Vitamina B5 – Benefícios, Alimentos que contêm, Casos de Deficiência

Você sabe para que serve a vitamina B5? Confira, aqui no Quero Viver Bem, informações completas sobre o assunto, bem como dicas em casos de deficiência.

A B5 é uma das vitaminas do complexo B, também chamada de ácido pantotênico e de pantenol. Trata-se de um nutriente multifuncional, que atua em diferentes frentes.

Uma delas é na saúde do corpo: a vitamina auxilia no processo de produção de energia e hemácias, bem como na síntese de ácido clorídrico e no controle da liberação de hormônios no organismo.

Paralelamente, a B5 melhora os níveis de colesterol bom e atua na produção de acetilcolina, que é um neurotransmissor importante para atividades como concentração e desenvolvimento de pensamento.

Outra frente na qual a vitamina atua é na beleza. O nutriente possui ação anti-inflamatória e estimula a renovação da pele e do cabelo. Por isso, é largamente utilizado em cosméticos para tratar a tez e os fios.

Vitamina-B5

[VEJA TAMBÉM: VITAMINA B1 – BENEFÍCIOS]

Benefícios da vitamina B5

A vitamina B5, quando mantida em níveis adequados no organismo, é uma grande aliada e proporciona excelentes benefícios para a saúde e a beleza. Conheça, a seguir, alguns deles:

1. Produção de energia e redução do cansaço

A B5 participa diretamente da produção de energia que é utilizada para o funcionamento de todos os órgãos do corpo. Além disso, garante maior vitalidade, fazendo com que a pessoa tenha mais ânimo no dia a dia.

2. Melhora da digestão

A vitamina atua na produção de ácido clorídrico pelo organismo, que é a substância responsável por digerir alimentos, especialmente os mais fibrosos. Por isso, o consumo adequado de B5 colabora para a melhora da digestão.

3. Otimização do sistema hormonal

O nutriente contribui para a produção de hormônio e sua correta liberação no organismo, otimizando e melhorando o sistema hormonal. Paralelamente, também contribui para a produção de vitamina D.

Por regular os hormônios, essa vitamina ajuda a diminuir o stress, ansiedade, depressão e outros.

[LEIA TAMBÉM: VITAMINA B2 – BENEFÍCIOS]

4. Redução do colesterol

A B5 reduz o nível de colesterol ruim no organismo, bem como de triglicerídeos. Na prática, isso implica um menor risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como AVC (Acidente Vascular Cerebral) e doença arterial coronariana.

5. Diminuição da queda de cabelo

A vitamina B5 nutre e fortalece os folículos pilosos, o que reduz significativamente a queda de cabelo e faz com que novos fios nasçam mais fortes, resistentes a danos e com brilho.

6. Melhora da pele

O nutriente é um grande aliado da pele, porque acelera o processo de cicatrização, seja de ferimentos leves ou obtidos em cirurgias. Além disso, retarda o aparecimento de linhas de expressão e rugas, bem como do envelhecimento precoce e das manchas na pele.

A vitamina B5 também possui efeito antioxidante, minimizando a ação de radicais livres e possíveis danos à pele causados por agentes externos agressores, como poluentes e sol, protegendo a tez contra o câncer.

Alimentos com vitamina B5

Vitamina-B5

[CONFIRA TAMBÉM: VITAMINA B3 – BENEFÍCIOS]

A B5 pode ser mantida em níveis estáveis no organismo, por meio do consumo de alimentos que são ricos nesse nutriente. A seguir, confira quais são eles, bem como a quantidade de vitamina que possuem, considerando uma porção de 100 gramas:

  1. Shitake: 5,21 mg de vitamina B5;
  2. Fígado: 5 mg de vitamina B5;
  3. Carne vermelha: 2 mg de vitamina B5;
  4. Abacate: 1,46 mg de vitamina B5;
  5. Salmão: 1,2 mg de vitamina B5;
  6. Batata-doce: 1,1 mg de vitamina B5.

Possíveis riscos em casos de deficiência

A deficiência de vitamina B5 costuma ser rara, porque esse é um nutriente facilmente encontrado nos alimentos, mas pode ser que ocorra. Neste caso, os problemas são mais físicos e estéticos, como dermatite, queda de cabelo, fadiga, indigestão e dormência nos pés.

Como identificar a deficiência de vitamina B5

O modo mais assertivo de identificação da deficiência de B5 é por meio de exames clínicos indicados por um médico. No entanto, a falta desse nutriente provoca alguns sintomas físicos, que são indícios do problema. Conheça-os, a seguir:

  1. Fadiga;
  2. Insônia;
  3. Dormência nos pés;
  4. Indigestão e cólicas abdominais;
  5. Náusea e vômito;
  6. Infecções respiratórias e de pele;
  7. Queda de cabelo;
  8. Enfraquecimento da imunidade.

[VEJA TAMBÉM: VITAMINA B6 – BENEFÍCIOS]

Tratamento de deficiência de B5

O tratamento para deficiência de vitamina B5 é comumente realizado com reposição do nutriente, por meio da alimentação ou do uso de suplementos alimentares indicados pelo médico.

Para que haja a reposição, deve-se consumir uma quantidade específica do nutriente, que varia de acordo com a idade da pessoa. Para adultos, recomenda-se a ingestão de 5 mg de vitamina B5. Se for gestante, o valor passa para 6 mg. Mulheres em fase de amamentação devem consumir 7 mg.


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário