Tatuagem pode dar câncer de pele?

Estudos recentes apontam que, dependendo do tipo de tinta e do local, a tatuagem acarreta em riscos de aparecimento de câncer de pele.

A tatuagem é o processo de inserir na pele pigmentos coloridos que, após a cicatrização, ficarão para sempre. Os símbolos marcados são escolhidos pelo cliente, mas, de forma geral, é sempre uma ideia ou imagem que fazem parte da vida.

fazer tatuagem dá câncer de pele

Por que a tatuagem pode dar câncer?

Segundo os especialistas, algumas cores de tinta recebem metais pesados e outras substâncias que correm pelas vias sanguíneas e se acumulam nos gânglios linfáticos. Em grandes quantidades, podem provocar a doença.

A substância que tem sido apontada como a mais perigosa é o dióxido de titânio. Os pesquisadores observaram que a deposição desse metal nos gânglios linfáticos leva a um inchaço e dificulta a proteção contar infecções ou outros agentes que trazem doenças.

Só para se ter uma ideia da preocupação com o tal material, a Agência Europeia de Produtos Químicos já considera o dióxido de titânio uma substância que, quando aspirada, pode levar ao câncer.

Não se pode mais fazer tatuagem?

 

Embora existam comprovações laboratoriais que mostrem os efeitos nocivos do dióxido de titânio, por exemplo, ainda não se tem a prova de que alguém com tatuagem chegou a um câncer por conta desse procedimento.

A notícia soa mais como um alerta e busca chamar a atenção do público para os materiais que estão sendo inseridos na pele.

O certo é que, a partir de agora, pergunte todos os detalhes aos tatuador, procurando estúdios sérios, devidamente liberados pela vigilância sanitária e que atestem a procedência de seus produtos.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário