10 funções da Noz-moscada – Para que serve e Como usar. Faz mal?

A noz-moscada (Myristica fragans) é um condimento da Indonésia, muito utilizado como tempero em diversos pratos ao redor do mundo. Para a saúde, as folhas e sementes possuem uma série de benefícios, incluindo a ação analgésica e emagrecedora.

Para que serve a Noz-moscada – 10 benefícios

Abaixo, seguem quais são os principais benefícios da noz-moscada, conforme o que se têm comprovado cientificamente.

noz moscada

1 – Emagrece e trata a insônia

A noz-moscada ajuda a emagrecer, mas só para aqueles que não conseguem pregar os olhos à noite. Acontece que uma das substâncias presentes no condimento é a soporífica, ou seja, que te deixa com sono. Assim, você dorme melhor e minimiza a concentração de gordura.

O efeito foi comprovado pela Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, mediante pesquisa, que percebeu, entre 1.600 pessoas, que dormir menos de sete horas por noite tem maior tendência ao ganho de peso do que em pessoas que dormem oito, no mínimo.

Acredita-se que isso possa estar relacionado à qualidade de vida, que, de alguma forma, torna a pessoa disposta e menos estressada, mantendo hábitos mais saudáveis do que quem relega questões como a qualidade do sono.

2 – Diminui o colesterol

Uma dos principais benefícios da noz-moscada é a capacidade de reduzir os níveis de colesterol LDL e VLDL, gorduras densas que se acumulam nas veias e podem provocar doenças cardiovasculares, como a aterosclerose e a hipertensão arterial.

Análises indicam que a noz-moscada pode, inclusive, ser utilizada em conjunto com tratamentos cardiovasculares preventivos.

3 – Trata infecções bacterianas

Esse condimento é útil no tratamento de bactérias. Uma pesquisa, divulgada pela Revista Brasileira de Farmacologia, evidenciou, por exemplo, que somente a aplicação da especiaria conseguiu inibir a ação de bactérias do gênero L.monocytogenes, causadoras de infecções alimentares, como a listeriose.

Outros estudos ainda demonstram o efeito larvicida da noz-moscada, podendo ser aplicada como spray na horta, para ajudar no controle de pragas.

4 – Induz ao sono

A noz-moscada funciona como um santo remédio para quem sofre de insônia, afinal, uma das principais substâncias que compõem as sementes dessa planta ajudam na liberação de triptofano – neurotransmissor responsável pela sensação de relaxamento.

Para surtir efeito, basta tomar o chá de noz-moscada antes de dormir ou misturar uma colher de chá do pó com leite desnatado morno.

5 – Alivia dores reumáticas

Por conta da ação anti-inflamatória já confirmada por pesquisadores japoneses, a noz-moscada ajuda a controlar as dores de doenças reumáticas, como artrite, artrose e fibromialgia. A versão em óleo, inclusive, ajuda a minimizar o inchaço nas articulações.

6 – Alivia cólicas menstruais

A noz moscada, assim como o chá de canela, ajuda a diminuir o desconforto abdominal característico do ciclo menstrual. Acredita-se que isso acontece porque essa noz ajuda a controlar o fluxo sanguíneo uterino, facilitando na excreção do sangue acumulado.

Como consumir

A forma mais comum de consumir a noz-moscada é como tempero nas comidas. O pó, quando usado com líquidos, precisa ser bem diluído, para não causar afogamentos.

Chá de noz-moscada

Para fazer esse preparo, basta seguir o passo a passo:

chá de noz-moscada

Ingredientes

  • 1/2 noz-moscada;
  • 1 litro de água;
  • Mel a gosto

Modo de preparo

  1. Rale a noz-moscada;
  2. Ferva a água e acrescente a noz ralada;
  3. Misture bem;
  4. Tampe;
  5. Deixe em infusão, por 3 minutos;
  6. Coe;
  7. Adoce com mel e sirva.

Tempero

A noz-moscada por ser incluída em pratos como:

  • Molho branco;
  • Creme de ovos;
  • Bolos;
  • Pudins;
  • Doces de baunilha;
  • Risotos;
  • Massas;
  • Caldos.

Noz-moscada faz mal?

A noz-moscada só faz mal se consumida em excesso, devido a pequenos valores de toxidade do alimento. Por isso, não deve ser ingerida em dosagens superiores a 5mg diárias, pois poderá provocar alucinações e perda de visão e audição. Além disso, não é recomendado o consumo do pó in natura, sem estar diluído, pois pode provocar engasgue.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Estrela2  Estrelas3  Estrelas4  Estrelas5  Estrelas (Ainda sem avaliações)
Loading...

Quem Leu Este Artigo também costuma ler:

Deixe um Comentário