Vinho – Benefícios e riscos para a saúde. Quanto consumir?

O vinho tem mais benefícios do que você pode imaginar. Confira aqui a lista completa de propriedades desta bebida e saiba qual é a quantidade certa a se consumir por dia para ter um ganho na saúde!

O vinho é uma bebida muito apreciada por quem tem um paladar requintado, sendo usado, frequentemente, em ocasiões gastronômicas e momentos especiais. Mas, além de ser uma bebida bastante agradável – especialmente para os dias frios -, os benefícios do vinho também estão relacionados à saúde.

É claro que, se não consumida com moderação, a bebida também pode oferecer riscos para a saúde e para o bem estar. Por isso, é preciso entender qual a quantidade ideal de consumo e como o vinho pode agir no organismo. Veja só:

quanto de vinho tomar por dia

Benefícios de tomar vinho

Já foi comprovado que o consumo de vinho pode oferecer benefícios para a saúde. Isso acontece graças aos polifenóis, que são encontrados na casca da uva roxa (já falamos aqui sobre os benefícios da uva). Isso significa que a substância está presente em maior abundância nos vinhos tintos, por isso este é o tipo mais indicado.

Os 2 principais benefícios do consumo frequente de vinho são:

1- Ação antioxidante

O vinho possui uma série de substâncias do grupo dos polifenóis que atuam como antioxidantes, como  o resveratrol e a antocianina. Elas neutralizam os pró oxidantes e radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce.

2- Faz bem ao coração

Alguns componentes do vinho ajudam a diminuir o LDL (colesterol ruim) e o ateroma (excesso de gordura nas artérias) e aumentam a quantidade de óxido nítrico, substância que é vasodilatadora, diminuindo assim a pressão arterial.

Outros benefícios:

  • Diminui os riscos de diabetes;
  • Suaviza os sintomas da depressão e aumenta o bem estar;
  • Previne doenças mentais, como Alzheimer;
  • Diminui o risco de infecções causadas por bactérias;
  • É antinflamatório;
  • Diminui risco de câncer.

Os benefícios do vinho são inúmeros e acontecem em todo o organismo. A bebida pode ser uma grande aliada da saúde, mas é importante lembrar que ela não faz milagres. É imprescindível manter hábitos saudáveis, uma boa alimentação, práticas de exercícios com frequência e visitas de rotinas ao médico.

benefícios do vinho para a saúde

Riscos do consumo excessivo

Por oferecer tantos benefícios, muita gente se empolga e acaba achando que pode tomar grandes quantidades da bebida sem nenhum problema. Mas, como tudo na vida, consumir vinho em excesso pode oferecer riscos da para a saúde. Quem não faz consumo de álcool pode então comer a uva roxa com casca. Os benefícios serão um pouco menores, pois o álcool presente no vinho melhora a absorção de algumas substâncias, mas também é uma boa opção.

Problemas no fígado

Qualquer tipo de álcool ingerido no organismo é metabolizado pelo fígado e, se a ingestão é feita em quantidades muito grandes, o órgão pode acabar sendo sobrecarregado, levando a algumas doenças.

Estes riscos são ainda maiores se, além do vinho, você consumir outras bebidas alcoólicas ou se estiver tomando algum medicamento com frequência, já que eles também são metabolizados pelo fígado.

Ganho de peso

Outro risco do consumo exagerado de vinho é o ganho de peso. A bebida é muito calórica e pode acabar prejudicando as pessoas que estão em um processo de perda de peso. Por isso, se você está em uma dieta, é importante conversar com o seu nutricionista sobre a inclusão do vinho em seu plano alimentar.

vinho tinto benefícios

Quanto de vinho consumir por dia?

Como já vimos, tomar vinho faz muito bem, desde que seja feito com moderação. Mas, como saber qual a quantidade ideal para consumir? Isso vai depender muito da bebida escolhida, inclusive do tipo de vinho que você pretende beber.

Antes de tudo, é preciso saber que uma porção da bebida representa 10 gramas de álcool. De forma generalizada, é recomendado que os homens bebam, no máximo, 3 taças de 120 ml da bebida por dia, enquanto que as mulheres não devem tomar mais que 2.

Aprecie com moderação!


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário