Tribulus Terrestris – Benefícios, Como usar, Indicações e Contraindicações

Está procurando um suplemento para dar um up na sua disposição? Então, confira, aqui no Quero Viver Bem, o que o Tribulus pode fazer por você!

Tribulus terrestres é o nome de uma erva daninha da família Zygophyllaceae, originária de regiões quentes, tropicais e temperadas, principalmente pela região sul da Europa e Ásia, assim como partes da África e Austrália.

Tal planta serve para inúmeras finalidades, em especial como estimulador sexual. Também, se acredita que a erva possa ter influência em outros pontos fundamentais da saúde de um ser humano.

Descubra quais são os benefícios do Tribulus terrestres, como fazer uso dele e quais as suas indicações e contraindicações de consumo, só aqui no Quero Viver Bem!

Benefícios do Tribulus terrestris

Tribulus

[CONFIRA TAMBÉM: COENZIMA Q10]

O Tribulus terrestris possui, em sua composição, uma substância chamada protodioscina, que, de acordo com os estudos, é a responsável pelos benefícios que são atribuídos a essa planta.

A protodioscina serve como um estimulante de outra substância – o óxido nítrico –, que possui um efeito vasodilatador. Nessa situação, é muito comum associar o Tribulus terrestris como um estimulador sexual, pois contribui para uma ereção mais demorada.

Além disso, a substância protodioscina pode auxiliar na redução da pressão arterial.

Outro benefício do Tribulus terrestris é o estímulo ao hormônio LH, que favorece o aumento da produção de testosterona.

Não somente isso, mas o Tribulus terrestris pode ser interessante também para:

  • Atuar contra a disfunção sexual, principalmente em mulheres na menopausa;
  • Atuar em problemas cardíacos, cistite crônica, desordens urinárias, etc.;
  • Aumentar a força de contração do coração;
  • Aumentar a massa muscular;
  • Aumentar o desempenho esportivo;
  • Auxiliar no alívio de dores, especialmente de cólicas menstruais;
  • Diminuir o dano muscular ocasionado pelo exercício intenso, ou seja, melhora a capacidade de recuperação após o treino;
  • Inibir a formação de pedras nos rins;
  • Melhorar o humor;
  • Prevenir e tratar a diabetes;
  • Reduzir os níveis de colesterol;
  • Reduzir os sintomas da menopausa;
  • Tratar infecções respiratórias do trato inferior.

Cabe mencionar que nenhum dos efeitos foi comprovado cientificamente: o Tribulus terrestris está sendo investigado em inúmeras pesquisas científicas.

[CONFIRA TAMBÉM: SUPLEMENTO ESTROGÊNIO]

Tribulus

Como usar o Tribulus terrestris?

O Tribulus terrestris é encontrado em forma de extrato ou em cápsulas. Sua dosagem, quando em cápsulas, irá variar de acordo com as especificações de cada fabricante.

Em geral, a dosagem em cápsulas pode ser de 250mg a 1500mg, geralmente dividida em três cápsulas diárias ou do modo que o especialista fez a indicação do fitoterápico.

Outro detalhe é que o Tribulus terrestris não deve ser usado na forma in natura para o preparo de chás, por exemplo. Por isso, preze pelo extrato dessa planta.

O tempo de uso pode ser de quatro a seis semanas, com uma pausa de mesmo período – essa indicação vale para os homens.

Como não há constatação de benefícios da planta, as mulheres podem seguir a utilização do Tribulus terrestris cinco dias antes da menstruação, fazendo a pausa durante essa fase menstrual e dando continuidade depois disso.

O consumo em excesso ou mesmo por tempo prolongado do Tribulus terrestris pode causar sérios riscos para a saúde. Nos homens, há possibilidade de provocar atrofia testicular e infertilidade, assim como piora nos quadros de homens que sofrem com câncer de próstata ou de testículo.

Nas mulheres, os riscos são: aumento do clitóris, mudanças no ciclo menstrual, aumento de pelos, acne e infertilidade.

[CONFIRA TAMBÉM: L-CARCITINA]

Indicações e contraindicações

O consumo de Tribulus terrestris é indicado para homens que sofrem com problemas de ereção, assim como para pessoas que passaram por queda hormonal.

No que se refere às contraindicações, é importante afirmar os seguintes casos de proibições:

  • Crianças;
  • Gestantes;
  • Lactantes;
  • Mulheres com alterações na suprarrenal;
  • Mulheres com excesso de pelo;
  • Mulheres com problemas de hipertrofia do clitóris;
  • Pessoas com câncer;
  • Pessoas que possuem queda de cabelo e pele oleosa;
  • Pessoas que têm síndrome de androginia.

Algumas pesquisas científicas isoladas afirmam que o Tribulus terrestris pode causar toxicidade e ginecomastia (que é a condição de crescimento das mamas nos homens).

Pela falta de comprovação científica da segurança da dosagem, de seus benefícios e dos próprios efeitos colaterais, o Tribulus terrestris deve ser usado com cautela.

O mais indicado é que se procure a opinião de um médico ou nutricionista.

No Brasil, o Tribulus terrestris não foi liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser comercializado, muito embora nos Estados Unidos, por exemplo, ele seja vendido como suplemento nutricional de venda livre.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário