Carnitina (vitamina B11) – Benefícios, Alimentos e Indicações de Consumo

Você sabe o que é a Carnitina? Confira, no Quero Viver Bem, tudo a respeito dos benefícios, alimentos que contêm e indicações de consumo da vitamina B11.

Também conhecida como vitamina B11, é possível encontrar a carnitina com outros nomes, como L-carnitina ou levocarnitina. Ela está presente em quase todas as células do organismo e tem papel importante em vários processos pelo corpo.

Produzida no fígado e nos rins, é estocada em abundância nos músculos. Sua principal função é auxiliar na transformação da gordura em energia. A carnitina é facilmente encontrada em alimentos e também pode ser ingerida pela suplementação.

Entenda mais como funciona esta vitamina e quais os seus benefícios, só aqui no Quero Viver Bem!

Vitamina B11

Benefícios da carnitina

Há vários benefícios em manter os níveis de vitamina B11 ou carnitina no organismo. O que mais chama a atenção é a capacidade de auxiliar na perda de peso, por meio da queima de gordura.

Ela ajuda a transferir os ácidos graxos livres do citosol para a mitocôndria, facilitando a oxidação de gorduras e geração de energia. Além disso, a carnitina ajuda a melhorar a performance durante a prática de atividades físicas, o que também contribui para o emagrecimento.

Ela é capaz de retarda a fadiga muscular e também ajuda no processo de recuperação após o treino. Afinal, contribui para a vasodilatação e melhora a circulação do oxigênio e dos nutrientes para as células musculares. Ou seja, é uma ótima vitamina para o fluxo sanguíneo.

Como promove a oxidação das gorduras, controla os níveis de colesterol. Há, ainda, estudos que estão analisando os efeitos da carnitina no cérebro, retardando o envelhecimento das células neuronais.

Alimentos ricos em vitamina B11 ou carnitina

Vitamina B11

Alguns alimentos são ricos em carnitina e devem ser incluídos na alimentação, para aproveitar todos os seus benefícios. São eles:

  • Carnes vermelhas (bovina, carneiro e cordeiro);
  • Carnes brancas (aves e peixes);
  • Leite (incluindo o soro);
  • Ovos;
  • Outros alimentos de origem animal.

Para que a biossíntese da carnitina aconteça, é importante que o corpo esteja bem nutrido com outros nutrientes e vitaminas do complexo B. Aliás, isso garante o bom funcionamento de todo o organismo.

Como usar o suplemento de carnitina

A carnitina também é encontrada em suplementos alimentares, em cápsulas e na forma líquida. Inclusive, há fórmulas que incluem outros ingredientes como o chá verde para estimular a queima de gordura e promover o emagrecimento.

O corpo é capaz de produzir cerca de 25% da necessidade diária de vitamina B11, sendo possível ingerir os outros 75% com a alimentação rica em alimentos de origem animal. No entanto, caso a necessidade diária não seja alcançada, é possível complementar com a suplementação.

O ideal é visitar um nutricionista ou nutrólogo para saber a dose ideal. Não existe uma recomendação específica da quantidade certa, porém estudos mostram que doses entre 1 a 6g/dia por até seis meses melhoraram consideravelmente as concentrações plasmáticas de carnitina, sem nenhum efeito adverso ou intoxicação nos indivíduos estudados. Mas vale frisar novamente que é importante consultar um médico e nutricionista antes de tomar qualquer suplemento!

É importante tomar o suplemento no mesmo horário todos os dias, ou ainda no início ou após os treinos, principalmente se o objetivo é gerar energia aos músculos. A dose diária pode ser fracionada durante o dia, de 2 ou 3 doses. É importante dar um intervalo entre as doses, cerca de 3 a 4 horas, pelo menos.

Vitamina B11

Indicações e contraindicações da carnitina

Cada um tem sua própria tolerância à quantidade de carnitina, por isso a recomendação médica é importante. Alguns pacientes podem sofrer com picos de energia, o que poderá prejudicar a qualidade do sono.

O excesso também causa efeitos colaterais, como dores de cabeça, náuseas e problemas intestinais, como cólicas e azia. Há outros sintomas menos frequentes, como erupções cutâneas e aumento do apetite.

A suplementação é contraindicada para pessoas que têm problemas com gastrite e diarreia. Deve-se evitar, também, nos casos de problemas cardiovasculares, já que o consumo poderá causar o aumento da frequência cardíaca.

Pessoas com IMC muito abaixo ou com pouca taxa gordura devem evitar o uso.

É indicado para indivíduos que procuram perder peso, melhorar o desempenho dos treinos, otimizar o ganho de massa magra e definir os músculos.

Além de tudo, pode ser ingerido por pessoas que pretendem melhorar as capacidades cognitivas e aumentar a imunidade, já que a vitamina B11 possui ação antioxidante, eliminando os radicais livres.

Gostou? Então, leia, também, o conteúdo completo sobre Benefícios da Vitamina B12, o que acontece quando em falta e mais!


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Um Comentário

  1. Ciléa

Deixe um Comentário