Vacina da febre amarela – Funciona? Quem pode tomar? Reações e Contraindicações

Você sabe quais os efeitos da vacina da febre amarela? Aqui no Quero Viver Bem nós te apresentamos um guia completo para entender essa vacina!

A febre amarela é uma doença que, todos os anos, atinge milhares de pessoas no mundo todo, inclusive no Brasil. A prevenção, não só para a febre amarela, mas para qualquer doença, ainda é o melhor remédio.

No caso específico da febre amarela, recomenda-se certas precauções para evitar criadouros dos mosquitos transmissores da doença. De qualquer forma, existe uma vacina segura e eficaz para evitar a contaminação.

O que é febre amarela?

Vacina febre amarela

A febre amarela é uma doença viral, transmitida pela picada, entre outros, do mosquito aedes aegypti, e os sintomas da doença incluem febre, apetite, calafrios, dores de cabeça, perda de apetite e náuseas e, em muitos casos, se parecem com sintomas de outras doenças, o que impede um diagnóstico mais rápido. É uma doença perigosa, que se não tratada de forma rápida e correta, pode até levar a óbito.

Existem dois tipos de febre amarela:

  • Febre amarela urbana: ocorre no meio urbano e é transmitida pelo mosquito aedes aegypti;
  • Febre amarela silvestre: ocorre em regiões de matas e é transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes.

Quando surgiu a vacina?

A vacina contra a febre amarela surgiu em 1937 e consta em uma lista de medicamentos essenciais elaborada pela Organização Mundial de Saúde, que recomenda sua aplicação em todos os países onde a doença é comum. Alguns países exigem a vacinação comprovada por certificado para permitir a entrada de viajantes.

A vacina funciona?

Vacina febre amarela

A vacina consiste em uma pequena fração enfraquecida do vírus, que estimula o organismo a produzir anticorpos específicos para aquela ameaça. A vacina é aplicada por injeção no músculo ou sob a pele, e a imunidade começa a se desenvolver após aproximadamente 10 dias, com 99% de imunidade assegurada após 30 dias. A proteção obtida pela vacina dura, em média, mais de 40 anos.

Quem pode tomar a vacina?

A vacina é recomendada apenas para as pessoas que vivem ou vão viajar para áreas endêmicas (áreas reconhecidas como de risco para a transmissão da doença), e está indicada a partir dos nove meses de idade. Em condições de surto, porém, poderá ser antecipada para os seis meses de idade. Segundo a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), a vacina deve ser administrada da seguinte forma:

  • Crianças: dose única aos nove meses e uma dose de reforço aos quatro anos;
  • Crianças menores de cinco anos de idade não vacinadas ou adultos não vacinados: uma dose, com uma dose de reforço em dez anos;
  • Maiores de cinco anos com uma dose realizada antes dos cinco anos de idade: uma dose de reforço.

Já o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS), por sua vez, recomendam apenas uma dose da vacina, sem a necessidade de reforço, para quem mora ou viaja para as áreas de risco. A dose única deve ser administrada aos nove meses de idade ou posteriormente caso a imunização não seja feita nesta época.

Onde tomar a vacina?

A vacina está disponível nas redes públicas (para os grupos de risco) e privadas de saúde.

Vacina febre amarela

Contraindicações

A vacina não é indicada para algumas pessoas em determinadas situações sem indicação médica, pois algumas situações clínicas aumentam, a não ser com indicação médica pois, segundo a Sociedade Brasileira de Infectologia, pode haver risco de complicações. São elas:

  • Pessoas com alergia a algum componente da vacina ou a ovos e derivados;
  • Pessoas com doenças que levem a alterações no sistema de defesa congênitas ou adquiridas, incluindo aqueles indivíduos submetidos a terapias como quimioterapia e os que recebem doses elevadas de corticosteroides;
  • Pessoas com histórico de doença do timo (órgão linfático), incluindo miastenia, timoma (câncer no timo) ou remoção prévia do timo;
  • Indivíduos assintomáticos infectados pelo HIV que estejam doentes ou apresentem defesas baixas (CD4 abaixo de 200 células/mm³);
  • Crianças menores de seis meses de idade.

A vacina não é indicada para gestantes e lactantes, crianças com menos de seis meses de idade e, no caso de pessoas com mais de 60 anos, um médico precisa avaliar os possíveis riscos.

Reações

A vacina contra febre amarela não costuma apresentar grandes reações, mas entre as possíveis estão:

  • Dor no local da aplicação, vermelhidão e inchaço;
  • Náusea, diarreia, febre e cansaço;
  • Infecção neurológica, sangramentos, falta de ar, dor abdominal (menos de 0,1% dos pacientes).

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário