Vitamina C – Benefícios, Alimentos, Deficiência e Tratamento

Você sabe quais são os benefícios da vitamina C? Confira, no Quero Viver Bem, a tabela nutricional, dicas de consumo e tratamento em casos de deficiencia!

É conhecida por melhorar a imunidade do organismo e está presente em abundância nas frutas com a cor alaranjada, como a laranja. A vitamina C, ou ácido ascórbico, é responsável por dar resistência aos ossos, aos tendões e às paredes dos vasos sanguíneos.

A vitamina C é hidrossolúvel (é solúvel em água) e não pode ser sintetizada pelo organismo. Dessa forma, a única maneira de obtê-la é pela alimentação ou suplementação.

Há uma série de benefícios associados ao consumo de vitamina C, bem como deficiência quando está em falta no organismo. Entenda mais a seguir, só aqui no Quero Viver Bem!

Vitamina C

Benefícios da vitamina C

O benefício mais conhecido da vitamina C é a melhora na imunidade do organismo. Há anos é usada para tratar e evitar gripes e resfriados, já que é capaz de combater micro-organismos e estruturas estranhas ao corpo.

Isso acontece porque ela estimula a produção de glóbulos brancos. O ácido ascórbico também aumenta a quantidade de anticorpos presentes no organismo.

Há ainda muitos outros benefícios associados ao consumo da vitamina C. Veja:

  • Protege a pele e evita o envelhecimento precoce, já que estimula a produção do colágeno;
  • Melhora a absorção de ferro, consequentemente evitando e combatendo a anemia ferropriva;
  • Melhora a visão, evitando problemas relacionados;
  • Aumenta a resistência dos ossos, devido ao aumento na produção de colágeno;
  • Possui ação antioxidante, combatendo os radicais livres e diminuindo o risco de doenças degenerativas e câncer;
  • Previne derrames, devido à presença de colágeno, elastina e ação antioxidante;
  • Participa da síntese e modulação de alguns componentes hormonais do sistema nervoso, como dopamina e noradrenalina.

Quantidade de vitamina C nos alimentos

Vitamina C

Os alimentos mais conhecidos que possuem vitamina C em abundância são os que possuem a cor laranja, como a cenoura e acerola. No entanto, também está presente em muitos outros, como o kiwi e brócolis.

De uma forma geral, os vegetais e as frutas são os que mais possuem vitamina C. Veja uma lista com a quantidade presente em cada um dos alimentos:

  • Laranja 1 unidade 90mg;
  • Limão 4 unidades 110mg;
  • Tangerina ou mexerica 2 unidades 110mg;
  • Acerola 1 unidade 150mg;
  • Manga 1 unidade grande 90mg;
  • Goiaba 1 unidade 120mg;
  • Kiwi 1 unidade 95mg;
  • Morango 5 unidades 94mg;
  • Abacaxi 1 fatia média 93mg;
  • Melão 1 fatia grande 105mg;
  • Caju 1 unidade 95mg;
  • Tomate 2 unidades 90mg;
  • Brócolis 1 xícara cozida no vapor 122mg;
  • Espinafre 1 1/2 xícara 122mg
  • Aspargos 2 xícaras 108mg;
  • Couve 1 xícara 116mg;
  • Repolho verde ou roxo 5 colheres de sopa 110mg;
  • Rúcula 1 xícara 123mg;
  • Agrião 1 xícara 100mg.

[PARA SABER MAIS SOBRE OS ALIMENTOS RICOS EM VITAMINA C, CLIQUE AQUI!]

Possíveis riscos em casos de deficiência

A falta de vitamina C no organismo leva a 2 problemas: enfraquecimento do sistema imunológico e escorbuto.

A vitamina C não é produzida pelo organismo, por isso deve ser consumida. Por ser a principal responsável por melhorar o sistema imunológico, a falta dessa vitamina faz com que se diminua a quantidade de glóbulos brancos e de anticorpos, deixando o corpo vulnerável.

O principal problema que isso causa são os resfriados e as gripes cada vez mais frequentes.

O escorbuto é uma doença grave. Causa problemas nas articulações, inchaços, inflamações nas gengivas e perda dos dentes. Além disso, também leva a feridas que não cicatrizam e hemorragias.

 

Vitamina C

Como identificar a ausência da vitamina C no organismo

Quando o corpo está com pouca vitamina C (ingestão menor que 10 mg/dia), começa a apresentar alguns sintomas. São eles:

  • Cansaço;
  • Fraqueza;
  • Irritação;
  • Perda de peso;
  • Dores nas articulações;
  • Dificuldade de ganho de peso em bebês;
  • Cabelo e pele ressecados.

Esses são os primeiros sinais. Caso a deficiência de vitamina C não seja percebida, em poucas semanas, os sintomas pioram e se desenvolve o escorbuto. Nestes casos os sintomas incluem:

  • Surgimento de hematomas;
  • Inchaço e descoloração das gengivas;
  • Sangramento nas gengivas;
  • Surgimento de feridas que não cicatrizam;
  • Sangramento nas articulações;
  • Enfraquecimento dos ossos;
  • Desenvolvimento ósseo de crianças comprometido;
  • Perda de peso.

Forma de tratamento

A deficiência de vitamina C é tratada com uma alimentação balanceada e rica no ácido ascórbico. Portanto, deve-se incluir em abundância as frutas e os vegetais frescos ao cardápio diário.

Em alguns casos, o médico poderá recomendar a suplementação para suprir todas as necessidades dessa vitamina. A quantidade irá variar de acordo com os níveis da deficiência.

Em casos de escorbuto a quantidade de suplementação será elevada.

Há casos em que o paciente desenvolve a anemia. Isso significa que ele tomará suplementos de ferro juntamente com a vitamina C.

Geralmente, os sintomas desaparecem em 1 ou 2 semanas. Mas, é importante manter essa alimentação saudável para que o problema não volte. A lista de alimentos ricos em vitamina C é extensa, portanto será bem fácil ter uma dieta equilibrada, variada e saudável!


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário