Shakes – Mitos e Verdades. Como eles funcionam?

Muitas pessoas, ao quererem melhorar a alimentação ou emagrecer, logo pensam em substituir alguma refeição do dia por shakes. Eles surgem como uma proposta alternativa para o almoço, jantar ou lanche, prometendo ser um alimento completo, cheio de nutrientes e com poucas calorias. Mas, será que isso é verdade? Os shakes realmente substituem refeições de forma saudável?  É o que veremos no texto, hoje, aqui no Quero Viver Bem!

O que são os shakes?

lineshake emagrece mesmo

Primeiramente, é importante salientar que existem inúmeros tipos e diferentes marcas de shakes no mercado. Mas, como é um produto industrializado, que necessita durar bastante tempo na prateleira e ter sabor e aspecto agradável, é cheio de aditivos químicos, como conservantes, aromatizantes, corantes e outros.

Em contrapartida, contêm carboidratos, lipídios, proteínas, vitaminas e minerais. Você pode estar pensando “então é um bom alimento, pois é bem completo!”. Contudo, como já dito, é tudo industrializado, de qualidade ruim.

A maioria dos shakes tem açúcar, às vezes até mais de um tipo, e o consumidor, achando que está fazendo um “bom negócio”, começa a tomá-lo com o intuito de emagrecer.  Então, não se engane: maltodextrina, xarope de glicose, xarope de milho, mel, dextrose… são açúcares! Fique de olho nos rótulos, não só dos shakes, mas de todos os alimentos.

Eles realmente substituem refeições?

O que mais interessa aos consumidores de shakes é o fato de eles possuírem uma boa quantidade de macro e micronutrientes e serem práticos. Muitos até dizem que eles possuem mais vitaminas e minerais do que um prato de comida.

Já vimos, no item acima, que os nutrientes dos shakes são de qualidade ruim. Os que são “melhores”, ou seja, sem adição de açúcares e aditivos químicos, costumam ser bem caros. A proporção carboidrato/proteína/lipídio também não é bem distribuída e não contém todos os micronutrientes (vitaminas e minerais) necessários para a saúde.

Apesar de ser prático (basta misturar o pó na água ou n oleite), é um alimento líquido-pastoso, que não precisa ser mastigado, o que não trás saciedade. Ou seja, você toma o shake e poucas horas depois já está com fome novamente.

Problemas no fígado

Um estudo feito na Suíça e publicado no Journal of Hepatology – importante revista científica europeia – constatou que o uso constante de uma famosa marca de shake pode causar lesões hepáticas graves, como morte de células ou parte do tecido do fígado (necrose) e inflamação do fígado (hepatite). Esses danos ocorrem por causa das substâncias químicas presentes nesse tipo de alimento, como conservantes, pesticidas, realçadores de sabor e metais pesados.

Shakes x Comida

 

Uma refeição variada possui mais nutrientes que um shake, sem falar que a qualidade dos alimentos in natura é muito superior. Para ter uma refeição balanceada e completa, basta utilizar os seguintes alimentos:

  • Carboidratos: batata-doce, batata salsa, batata inglesa, mandioca, abóbora, milho, arroz integral, aveia, quinoa, pão integral, tapioca;
  • Proteínas: frango, carne vermelha, peixe, ovo, queijo, iogurte, leite, Whey Protein;
  • Lipídios: oleaginosas, azeite, óleo de coco, abacate, sementes;
  • Vitaminas, minerais e fibras: frutas, verduras e legumes.

Com tanta opção, não é nada difícil montar um prato saudável, não é? Com as quantidades ideais de cada alimento, você terá uma refeição completa e com a proporção certa de cada nutriente. Para saber quais são essas quantidades, consulte um nutricionista.

Outras vantagens de comer comida de verdade:

  • Não possuem aditivos químicos que podem causar alergias e outros problemas de saúde;
  • São bem mais baratos que os shakes;
  • Necessitam de mastigação, o que proporcionará mais saciedade;
  • Possuem fibras que também ajudarão na saciedade e no funcionamento intestinal;
  • São muito mais gostosas e permitem inúmeras combinações de nutrientes, sabores e formas de preparo.

Como fazer um shake saudável?

Se você é daqueles que gostam de shakes ou não tem tempo de preparar uma refeição, que tal fazer seu próprio shake com ingredientes mais saudáveis? Para isso, bata a(s) fruta(s) que preferir com leite (pode ser integral, desnatado, de coco, amêndoas, aveia, soja) ou iogurte. Se quiser, adicione canela, cacau em pó, aveia, linhaça, chia, Whey Protein – tudo conforme suas necessidades e preferências.

Dica: se as frutas estiverem congeladas, ficará bem cremoso! Lembrando que quanto mais ingredientes você colocar, mais calórico seu shake será, portanto se estiver em processo de emagrecimento, cuidado!

Depois de saber de tudo isso, você acha que um shake é melhor do que um prato de comida? Os alimentos in natura, a comida de verdade, são bem melhores! O uso de shake substituto de refeições não promove a mudança de comportamento alimentar, pois não contribui para a escolha de uma dieta adequada. De nada adianta almoçar um shake que parece ser mais saudável e nas outras refeições consumir outros produtos industrializados e pouco nutritivos.

Para perder peso e ter uma vida saudável, é preciso mudar os hábitos alimentares. A melhor maneira de começar é consultar um nutricionista, para que ele te oriente nessa mudança.

Já falamos, aqui no Quero Viver Bem, sobre shakes caseiros para emagrecer. Dê uma olhada nas melhores receitas! 


Referências utilizadas neste conteúdo:

Association between consumption of Herbalife nutritional supplements and acute hepatotoxicity. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17692424>.

Hepatotoxicidade relacionada ao uso de suplementos herbais e dietéticos (HDS). Disponível em: <https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/21121/2/renata_lauren_et_all.pdf>.


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Estrela2  Estrelas3  Estrelas4  Estrelas5  Estrelas (Ainda sem avaliações)
Loading...

Quem Leu Este Artigo também costuma ler:

Deixe um Comentário