Sintomas da Ansiedade: Quais São? Como Reconhecer?

Veja aqui quais são os sintomas da ansiedade mais comuns, como a ansiedade funciona, quais as possíveis complicações e muito mais.

Reconhecer os sintomas da ansiedade nem sempre é uma tarefa fácil, pois a maioria das pessoas entende que estar ansioso é apenas um estado de preocupação, apreensão ou nervosismo.

No entanto, a ansiedade pode se manifestar com sinais mais graves, que incluem medo excessivo, aperto no peito e sensação de perda dos sentidos e de enlouquecimento. Esse fenômeno é chamado de TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizada), podendo vir acompanhado de ataques de pânico.

Você sabe identificar se os sintomas da ansiedade são normais ou eles ultrapassam os limites? Continue lendo e aprenda a reconhecer:

Principais causas da ansiedade

Sintomas da Ansiedade: Quais São? Como Reconhecer?

A ansiedade é uma reação normal do organismo de todo o ser humano, todos nós ficamos ansiosos por algum acontecimento em específico. No entanto, existem casos onde os sintomas de ansiedade são potencializados causando uma reação exagerada mediante algumas situações comprometendo a saúde emocional da pessoa.

As causas da ansiedade ainda são um grande desafio para a ciência, contudo, existem muitas teorias que podem ajudar a desmistificar esse distúrbio que se tornou o mal do século. Confira:

  • Genética – Pesquisas apontam que a ansiedade pode ser genética, pois é comum pessoas da mesma família sofrerem com o problema;
  • Química cerebral – Alguns especialistas apontam que a ansiedade pode ser resultado do funcionamento anormal das células nervosas que se conectam nas regiões cerebrais envolvidas nas emoções e pensamentos;
  • Questões ambientais – Eventos traumáticos ou estressantes podem desencadear os sintomas de ansiedade como: problemas no trabalho, na escola, morte de um ente querido, mudanças drásticas na vida como perda de emprego, divórcios e luto, mudança de cidade ou de país, problemas financeiros, problemas de relacionamentos com familiares, entre outros.

Sintomas da Ansiedade

Primeiramente, é preciso explicar que existem muitas diferenças entre uma ansiedade comum e o transtorno de ansiedade. Os sintomas em casos de transtorno são totalmente aterrorizantes, bem distintos do sentimento difuso da ansiedade normal.

A patológica pode causar inúmeros prejuízos para a saúde da pessoa, afetando nos relacionamentos, no trabalho e na vida social, conferindo uma sensação de impotência perante as dificuldades.

Os principais sintomas prejudiciais à saúde são:

  • Preocupações excessivas com tudo;
  • Problemas para dormir;
  • Medos irracionais, como fobia social, medo de água, altura, elevador, medo de morrer, medo que pessoas próximas morram etc.;
  • Tensão muscular;
  • Dores de estômago;
  • Síndrome do intestino irritável;
  • Ataques de pânico, que levam a pessoa a provar sensações desagradáveis, como aperto no peito, falta de ar, sensação de desmaio, tontura, mãos frias, coração acelerado;
  • Reviver eventos trágicos;
  • Perfeccionismo;
  • Dificuldade de concentração;
  • Agitação excessiva.

Consequências da ansiedade

Sintomas da Ansiedade: Quais São? Como Reconhecer?

Uma das principais consequências da ansiedade é a redução da qualidade de vida da pessoa acometida, seja em questões emocionais ou no convívio familiar e profissional.

Algumas pessoas relatam que os problemas limitam o convívio social, pois os medos podem afetar pequenas tarefas, por exemplo, frequentar lugares muito lotados ou barulhentos, viajar de avião, fazer passeios de barco, andar de elevador, ir ao médico, fazer exames, entre outros.

A pessoa com transtorno de ansiedade tem muitos receios, especialmente de que algo ruim possa acontecer a qualquer momento.

Segundo uma pesquisa da Revista Current Biology, as pessoas com esse mal percebem o mundo de uma perspectiva diferente do que as outras. Os cientistas afirmam que elas têm uma plasticidade mais duradoura de uma experiência emocional.

Em suma, isso significa que o cérebro de uma pessoa ansiosa não é capaz de entender as situações novas e não ameaçadoras, resultando na ansiedade, já que elas generalizam todas as experiências emocionais como ameaçadoras.

Por essas circunstâncias, a ansiedade é tida como uma doença mental, pois a pessoa não tem culpa e nem consegue controlar esses pensamentos e sentimentos. Existem muitas pesquisas para compreender a mente de um ansioso, entretanto, ainda é um grande mistério como os sintomas podem ter proporções físicas.

A importância da busca pelo tratamento para ansiedade

Atualmente, existem muitos tratamentos para a ansiedade, sejam eles medicamentosos ou com terapias naturais.

No entanto, é essencial que as pessoas que sofrem com os sintomas da ansiedade encarem a doença e busquem ajuda, pois o problema é totalmente controlável, existindo formas para impedir que seus efeitos se agravem.

Os psiquiatras utilizam inúmeros fármacos para controlar os sintomas, que incluem inibidores de recaptação da serotonina, Benzodiazepínicos, inibidor da Monoaminoxidase, entre outros.

Também, existem os tratamentos homeopáticos, ministrados pelos médicos homeopatas, que usam fórmulas derivadas de plantas mais naturais.

Outras formas de tratar a ansiedade são com psicólogos e terapeutas, que utilizam técnicas mentais importantes para controlar os sintomas.

A dica dos especialistas é que pessoas que sofrem com sintomas de ansiedade devem levar uma vida saudável e praticar atividades físicas, pois, dessa forma,o problema será controlado com mais facilidade.

O tratamento afasta crises de ansiedade e evita problemas de saúde em decorrência desse estado emocional abrupto, que pode levar a muitas dores pelo corpo, aumento de glicemia, pressão alta e colapso nervoso.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário