Ácido Fólico – Para que serve? Bula e Como tomar corretamente

O ácido fólico, também conhecido como vitamina B9 ou folato é uma vitamina essencial no organismo, afinal, ele desempenha uma série de funções como a manutenção da atividade cerebral e a formação das células sanguíneas.

Para que serve o ácido fólico

O ácido fólico é tão importante para o organismo porque contém vários outros nutrientes associados à sua fórmula que são igualmente essenciais para a manutenção da saúde, como o caso da PABA, pteridina e o ácido glutâmico.

1 – Forma as células do tubo neural

Uma das principais funções do ácido fólico no organismo é na gravidez, isso porque a substância é fundamental para a formação do tubo neural – órgão que, quando desenvolvido, dá origem ao cérebro.

Inclusive, uma pesquisa da Universidade de Brasília mostra que entre as mulheres que suplementaram com ácido fólico na gravidez, houve reduções de até 79% na deficiências no tubo neural.

Tamanho benefício é o que levou 40 países a tornarem obrigatório a suplementação com ácido fólico durante a gestação.

2 – Ajuda na manutenção das atividades cognitivas

Mesmo depois que o bebê já está desenvolvido, o ácido fólico continua a ter importância na manutenção do sistema nervoso. Tanto é que quando a substância está em deficiência ocorre uma ligeira perda cognitiva, que quando criança, pode representar em dificuldades de aprendizado.

3 – Fortalece o sistema imunológico

O sistema imunológico também depende do ácido fólico, já que as vitaminas do complexo B ajudam na formação das células de defesa do organismo.

Estudos feitos pelo Instituto de Câncer José Alencar (Inca) ainda confirmam que o ácido fólico também tem um papel importante na prevenção de vários tipos de câncer, uma vez que previne deficiências no DNA das células.

Após a descoberta, a suplementação com ácido fólico tem sido incluída no tratamento oncológico.

4 – Previne a anemia perniciosa

A anemia perniciosa é uma doença caracterizada pela falta de glóbulos vermelhos na corrente sanguínea – partículas responsáveis por levar o oxigênio para todas as demais células corporais.

O caso específico da anemia perniciosa é causada pela deficiência de vitaminas do complexo B, seja por conta de má alimentação ou a incapacidade do trato digestivo em absorvê-la adequadamente.

Nesse caso,  tomar ácido fólico na alimentação é uma forma eficiente de prevenir a doença.

De acordo com o Third National Health and Nutrition Examination Survey a deficiência de ácido fólico, inclusive, é responsável por 6,4% dos casos de anemia em idosos.

5 – Previne doenças cardiovasculares

O folato, juntamente com as vitaminas B6 e B12 são capazes de destruir a homocisteína – um aminoácido que afeta as placas cardiovasculares e que, quando em excesso, pode provocar infarto do miocárdio e hipertensão arterial. 

6 – Trata doenças genéticas como o vitiligo

Durante a gestação é o momento em que o bebê está suscetível à más formações e doenças do DNA, como o vitiligo. Ao tomar ácido fólico na gravidez, diminui-se o risco dessas situações, garantindo que a criança tenha mais saúde não somente na infância, bem como no resto de sua vida.

7 – Reduz o risco de demência na velhice

O ácido fólico também reduz a demência na velhice, uma vez que diminui a chance de deficiências nutricionais de vitaminas importantes para a manutenção das atividades cognitivas.

8 – Controla a pressão arterial

O folato reduz a ação de radicais livres e níveis de homocisteína, duas substâncias que impedem a regeneração celular e podem provocar danos cardiovasculares, endurecendo os vasos sanguíneos – o que causa um aumento da pressão arterial.

10 – Mantém os cabelos unhas e pele saudáveis

Como qualquer outra vitamina do complexo B, o ácido fólico fortalece os cabelos, unhas e a pele.

Apesar de não haver nenhum estudo científico que comprove os efeitos da substância, experimentos mostram que ele ajuda no controle da oleosidade, minimizam os danos da dermatite e deixam os fios mais brilhosos.

Ácido fólico na gravidez – Como suplementar?

ácido fólico na gravidezPara mulheres grávidas quantidade diária de ácido fólico é de 1 comprimido diário. A suplementação é indicada no primeiro trimestre da gravidez afim de prevenir alterações genéticas, diminuir o risco de parto prematuro e de pré-eclâmpsia. O consumo ajuda a garantir que o sistema nervoso do feto se desenvolva com eficácia.

Mulheres que estão tentando engravidar também podem usar um comprimido de 2 mg a 5 mg diariamente para melhorar o período fértil e garantir mais eficácia às tentativas. Para saber mais sobre o assunto confira a matéria sobre como calcular o ciclo menstrual.

Ácido fólico para o cabelo

A falta de vitamina B9 pode levar à queda de cabelo descontrolada. Ela atua no crescimento dos cabelos e das unhas porque atua na formação de novas células e no desenvolvimentos delas. Isso a torna fundamental no combate à calvície.

Para usar corretamente basta tomar ácido fólico em comprimido conforme a dose diária recomendada. Abaixo, há um experimento que mostrou como o cabelo cresceu muito mais rápido do que teria acontecido se fosse naturalmente.

ácido fólico para o cabelo

Ácido fólico na prevenção de doenças cardiovasculares

Quem possui anemia ou problemas cardíacos pode ter a indicação de tomar comprimidos de ácido fólico. Nestes casos, costuma-se recomendar 5mg por dia da substância, além de adotar uma dieta livre de gorduras, com baixo teor de carboidratos (dieta low carb), processo que pode ser facilitado por uma reeducação alimentar.

Como Tomar

A falta de vitamina B9 é, quase sempre, assintomática. Caso haja necessidade de reposição, é sempre recomendado procurar um médico para indicar a dose exata. Normalmente, toma-se uma cápsula do suplemento, logo no início do dia.

A quantidade diária de ácido fólico que deve ser ingerida varia conforme a idade e necessidade de cada pessoa. Confira a posologia de acordo com cada faixa etária:

IdadeQuantidade de ácido fólico diária
0 a 6 meses 65 mcg
7 a 12 meses 80 mcg
1 a 3 anos 150 mcg
4 a 8 anos 200 mcg
9 a 13 anos 300 mcg
14 anos ou mais 400 mcg
Mulheres grávidas 600 mcg
Mulheres que amamentam 500 mcg

Bula do Ácido Fólico

Existem vários nomes comerciais de comprimidos de ácido fólico disponíveis em farmácias. Os mais populares são:

  • Folicil
  • Enfol
  • Folacin
  • Neo Folico
  • Acflon
  • Endoflin

Eles podem ser encontrados em formas de solução oral (gotas) mais recomendado para crianças e gestantes ou então em comprimidos. Outras fórmulas de suplementos vitamínicos incluem esta substância, principalmente os recomendados para grávidas.

Preço

O preço do ácido fólico dependerá do laboratório que o comercializa e da farmácia em que será comprado. Comprimidos únicos ou duas unidades podem ser encontradas a partir de R$ 3,00. Já caixas com 30 comprimidos de 5mg variam entre R$ 20,00 a R$ 30,00.

A solução oral costuma ser um pouco mais cara: também varia de R$ 25,00 a R$ 35,00.

Alimentos ricos em ácido fólico

Não é sempre que se precisa recorrer as pílulas para conseguir adquirir a quantidade diária necessária de ácido fólico no organismo. Ele está presente em grãos integrais, levedura de cerveja, vísceras de animais, legumes, frutos secos, folhas verdes e muitos outros. Por ser hidrossolúvel, é facilmente digerido pelo sistema gastrointestinal.

Veja abaixo a lista de alimentos ricos em ácido fólico e a quantidade que possuem da vitamina a cada 100g de alimento:

  • Fígado de vaca – 350mg;acido-folico-alimentos
  • Feijão – 210mg;
  • Salsa – 170mg;
  • Flocos de milho – 167mg;
  • Aspargo – 155 mg;
  • Espinafre – 150mg;
  • Couve de bruxelas – 110mg.

Além desses ingredientes, a farinha de trigo brasileira é enriquecida com ácido fólico, então o consumo de pães, massas, biscoitos e outros é benéfico em uma dieta que precisa da substância.

Como o ácido fólico funciona no organismo

Ao contrário de outras vitaminas, ele fica armazenado no fígado e não é necessária a ingestão diária do ácido fólico. Sua insuficiência é muito rara, ainda mais com todas as farinhas sendo enriquecidas com a substância. Essa medida passou a evitar a anemia no país, principalmente em crianças. Veja o que acontece quando há o excesso ou a falta da vitamina:

  • Hipovitaminose (consumir menos ácido fólico que o recomendado) – Anorexia, anemias, apatia, cansaço, dor de cabeça, problemas digestivo, problemas no crescimento, insônia, fraqueza, dificuldades de memorização.
  • Hipervitaminose (ingerir quantidades excedentes às recomendadas) – Hiperatividade, euforia e excitação.

Contraindicações

Por ser solúvel em água, o excesso de ácido fólico é, facilmente, eliminado pela urina. Automedicar-se, sem a prescrição de um médico, pode causar sérios problemas para a saúde, que incluem náuseas, dores de estômago, anemia e coceira.

Ressalta-se a importância para pessoas que fazem uso de medicamentos para convulsão e reumatismo que realizem o acompanhamento médico, caso necessitem a suplementação da substância.

Recomenda-se a ingestão máxima de 5000mcg diários de vitamina B9, sendo que, dificilmente, esses níveis são ultrapassados, apenas com a alimentação.


Referências utilizadas neste conteúdo:

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL. Prevalência de deficiência de vitamina B12 e ácido fólico e sua associação com anemia em idosos atendidos em um hospital universitário. Disponível em: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/2632

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Efeito da fortificação com ácido fólico na redução dos defeitos do tubo neural. Disponível em: https://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S0102-311X2007000100003&script=sci_arttext

REVISTA BRASILEIRA DE CANCEROLOGIA. O papel do ácido fólico na prevenção e na terapêutica
oncológica: revisão. 2002. Disponível em: http://www1.inca.gov.br/rbc/n_48/v04/pdf/revisao5.pdf

US NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE. Dietary folate intake in US adults: findings from the third National Health and Nutrition Examination Survey. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/9926899


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

5 Comentários

    • webgocontent
  1. Malav
  2. Rosangela gouveia
    • Quero Viver Bem

Deixe um Comentário