Reposição Hormonal: faz mal? Como funciona? Contraindicações

Veja aqui informações completas sobre o processo de reposição hormonal, quem pode realizar esse tratamento, quais são as contraindicações e cuidados.

Conforme o corpo vai envelhecendo, é necessário prestar atenção na saúde e ver quais são os sinais que ele está tentando te passar, por exemplo, a falta de determinados hormônios, que podem causar vários problemas ao organismo.

Engana-se quem pensa que somente mulheres devem fazer a reposição hormonal por causa da menopausa, no entanto, homens também passam por um período conhecido como andropausa, que igualmente necessita de cuidados.

Reposição Hormonal: Para Que Serve?

Reposição Hormonal: faz mal? Como funciona? Contraindicações

Com a chegada da menopausa ou da andropausa, o corpo começa a expressar alguns sintomas marcantes, como falta de lubrificação vaginal nas mulheres e queda de testosterona nos homens. Dessa maneira a reposição hormonal acontece suplementando falta de hormônios e diminuindo os sintomas dessa condição, além de  melhorar a libido de ambos os sexos.

Porém, o tratamento precisa de acompanhamento médico do início ao final, porque pode causar efeitos colaterais bem comuns, além de, em casos pontuais, necessitar de reajustes de dose. Para as mulheres, os cuidados começam com a ginecologista; nos homens, pode ser o médico endocrinologista ou urologista o responsável pelo tratamento.

As mulheres realizam a reposição do estrógeno, seja por meio de géis, adesivos, remédios orais e outros. Para mulheres que possuem útero, é realizada a reposição da progesterona em conjunto. Já nos homens, a reposição é da testosteronacom diferentes formas de aplicação.

Esse é um tratamento que divide a opinião dos pacientes, pois há depoimentos de indivíduos que acabaram adquirindo outras doenças mais graves, como trombose ou câncer. Porém, o mais indicado é que você converse com um médico especialista, que deverá realizar uma série de exames para verificar qual tipo de medicamento é o mais indicado ao seu caso, se necessário.

Quais são os efeitos colaterais?

Por simular os hormônios que o corpo costumava produzir, é comum que, até que o organismo se acostume, surjam efeitos colaterais. Os mais frequentes são:

  • Sensibilidade nas mamas;
  • Aumento de peso*;
  • Inchaço;
  • Dores de cabeça;
  • Alteração no humor;
  • Tonturas;
  • Sangramentos como menstruação;
  • Náuseas.

* O aumento de peso não é causado pela reposição hormonal, mas pela queda hormonal do corpo, que gera acúmulo de gordura abdominal.

Contraindicações

Reposição Hormonal: faz mal? Como funciona? Contraindicações

Pessoas que já tiveram câncer de qualquer tipo não devem fazer a reposição hormonal, isso porque a doença, quando curada, ainda deixa alguns receptores, que são capazes de estimular o crescimento das células malignas novamente, devido aos hormônios contidos no medicamento.

Além disso, se você possui alguma das condições abaixo, a reposição hormonal pode não ser uma boa opção:

  • Lúpus;
  • Porfiria;
  • Casos de doença cardiovasculares;
  • Doença hepática;
  • Problemas de coagulação sanguínea;
  • Trombose venosa profunda;
  • Sangramento genital desconhecido.

Não posso fazer reposição hormonal, e agora?

Se você está nessa classe de pessoas que não podem realizar o uso da reposição hormonal, é preciso encontrar maneiras alternativas para diminuir os sintomas do corpo. Em muitos casos, o uso de antidepressivos é indicado, principalmente pelas mudanças de humor constantes, pelas ondas de calor e pelos problemas relacionados à autoestima do paciente, que são bem comuns.

Já para a falta de lubrificação vaginal, o indicado é o uso de lubrificante durante as relações. Além disso, atividades físicas em alta intensidade também são indicadas para ambos os sexos, principalmente para fortalecimento de ossos, diminuição das chances de contração de doenças cardiovasculares e produção de outros hormônios necessários.

Reposição Hormonal Natural

Reposição Hormonal: faz mal? Como funciona? Contraindicações

Há quem diga que o chá de amora é uma ótima reposição hormonal, porém não há comprovações por parte da comunidade científica sobre esses benefícios. Todavia, se você sentir-se melhor com o consumo desse tipo de chá e não existirem efeitos negativos, não há nenhum mal em continuar com o consumo, apenas verifique com o seu médico, previamente.

O chá de amora é conhecido por estimular o equilíbrio dos hormônios femininos, além de conter cálcio em sua fórmula, prevenindo riscos de osteoporose.

Clique, aqui, e veja como fazer o seu chá de amora e começar a tomá-lo o quanto antes!

 


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário