Síndrome da má absorção – O que é? Causas, Sintomas, Tratamento e Exames

Já ouviu falar na síndrome da má absorção? Confira, no Quero Viver Bem, todas as informações sobre causas, sintomas e formas de tratamento dessa doença.

A síndrome da má absorção é uma condição de saúde que se caracteriza pela inapropriada assimilação de substâncias alimentares, afetando as pessoas na captação e no transporte de nutrientes.

Basicamente, a síndrome da má absorção pode envolver apenas um nutriente em específico como também uma série deles.

Entenda mais sobre esse problema agora mesmo, só aqui no Quero Viver Bem!

Síndrome da má absorção

O que é a Síndrome da má absorção e suas causas?

A definição de síndrome da má absorção engloba qualquer processo que provoque a má assimilação ou o aproveitamento inadequado de um ou mais elementos que compõem uma dieta, como carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas e sais minerais.

Essa condição pode ser causada por várias razões, mas três são mais comuns quando é feito o diagnóstico da síndrome da má absorção:

  • Alteração da circulação sanguínea na mucosa intestinal;
  • Alteração no processo de digestão – que é a quebra enzimática – de um alimento que acaba dificultando a absorção deste;
  • Alteração da mucosa intestinal.

A própria mucosa intestinal é o local em que os nutrientes, provenientes da digestão de alimentos, são absorvidos. Caso haja alteração, os nutrientes ficam impedidos de chegarem à corrente sanguínea.

Na realidade, a síndrome da má absorção pode ter causas distintas para cada nutriente que está sofrendo essa má absorção.

Por isso, outros fatores que podem ocasionar o problema são:

  • Anemia perniciosa;
  • Bactérias intestinais;
  • Cirrose;
  • Deficiência congênita da produção da enzima lactase;
  • Doença de Chron;
  • Doenças de má absorção, como a doença celíaca;
  • Infecções agudas causadas por vírus, bactérias e parasitas;
  • Insuficiência pancreática;
  • Obstrução do ducto biliar;
  • Pancreatites;
  • Retocolite ulcerativa.

Os fatores de risco mais relacionados à síndrome da má absorção intestinal também variam conforme a causa, destacando-se as pessoas que fazem uso crônico de álcool, além das que se submeteram à cirurgia de retirada parcial do estômago e do intestino.

Além disso, a própria questão genética pode facilitar o desenvolvimento da síndrome da má absorção.

Sintomas da síndrome da má absorção

Síndrome da má absorção

Na prática, o diagnóstico tem como finalidade descartar (ou até mesmo encontrar) quaisquer doenças ou condições que causem esse problema.

Nesse caso, muitos médicos tendem a prestar muita atenção aos sinais e sintomas do paciente.

Em situações de má absorção global (quando há prejuízo na absorção da maioria das vitaminas, dos nutrientes e dos oligoelementos), por exemplo, os sintomas principais são diarreia, inchaço abdominal, gases e esteatorreia.

A perda de peso também é um sintoma bastante frequente resultante da deficiência nutricional.

Em casos de síndromes de má absorção leves, o único sintoma que pode aparecer em um paciente é a deficiência de ferro.

Portanto, é essencial que um profissional de saúde avalie a saúde clínica e peça os exames pertinentes para diagnosticar imediatamente a condição e iniciar um tratamento.

A busca por um médico deve ser imediata e detalhada especialmente em queixas de fezes amolecidas, aumento da frequência de evacuações e outros sintomas associados – fadiga, fraqueza, desconforto abdominal e alterações dermatológicas e ósseas.

Tratamento

A síndrome da má absorção pode ser tratada. Em casos em que ela se reverte sem mudanças de comportamento, o problema é mais rapidamente sanado.

em situações de presença de patologias crônicas, o tratamento para a síndrome da má absorção se dará pela vida toda, afinal não haverá uma cura. Ou seja, você terá que manter o problema sob controle com as orientações do médico e de hábitos saudáveis.

Por exemplo, se você é celíaco(a), o tratamento para a síndrome da má absorção se dá por meio da total exclusão do glúten de sua alimentação.

Da mesma maneira acontece com a intolerância à lactose: deve-se retirar a substância da dieta. Se o seu caso for mais brando, é possível utilizar a enzima (lactase) artificial nas refeições que são compostas de lácteos.

Algumas medicações que podem ser usados na síndrome da má absorção são os antibióticos, dependendo da patologia envolvida.

Síndrome da má absorção

Exames e procedimentos

O diagnóstico para a síndrome da má absorção engloba a solicitação de vários exames, sendo que os primeiros sempre são os de sangue e fezes – este último irá analisar as fezes em termos de volume, aparência e presença de muco, parasitas e sangue.

O exame de sangue pode ser somente dos itens habituais de um check-up. Além desses elementos básicos, se uma pessoa sofre de determinada doença, o médico pode incluir outros exames específicos.

Exames de imagens também são bastante realizados no diagnóstico da síndrome da má absorção, tais como:

  • Biópsias do cólon e íleo;
  • Biópsias gástrica e duodenal;
  • Cápsula endoscópica;
  • Ecografia abdominal;
  • Endoscopia;
  • Raio-x de mãos e punhos para a idade óssea;
  • Raio-x de tórax;
  • Raio-x simples de abdômen;
  • Tomografia e/ou ressonância magnética do abdômen.

Tais procedimentos podem facilitar o trabalho do médico no direcionamento a ser dado sobre a determinação das possíveis causas da síndrome da má absorção em cada situação.

Depois do diagnóstico, o acompanhamento médico será necessário para melhorar a qualidade de vida do paciente e continuar com um tratamento adequado.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário