Alzheimer – Principais Sintomas. Fique atento com as pessoas em sua volta

O Alzheimer é muitas vezes confundido por comprotamentos comuns de idosos. Veja os sintomas da doença, tratamentos e como reconhecê-la.

Ela é uma doença neurodegenerativa, ela acaba provocando a perda gradativa da memória, impossibilitando que a pessoa lembre de coisas simples como uma informação ou até mesmo de como falar.

Segundo a Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz), cerca de seis por cento de toda a população idosa brasileira acima dos sessenta anos sofre com ela. Vale a pena ressaltar que não se possui cura, somente tratamento que visa minimizar os efeitos causados por ele.

A primeira vez que notou-se a patologia e que ela foi registrada, foi em 1906, quando o médico Alois Alzheimer, notou que uma paciente possui perda gradativa da memória, problemas para se comunicar, entre outros; sendo necessário a dependência de uma outra pessoa, para que cuidasse dela. Após sua morte, Alois estudou o cérebro dele, esclarecendo quais as suas características.

Quais os estágios?

sintomas do alzheimer

A doença possui vários estágios e pode ainda ocorrer de forma precoce. Por isso, é preciso estar atento aos sinais para iniciar o tratamento assim que os primeiros sintomas surgirem.

Inicial

Este é o mais difícil de ser percebido, uma vez que os sintomas apresentados são bastante discretos. É comum que as pessoas a volta do doente acreditarem que é apenas “velhice”, até mesmo alguns profissionais pensam nisso.

Intermediário

Os sintomas ficam mais graves e a demência preocupa as pessoas ao redor do paciente, aumenta-se a dificuldade no dia a dia.

Avançado

Este é o momento em que a pessoa encontram-se com total dependência e da impossibilidade de levar uma vida normal. Os distúrbios tornam-se mais evidentes.

Sintomas

azheimer tratamentos

Entre os principais, têm-se problemas na cognição, no comportamento, humor, no corpo e no músculo. Os mais comuns são:

  • Declínio mental;
  • Problema de pensamento e de compreensão;
  • Confusões noturnas;
  • Confusão mental;
  • Delírio;
  • Desorientação;
  • Desorientação total;
  • Esquecimento;
  • Invenção de fatos;
  • Problemas matemáticas envolvendo cálculos;
  • Complicações em reconhecer pessoas, animais e objetivos;
  • Perda de memória recente;
  • Agitação;
  • Agressão;
  • Irritabilidade;
  • Modificações na personalidade;
  • Repetições sem sentido;
  • Perder;
  • Vagar sem rumo;
  • Contrações musculares;
  • Alucinação;
  • Depressão;
  • Paranóia;
  • Inquietação;
  • Perda de apetite.

Como Identificar

médico alzheimer

Alguns passos podem ser seguidos para ajudar à identificar se você ou um ente querido está sofrendo com Alzheimer. Veja abaixo pequenas dicas que ajudam no reconhecimento da doença. Quanto antes se iniciar um tratamento, melhores e mais eficazes serão os resultados:

Perda de Memória

Prestar atenção aos sinais e saber como identificar é importante, o primeiro fator no qual você deve estar atento, é na perda de memória. Isto é comum especialmente na fase inicial do Alzheimer, onde a pessoa pode esquecer informações, datas comemorativas e tudo mais. Pode ser confundido muitas vezes como um simples esquecimento, você não deve se preocupar, caso a pessoa não se recorde de um nome, mas lembre-se dele posteriormente.

Falta de Pensamento Lógico

Ter dificuldades em resolver alguns problemas, ou mesmo cometer erros matemáticos pode ser normal, nada com o que você deva se preocupar. Entretanto, ter problemas com números, afetando a gestão da casa e o controle de gasto é um alerta. A demora e até mesmo a ausência de concentração, é um indicativo de que a pessoa pode estar sofrendo com esta patologia.

Desorientação

Caso a pessoa venha a se mostrar desorientada, seja em relação ao local onde ela se encontra, ou ao tempo, data e outros, isso pode ser um sinal da enfermidade. Pode também haver confusão de acontecimentos, onde a pessoa acha que alguma coisa acabou de acontecer, porém isso ocorreu há alguns anos.

Objetos fora do lugar

Em alguns casos o doente pode colocar determinados objetos em locais inadequados, utensílios de cozinha no banheiro, entre outros. Além disso, eles não são capazes de refazer o percurso para tentar ver onde o deixaram, tal confusão pode fazer com que eles acusem terceiros de terem cometido roubo.

Porque o tratamento deve ser breve

Como citado, tal patologia é conhecida por sua neurodegeneração. Apesar de não haver cura, existem tratamentos e medicamentos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente eles disponibilizam o Galantamina, Donepeliza e Rivastigmina.

Esses remédios são responsáveis por amenizar os sintomas ou retardar o aparecimento de alguns. Por este motivo, quanto mais cedo a percepção destes e o diagnóstico correto, mas breve é possível iniciar com a medicação.

O início imediato de um tratamento é fundamental, para possibilitar ao doente uma melhor qualidade de vida, prologando-a e evitando que ele sofra com os problemas decorrentes da patologia. A demora pode ser a diferença entre os últimos anos de vida do idoso, já que aqueles que sofrem intensamente dela, acabam morrendo antes.

Atente-se as pessoas a sua volta e sempre procure por sinais relacionados ao Alzheimer e procure levá-la ao médico o mais cedo possível.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário