4 vantagens e 2 desvantagens de treinar funcional

Veja aqui quais são as principais vantagens e desvantagens do treino funcional para sua saúde com a opinião de um profissional.

O treino funcional é a atividade física na qual o corpo é trabalhado para executar as funções que foi destinado originalmente a fazer. Alguns movimentos são realizados utilizando o peso do próprio corpo ou acessórios específicos, como: faixas elásticas, cones, bola suíça, entre outros.

Sendo assim, o treino funcional tem várias vantagens em relação a outras modalidades, como:

  • Dá força, agilidade e flexibilidade;
  • Desenvolve a musculatura do corpo como um todo;
  • Pode ser praticado em qualquer local;
  • Desenvolve o conhecimento de músculos, articulações, limitações e espaço corporal.

Para entender melhor, confira, a seguir, como funciona cada item citado acima.

Dá força, agilidade e flexibilidade

4 vantagens e 2 desvantagens de treinar funcional

Ao contrário dos demais exercícios de atividade física, que atuam como exercícios isolados, nos quais apenas uma habilidade é trabalhada, o treino funcional age com várias habilidades ao mesmo tempo, sendo possível trabalhar força, flexibilidade e agilidade de uma só vez, devido aos seus movimentos completos e práticos.

Desenvolve a musculatura do corpo como um todo

Por tratar-se de uma atividade que trabalha o corpo todo, o treino funcional destaca-se dos outros, por conseguir resultados e desenvolvimento muscular no corpo todo e não apenas em um músculo específico, com treinos isolados.

Quando se faz uma atividade como a musculação, o corpo tem que ser treinado em músculos isolados, não podendo ser feito um treino de peito e, ao mesmo tempo, sentir que a perna esteja trabalhando. No entanto, no funcional, o corpo pode ser treinado ao mesmo tempo, como uma máquina que depende de cada engrenagem para ser executada – ou seja, essa atividade utiliza toda a sua percepção corporal em apenas um único exercício.

Pode ser praticado em qualquer local

Outra vantagem do exercício funcional é que, por ser uma atividade que pode ser executada apenas com o peso do próprio corpo, sua prática é feita em qualquer lugar, basta ter um espaço, uma roupa adequada e saber como executar os exercícios corretamente –não é necessário ter aparelhos complexos de musculação.

Desenvolve o conhecimento de músculos, articulações, limitações e espaço corporal

Como essa atividade exige do praticante o uso de todo o corpo, acaba desenvolvendo consciência corporal, conhecimento de músculos, articulações, limitações do corpo e de espaço corporal.

Porém, nem tudo é tão perfeito assim. Existem algumas desvantagens, também, por exemplo:

  • Risco maior de lesão;
  • Câimbras.

Como o treinamento funcional é uma atividade de auto rendimento e que o praticante exige o máximo da sua musculatura, levando-a, muitas vezes, à fadiga, podem ocorrer lesões, se não tomado o cuidado necessário e se o aluno não respeitar os seus limites.

Com a busca por resultados rápidos, alguns praticantes acreditam que seu corpo está apto e que pode executar todos os exercícios do trabalho de treinamento funcional, extrapolando e se lesionando.

O outro problema relacionado é a câimbra, que ocorre devido ao alto nível de stress sofrido pela musculatura e, também,à falta do consumo de nutrientes que o músculo necessita para executar as atividades. A câimbra é um mau que pode ocorrer durante e, muitas vezes, após o treinamento.

Dica: procure um profissional especializado em treinamento funcional, respeite seus limites – não tente fazer a mais do que o seu corpo aguenta -, hidrate bem com isotônicos e beba muita água, pois a câimbra é a falta de hidratação da musculatura.


Este texto foi revisado pelo Profissional: Eduardo Lembi (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário