Chá de erva-doce: benefícios, contraindicações e receita!

Chamada também de funcho, funcho-doce ou funcho de Florença, a erva-doce é uma herbácea usada em larga escala na culinária, na perfumaria e em bebidas sagradas de determinadas religiões.

Ela é advinda do mediterrâneo e seu cheiro é bem típico. Veja, aqui, todos os benefícios exclusivos do chá de erva-doce, para que ele serve, como fazê-lo e muito mais.

Benefícios do chá de erva doce

Chá de erva-doce: benefícios, contraindicações e receita!

Quer fazer uso do chá e sentir os principais benefícios em seu organismo? Veja, abaixo, quais são:

1 – Auxilia a digestão

Sendo uma planta há muito tempo usada para auxiliar na digestão, os egípcios e romanos já cultivavam a erva-doce com esse objetivo. Um artigo do Jornal Internacional de Ciência Alimentar e Nutrição comprovou que a erva-doce aumenta naturalmente os movimentos gástricos, além da secreção dos ácidos gástricos em animais.

Em humanos, houve a redução de dores intestinais, principalmente causadas por inflamações no intestino grosso. Isso acontece pela presença de antioxidantes na erva, que tratam problemas gastrointestinais.

2 – Acaba com a retenção de líquidos

Por conter uma grande quantidade de propriedades diuréticas, o uso da erva-doce acaba com a retenção de líquidos, diminuindo o inchaço no corpo. Esse acúmulo de toxinas é eliminado por meio da urina ou do suor.

3 – Dá fim aos radicais livres

A erva-doce também possui antioxidantes, que diminuem a quantidade de radicais livres no organismo – substâncias que aumentam as chances de doenças como câncer, Alzheimer, envelhecimento precoce e doenças cardiovasculares.

A erva-doce também conta com muitas quantidades de potássio, o que é ótimo para quem sofre com pressão alta. Quando esse mineral se une à vitamina C, limpa o intestino e elimina o excesso de gordura por meio das fezes.

4 – Conta com muitos nutrientes

A planta possui grandes quantidades de fibras, cálcio, ferro, zinco, vitamina A, cobre, vitamina Cvitaminas do complexo B.

5 – Fortalece os olhos

Para quem costuma acordar com os olhos inchados pela manhã, é indicado passar o chá na região, com o auxílio de um algodão. Os inchaços e as infecções locais diminuem progressivamente.

6 – Diminui as cólicas

Usado desde muito tempo como um remédio natural para diminuir a cólica em bebês, é comprovado que o chá reduz em até 65% o mal-estar estomacal dos recém nascidos. Porém, converse com um médico especialista antes, já que somente ele saberá indicar o que é melhor para o bebê em específico.

7 – Melhora o coração

Ainda pela grande quantidade de antioxidantes e vitaminas, o consumo de erva-doce fortalece o coração, inibindo doenças.

8 – Diminui o mau hálito

Chá de erva-doce: benefícios, contraindicações e receita!

O mau hálito costuma ser causado por problemas digestivos, nesse caso, o chá de erva-doce é indicado para tratar problemas relacionados ao trato digestivo, além de que ele traz frescor ao consumidor – seja por meio do chá ou quando usado como enxaguante bucal.

9 – Trata problemas respiratórios

A planta é usada como remédio natural para curar bronquite ou crises de tosse. Ela também é consumida para eliminar o acúmulo de catarro no trato respiratório.

10 – Diminui a TPM e ajuda na menopausa

A erva-doce é indicada para quem sofre com TPM, porque possui várias propriedades que acalmam os músculos do útero. Ademais, controla os níveis de estrogênio – principais causadores das ondas de calor comuns durante a menopausa.

11 – Fortalece o sistema imunológico

O chá de erva doce eleva as defesas do organismo, fortalece o sistema imunológico contra doenças oportunas e limpa o sangue de impurezas.

12 – Oxigena o cérebro

Estudos apontam que o consumo da erva-doce (sejam as sementes ou o bulbo), melhora o funcionamento do cérebro, por conta do aumento de potássio no corpo, que melhora o desempenho cognitivo. Além disso, a erva tem ação vasodilatadora, que aumenta o oxigênio no cérebro.

13 – Alivia dores

Com propriedades anti-inflamatórias, a planta elimina citocinas – principais causadoras das dores de artrite – e é super indicada para quem sofre constantemente com enxaquecas.

Contraindicações do chá de erva-doce

Chá de erva-doce: benefícios, contraindicações e receita!

Mesmo com todos esses benefícios, é necessário fazer o uso do chá com certa moderação, já que o seu uso em excesso pode ocasionar alergias ou foto dermatite.

Grávidas, lactantes e quem sofre com convulsões não devem ingerir o chá. Se você tem alergia à cenoura e/ou ao aipo, também é contraindicado o consumo da bebida.

Receita de chá de erva-doce

Você precisará de 1 litro de água e 5 folhas de erva-doce. Siga o modo de preparo, a seguir:

  1. Ferva a água e coloque as folhas;
  2. Conte 30 segundos e desligue o fogo;
  3. Descanse o chá por 5 minutos – esse tempo “solta” as substâncias ativas e as propriedades do chá.

Pronto, consuma o seu chá de erva-doce!


Referências utilizadas neste conteúdo:

International Journal of Food Sciences and Nutrition - Levels of estragole in fennel teas marketed in Austria and assessment of dietary exposure (2016): https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/09637486.2016.1262334


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe um Comentário