensão, a aterosclerose e o AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Fortalece o sistema imunológico

A erva apresenta vitamina C e A, potássio, ferro, ácido fólico, cálcio, niacina e tiamina, nutrientes que fortalecem o sistema imunológico, minimizando o risco de contração de doenças simples, como resfriados.

Previne problemas estomacais

A cebolinha conta com ação antibacteriana, sendo capaz de combater bactérias pertencentes à família da Salmonella. Por isso, previne problemas estomacais, evitando ou amenizando sintomas de intoxicação e indigestão.

Contribui com a saúde dos olhos

Na erva, há dois carotenos: a zeaxantina e a luteína, que são capazes de diminuir o estresse oxidativo dos olhos e minimizar o risco de desenvolvimento de doenças oculares, como a catarata e a degeneração ocular.

Tabela nutricional da cebolinha

Cebolinha

A cebolinha possui nutrientes essenciais para o organismo. A seguir, veja quais são eles, tendo como base uma porção de 100 gramas do alimento cru:

  • Calorias: 30 kcal;
  • Carboidratos: 3,4 g;
  • Proteínas: 1,9 g;
  • Fibras: 3,6 g;
  • Cálcio: 79,9 mg;
  • Vitamina C: 37,8 mg;
  • Vitamina B6: 0,1 mg;
  • Fósforo: 26,9 mg;
  • Magnésio: 24,6 mg;
  • Manganês: 0,1 mg;
  • Ferro: 0,7 mg;
  • Zinco: 0,3 mg.

Como consumir a cebolinha

Como se trata de um tempero, a cebolinha é um alimento simples de ser inserido na alimentação do dia a dia. A dica para ingeri-la é picá-la (folha e talo) utilizando uma faca afiada.

Assim que picada, pode ser salpicada em saladas. Além disso, é possível utilizá-la como complemento de pratos, por exemplo, refogados, molhos para massas, recheios de tortas, sopas e omeletes. Procure acrescentar o tempero por último, após o cozimento, para preservar ao máximo seu sabor e seus nutrientes.

Para ter todos os benefícios desse tempero, o segredo é comer pequenas quantidades nas refeições principais, e diariamente. Assim, o organismo conseguirá absorver seus nutrientes de maneira mais eficaz.

Sobrou cebolinha de uma refeição e não quer desperdiçar o tempero? Então, saiba que é possível congelar a erva. Basta armazená-la em um pote limpo e com bom sistema de fechamento, levando-o ao freezer. Quando precisar utilizá-la, retire do congelador de 5 a 10 minutos antes do consumo.

[LEIA TAMBÉM: COMO CONGELAR VEGETAIS?]

Cebolinha

Contraindicações do consumo

A cebolinha não costuma provocar reações adversas, especialmente por ser um alimento natural e rico em nutrientes. Portanto, não há contraindicações associadas à erva.

A única recomendação que se faz é não comer uma quantidade elevada de cebolinha em uma refeição, porque há o risco de aumentar a concentração de compostos orgânicos no organismo e causar desconforto estomacal e intestinal.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário