Queijo Branco – Engorda? Benefícios, Malefícios e Tabela Nutricional

O queijo branco é um dos queridinhos da alimentação saudável e das dietas, não é mesmo? Indicado por especialistas para substituir o queijo amarelo, que possui mais gordura e sódio, o queijo branco tem muito mais elementos que contribuem para o bem-estar. No entanto, além dos benefícios, é preciso ficar atento quanto aos seus possíveis malefícios.

Os queijos são desenvolvidos a partir da coagulação enzimática do leite com o coalho e outras enzimas apropriadas, que são complementadas, ou não, com a ação de bactérias lácticas específicas. O processo é simples, pois o que vai mudar a característica do queijo é a maturação, isto é, o quanto o queijo vai permanecer curando antes de ser servido ou comercializado.

Como se sabe, esse tipo de queijo é mais fresco, tem menos agentes externos em sua composição, o que o torna mais saudável e menos calórico – ou seja, engorda menos do que as versões amarelas.

queijo branco faz bem

Benefícios do queijo branco

Os queijos brancos são campeões quando se fala em nutrientes e em baixa caloria, sendo, por isso, o único indicado por nutricionistas e médicos para dietas de emagrecimento. O queijo branco possui proteínas importantes para a formação dos músculos, além de minerais como cálcio e fósforo, essenciais para o fortalecimento dos ossos e dentes.

Esses queijos também são ricos em vitamina A, um antioxidante natural que ajuda a manter o sistema imunológico protegido, eliminando os radicais livres que levam ao envelhecimento precoce e a vários tipos de câncer. Já a vitamina D presente nesse alimento ajuda a manter o corpo com uma boa imunidade, enquanto que a vitamina B em abundância atua de forma benéfica na saúde dos olhos, da pele e do cabelo.

Pesquisa recente desenvolvida pelo Programa de Nutrição em Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP) mostrou que a ingestão regular de queijos brancos está diretamente relacionada à diminuição de casos de hipertensão arterial e diabetes. Isso ocorre porque, além do cálcio ofertado em sua composição nutricional, tais queijos quase não têm gordura, ao contrário dos amarelos. A combinação desses dois itens contribui para a estabilidade da pressão arterial, ajudando a regular a absorção da glicose no organismo e auxiliando no reequilíbrio do peso.

Malefícios

Por outro lado, é possível encontrar alguns elementos que podem fazer com que o queijo branco não seja tão saudável. No entanto, isso dependerá mais da marca da empresa que vende o produto e do acondicionamento do que do próprio queijo em si.

Por exemplo, uma pesquisa feita pela Proteste, em 2017, revelou que alguns tipos de queijo branco apresentavam índices de gordura acima do informado no rótulo. Isso vai totalmente contra o que o produto é em sua forma original e natural.

Além disso, o estudo da Proteste verificou que vários queijos possuíam níveis de sódio acima dos informados nos rótulos. Todos sabem o quanto o sódio em excesso pode ser prejudicial à saúde, podendo, inclusive, elevar a pressão arterial. Além disso, a alta concentração de sódio no organismo pode levar a problemas cardiovasculares, obesidade, diabetes, problemas renais e tumores diversos.

Por isso, antes de comprar um queijo branco, pesquise, informe-se sobre a marca e veja se aquele produto tem elementos químicos ou se realmente condiz com o que está sendo vendido. E, se você perceber qualquer informação incorreta, denuncie ao Procon ou à própria Proteste.

queijo branco engorda

Tabela Nutricional

Em 100g de queijo branco há as seguintes propriedades nutricionais:

  • Calorias: 263 kcal;
  • Carboidratos: 3,2 g;
  • Proteínas: 17,4 g;
  • Gorduras saturadas: 11,4 g;
  • Gorduras monoinsaturadas: 5,8 g;
  • Cálcio: 579 mg;
  • Vitamina A: 160 ug;
  • Magnésio: 6,9g;
  • Colesterol: 62 mg;
  • Fósforo: 123 mg;
  • Ferro: 0,9 mg;
  • Zinco: 0,3 mg;
  • Riboflavina: 0,3 mg;
  • Sódio: 31,3 mg.

[ VEJA TAMBÉM: Riscos da alimentação com excesso de sódio ]

Tipos de queijo branco e suas diferenças

Entre os principais queijos brancos há:

  • Queijo minas frescal: trata-se de um queijo “semi-gordo“, de massa branca, mole e bastante úmida, que, como o nome diz, deve ser ingerido fresco;
  • Queijo minas: também “semi-gordo”, é mais seco e mais firme do que o anterior. Além disso, a ele é acrescentado sal antes do processo de maturação;
  • Ricota: feita a partir do soro de leite desnatado ou integral, a ricota tem uma textura mais delicada, sabor meio adocicado e ácido. Ao ser comparada aos outros queijos, ela possui mais lactose;
  • Queijo cottage: esse é elaborado com os grãos de coalhada, que são imersos em uma mistura de creme e sal. Assim como a ricota, também tem sabor levemente ácido;
  • Mussarela de búfala: produzida com o leite de búfala integral, esse queijo possui uma massa lisa e, ao contrário dos queijos anteriores, contém alto teor de gordura.

Referências usadas neste conteúdo

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO.  Contribuição do sódio, avaliação da percepção do gosto salgado e aceitação de preparações em uma Unidade de Alimentação e Nutrição. Disponível em <http://www.teses.usp.br/teses/>

PROTESTE (2017). Queijo minas frescal pode não ser tão saudável quanto você acredita. Disponível em <https://www.proteste.org.br/institucional/>

TABELA NUTRICIONAL. Disponível em <https://www.tabelanutricional.com.br/queijo-minas-frescal>


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Estrela2  Estrelas3  Estrelas4  Estrelas5  Estrelas (Ainda sem avaliações)
Loading...

Quem Leu Este Artigo também costuma ler:

Deixe um Comentário