Riscos do Jejum para a Saúde – Devo fazer a dieta do jejum intermitente?

Todo mundo já ouviu falar em fazer jejum para emagrecer, mas será que faz bem para o corpo? Confira aqui os riscos de ficar sem comer para a saúde e entenda de uma vez por todas se vale mesmo a pena ou não fazer o famoso jejum intermitente.

Quando você acessa as redes sociais ou algum vídeo no YouTube, é perceptível que um dos assuntos mais comentados é o Jejum Intermitente. A moda do jejum começou a ser divulgada em 2016 e desde então uns chamam de dieta e outros de estilo de vida.

A principal explicação é que o jejum é uma prática milenar realizada por povos de todo mundo. A polêmica sobre os riscos do jejum para a saúde são grandes, pois as opiniões se divergem muito – alguns profissionais na saúde defendem a prática do jejum intermitente enquanto que outros a condenam.

malefícios do jejum para a saúde

Quais os riscos do jejum para a saúde?

Quando uma novidade surge, é normal só ouvir falar dos benefícios, e com o jejum intermitente não é diferente, pois a lista de prós é muito grande, entretanto, é preciso entender que cada organismo é único e o que funciona para uma pessoa pode não funcionar para outra.

Alguns especialistas, incluindo nutricionistas, são contra a essa prática, pois alegam que ainda não existem pesquisas recentes que comprovem os benefícios. Além disso, é preciso alertar sobre alguns riscos do jejum para a saúde, que são:

  • Redução nos níveis de fósforo e de cálcio: esses dois minerais desempenham papel importante na produção de energia e o jejum pode proporcionar a queda deles,o que leva a pessoa a ter sérios problemas de saúde;
  • Hipotensão: jejuns longos podem ocasionar uma queda brusca na pressão arterial, alterando os batimentos cardíacos;
  • Hipoglicemia: a queda de açúcar no sangue pode provocar tonturas, desmaios e mal estar na pessoa.

Alguns especialistas advertem que os riscos do jejum para a saúde podem ser muito maiores quando se trata de reeducação alimentar e equilíbrio do organismo, pois muitas pessoas evidenciam o emagrecimento, entretanto, é preciso pensar nas necessidades nutricionais de cada pessoa.

Uma rotina alimentar restritiva pode ocasionar uma série de distúrbios alimentares, inclusive a compulsão, que pode levar a pessoa ao efeito sanfona e a uma desordem nutricional grave, pois cada célula do organismo precisa de cerca de 44 nutrientes para ser renovada – é justamente por isso que uma alimentação saudável e variada é o mais indicado, para livrar-se de doenças que podem surgir a longo prazo.

Riscos do jejum em pessoas doentes

Antes de começar qualquer projeto de emagrecimento,é importante realizar exames de rotina, para conhecer o estado da sua saúde.

Pacientes com diabetes devem cuidar com muitas horas de jejum, pois se ele ficar muito tempo sem comer, quando voltar a se alimentar e não fizer refeições equilibradas, pode alterar o funcionamento da insulina.

Portadores de bulimia, anorexia e outros tipos de transtornos podem sofrer com o descontrole alimentar e falta de nutrientes no organismo, desencadeamento a anemia.

É essencial fazer uma varredoura na saúde, para saber como está o funcionamento do corpo antes de iniciar qualquer projeto de emagrecimento.

Além disso, é preciso garantir que nos períodos em que a pessoa se alimenta, ela faça de maneira saudável e não com a ingestão de fast-food e produtos industrializados.

riscos do jejum

A importância do acompanhamento médico no jejum intermitente

Algumas pessoas estão aderindo a essa prática sem conhecer os riscos do jejum para a saúde. É comum ver protocolos longos em que a pessoa fica sem se alimentar por horas, por diversas vezes na semana, mas será que essa é a forma correta de fazer o jejum?

Se você ficar um mês fazendo jejum por 24 horas, mais de 2 vezes na semana, imagine de quantos nutrientes o seu corpo está sendo privado? O que mais estamos vendo são grupos em redes sociais que exageram nos protocolos sem a orientação médica.

Entretanto, essa prática não substitui o acompanhamento de um nutricionista especializado e que entenda de jejum intermitente.

Se o emagrecimento é importante, cuidar da saúde e do aporte de nutrientes também é, pois essa privação pode acarretar em sérios problemas, já que cada pessoa possui sua individualidade bioquímica, que deve ser respeitada. Antes que a dúvida suja, confira aqui os benefícios e malefícios de fazer exercícios em jejum.

Talvez por falta de informações mais claras, muitas pessoas estão fazendo o jejum intermitente de maneira errada e ficam por dias e dias fazendo protocolos de 24 horas, sem intervalos.

Especialistas afirmam que muitas pessoas iniciam protocolos de jejum intermitente sem conhecer o seu histórico médico e possíveis doenças adjacentes – esse é um grande risco para a saúde, que pode levar a problemas mais sérios.

Se você realmente quer jejuar, fuja dos riscos do jejum, busque acompanhamento de um especialista e cuide da sua saúde, para emagrecer de forma saudável!


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário