Tratamento natural para menopausa – 7 remédios naturais!

Sofre com a tão problemática menopausa? Confira, aqui no Quero Viver Bem, 7 tratamentos naturais para a menopausa, bem como dicas de cuidados!

A menopausa acontece quando a mulher, ao avançar da idade, vai deixando de produzir hormônios, condição que acaba por provocar alguns sintomas que afetam a qualidade de vida da atingida.

O principal hormônio que deixa de ser produzido é o estrogênio, responsável pela ovulação. A falta dele é o principal fator que leva aos sintomas da menopausa que, no geral, são:

  • Ondas de calor;
  • Irritabilidade;
  • Insônia;
  • Diminuição do desejo sexual;
  • Perda de massa óssea;
  • Alteração na distribuição de gordura corporal;
  • Risco aumentado de doenças cardiovasculares.

Tratamentos menopausa

A intensidade dos sintomas varia, mas acredita-se que eles afetam cerca de 80% das mulheres com mais de 50 anos, idade em que se inicia a menopausa.

Para amenizar esses sintomas, muitas optam pela terapia de reposição hormonal, que só deve ser utilizada sob acompanhamento médico. Contudo, há também os tratamentos naturais, que incluem alimentos e mudanças no estilo de vida. Quer saber quais são eles? Continue lendo e confira essas e outras informações, só aqui no Quero Viver Bem!

[VEJA TAMBÉM: ESTROGÊNIO SUPLEMENTO]

Após um estudo realizado em 2002 ter afirmado que a terapia hormonal aumenta o risco de doenças cardiovasculares e de câncer de mama, muitos médicos ficaram inseguros em prescrever tal método. Assim, foi preciso estudar novas maneiras de tratar esse incômodo, como alimentos, fitoterápicos e outros tratamentos alternativos. Confira, a seguir, quais são:

Soja

Soja

Possui um fitoestrógeno chamado de isoflavona, que diminui a intensidade e a frequência dos sintomas vasomotores (os calorões) em mulheres na menopausa. A isoflavona é hidrolisada no intestino, liberando substâncias biologicamente ativas e que se comportam como estrogênio na maioria dos sistemas biológicos. Contudo, seu consumo deve ser moderado para que não haja desequilíbrio hormonal.

Amora

amora benefícios

O chá das folhas de amoreira é utilizado para aliviar sintomas do climatério, o que pode estar relacionado à presença de flavonoides, especialmente as isoflavonas.

Linhaça

A linhaça é rica em um fitoestrógeno chamado de lignana, que “imita” o estrogênio, hormônio cuja produção é reduzida na menopausa.

[VEJA TAMBÉM: MENOPAUSA ENGORDA?]

Cimicifuga

Tratamentos menopausa

É uma planta muito utilizada para o tratamento dos sintomas do climatério, tendo ação nos receptores de estrogênio que irão reduzir os níveis de hormônio luteinizante (LH). Esta redução é responsável pelo abrandamento dos sintomas, principalmente das ondas de calor.

Trevo vermelho

trevo vermelho

Chamado cientificamente de Trifolium pratense, também é fonte de isoflavonas, sendo usado para controlar os sintomas da menopausa e também como agente terapêutico para diversos problemas de saúde.

Além das isoflavonas, essa planta contém glicosídeos cianogênicos e derivados cumarínicos que podem diminuir a coagulação sanguínea. Contudo, seu principal emprego é nos sintomas vasomotores (calor e sudorese excessivos).

Leite e derivados

ovos leites e derivados comidas que melhoram a concentração

Na menopausa, é comum que as mulheres percam massa óssea, devido ao aumento da renovação e diminuição da formação óssea em cada unidade de remodelação. Além disso, há uma redução na absorção de cálcio no intestino.

Esses dois fatores aumentam o risco de osteoporose. Portanto, é importante que o consumo de cálcio seja adequado, sendo que este nutriente está presente no leite e nos seus derivados, nos folhosos verde-escuros, na soja, no gergelim, no feijão, entre outros.

[VEJA TAMBÉM: COMO ENCARAR A MENOPAUSA PRECOCE?]

Chás calmantes

cha de oliveira

Outros sintomas comuns durante a menopausa são irritabilidade, nervosismo e ansiedade. Para controlar naturalmente este problema, existem alguns chás que ajudam a acalmar o sistema nervoso, como melissa, camomila, valeriana, folhas de maracujá, ginseng, erva-de-são-joão, entre outros.

Dicas de Cuidados

Hábitos saudáveis como uma alimentação adequada e prática regular de atividade física também auxiliam no alívio dos sintomas. Segundo um estudo britânico, uma dieta rica em carboidratos (principalmente arroz, massas e açúcar) pode antecipar a chegada da menopausa em até um ano e meio.

Em contrapartida, o consumo regular de peixes, ervilhas e feijões é capaz de atrasar a menopausa. É claro que isso vai depender de outros fatores, também, como a genética, mas vale mostrar que a alimentação pode afetar a menopausa, sim.

Portanto, além dos 7 alimentos citados anteriormente, veja algumas dicas sobre a alimentação na menopausa:

  • Evitar excesso de carboidratos refinados (arroz, massas, açúcar), preferindo os integrais (frutas, grãos, tubérculos);
  • Consumir mais vegetais e frutas;
  • Preferir alimentos in natura aos industrializados;
  • Evitar cigarro e bebidas alcoólicas;
  • Tomar bastante água;
  • Reduzir o excesso de peso, quando houver;
  • Verificar se o consumo de cálcio está adequado.

É imprescindível ter acompanhamento de um médico, pois somente ele poderá avaliar qual o tratamento ideal em cada caso. Contudo, mudanças saudáveis nos hábitos alimentares são sempre bem-vindas, desde que bem orientadas.


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário