Trgilicérides – O que é? Para que serve e Taxas de Referência

Os triglicerídeos são um dos tipos de gordura que o corpo possui, sendo outros formatos conhecidos o colesterol LDL e HDL. A diferença, é que os triglicérides são mais ingeridos por meio da alimentação, uma vez que cerca de 90% dos alimentos o contém em sua composição.

Basicamente, tudo o que contém carboidrato (confira aqui a lista de alimentos ricos em carboidratos) se transforma em triglicerídeo depois de feita a digestão.

Por isso, uma alimentação desequilibrada associada ao sedentarismo acaba provocando triglicerídeos altos e, com eles, vem alguns sintomas inconvenientes – como o aumento do risco cardíaco, acúmulo de gordura localizada (principalmente na região abdominal) e desenvolvimento de pancreatite.

níveis de triglicerídeos

Taxas de referência dos triglicerídeos

  • Triglicerídeo muito alto: igual ou acima de 500 mg/dL;
  • Triglicerídeo alto: igual ou superior a 200 mg/DL;
  • Limítrofe: 150 mg/DL a 200 mg/DL;
  • Triglicerídeo normal: entre 150 mg/dL a 200 mg/dL;
  • Triglicerídeo baixo: igual ou inferior a 100 mg/DL.

A luz da atenção deve ser acesa quando os níveis dessa taxa de gordura atingem entre 150 mg/dl e 200 mg/DL (nível limítrofe). O ideal é já tomar medidas de tratamento antes de desenvolver triglicerídeos alto.

Já os triglicerídeos baixo, por não apresentarem risco à saúde, devem merecer uma investigação mais profunda caso atinja valores menores do que 50 mg/DL ou estejam associadas a outros sintomas.

Atenção! as taxas aqui informadas são referente somente para adultos a partir de 20 anos que tenham ficado em 12 horas de jejum. Gestantes , crianças e adolescentes devem  tomar como referência níveis de triglicérides diferenciados.

Para que servem os triglicerídeos?

Os triglicérides servem como uma reserva energética do organismo. Assim, caso você passe forma ou pratique atividades físicas intensas por um longo período essas gorduras é que serão queimadas.

Mas vale lembrar que os triglicerídeos não são o único tipo de gordura que serve como uma reserva para o organismo, afinal, acompanhado dele geralmente há as taxas de colesterol HDL e colesterol LDL, que funcionam em diferentes tipos de densidades.

Tais taxas precisam ser controladas porque caso fiquem muito elevadas o sangue se torna muito gorduroso o que deixa o corpo vulnerável à determinadas doenças, sobretudo do sistema cardiovascular.


Referências utilizadas neste conteúdo:

SECRETARIA DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO. O que você deve saber sobre a Dislipidemia, 2015. Disponível em <http://www.riocomsaude.rj.gov.br/Publico/MostrarArquivo.aspx?C=yEyODv3HJAg%3D>

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Dislipidemia, 2011. Disponível em <http://portal.anvisa.gov.br/documents/33884>


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário