Reeducação Alimentar Infantil

A alimentação dos filhos é uma das maiores preocupações dos pais, afinal pode ser uma tarefa árdua incentivá-los e convencê-los que os ingredientes saudáveis são as melhores opções no momento de uma refeição.

É ainda mais complicado se o(a) seu(sua) filho(a) já sofre com algum problema de saúde, como é o caso da obesidade ou mesmo da dificuldade para se alimentar, estando com um peso abaixo do normal.

É para isso que existe a reeducação alimentar infantil.

reeducação alimentar infantil

Reeducação alimentar infantil

A vida moderna tem atingido negativamente a nossa saúde – isso vale para os adultos e para as crianças, principalmente. Os novos padrões de comportamento fazem com que os pequenos desenvolvam doenças que, até um tempo atrás, eram somente diagnosticadas em adultos.

Problemas de saúde como obesidade, pressão e colesterol altos, bem como depressão, estresse e ansiedade são alguns exemplos que caminham lado a lado com a infância de algumas crianças.

Como iniciar uma mudança na vida para eles sabendo de todos esses desdobramentos que podem afetar de maneira definitiva o seu futuro?

É aí que entra a reeducação alimentar infantil, uma oportunidade fundamental para eliminar a má qualidade da alimentação atual – fator esse que provoca o ganho de peso desenfreado das crianças. É claro que a diminuição da atividade física também pode ser considerada culpada no problema de obesidade e de seus efeitos consequentes.

O ideal é incentivar a alimentação saudável desde a introdução alimentar da criança, pois assim ela crescerá habituada com os alimentos saudáveis, não precisando mudar de hábitos futuramente.

De todo modo, adotar uma dieta balanceada – sendo que essa tenha que fornecer todos os nutrientes em quantidades adequadas, sem excessos – é a maneira inicial mais recomendada e certeira para iniciar uma mudança na saúde e na autoestima das crianças.

reeducação alimentar infantil cardápio

Uma alimentação saudável é essencial para todas as crianças. Durante uma consulta com o médico pediatra, por exemplo, há a avaliação do crescimento e do desenvolvimento da criança. Nesse momento, ele poderá recomendar como se deve agir para tratar qualquer complicação de saúde já existente. É imprescindível levar a criança ao pediatra ou especialista com frequência.

Dicas para a educação alimentar infantil

A alimentação saudável é estar fazendo algo de bom para os seus filhos, sendo que muitos consideram isso uma questão de educação, ou seja, deve-se aprender em casa e bem cedo.

Quer saber boas dicas de como proporcionar uma reeducação alimentar para as crianças?

O que deve ter no prato

benefícios de frutas para criancasMontar o prato de uma criança é ter certeza de incluir os grupos principais: os carboidratos, as proteínas, os vegetais e as frutas, afinal cada um desses grupos é responsável por diversas funções no organismo.

Dar o exemplo

Esse é um passo imprescindível para que a criança se alimente de forma saudável. Isso significa que os demais membros da família também precisam envolver-se na tarefa e demonstrar que uma alimentação saudável vale a pena de ser seguida. Os filhos costumam “imitar” o que os pais e pessoas próximas fazem, por isso é importante dar o bom exemplo em todos os aspectos.

Apostar na variedade

Existem muitas formas criativas de incluir os alimentos saudáveis na dieta de uma criança. Isso não quer dizer que você deva “esconder” a preparação do filho.

Explique o que a criança está comendo, qual sua importância e, até mesmo, deixe que ela participe da preparação do alimento – isso pode ser um estímulo para o aprendizado da alimentação saudável. Confira aqui um manual completo de fruta se legumes para crianças e saiba o que colocar no prato!

É importante ter paciência e persistência. Se a criança não gostou da salada de cenoura ralada, por exemplo, da próxima vez tente fazer cozida, colocá-la em sopas e sucos, fazer purê, entre outros.

Além dessas dicas, veja só o que você pode fazer para começar a ensinar às crianças sobre o ato de se alimentar de maneira correta:

  • Sempre tenha frutas picadas e guardadas em potes que estejam ao alcance das crianças, deixando as guloseimas nas prateleiras mais altas;
  • Existem certas frutas que atraem mais os pequenos: uva, morango e bergamota são exemplos interessantes;
  • Na lancheira da escola, coloque uma opção de fruta, além de uma bolacha, bolo, pão ou cereal integrais, proteína magra (como um iogurte, queijo) e sementes oleaginosas.

A guloseima deve ser muito limitada, em especial para as crianças que já sofrem com algum problema de saúde. De preferência, estipule um dia da semana para que a criança possa ter a sua guloseima, explicando a ela que o doce afeta a saúde e priorize os alimentos mais saudáveis.

receita de vitamina fruta para crianca

Cardápio nutricional para reeducar a alimentação

A idade da criança também influencia na criação de um cardápio nutricional. Para tanto, a consulta com um nutricionista é a melhor alternativa para garantir que todos os nutrientes façam parte do prato de seus filhos diariamente.

Abaixo estão citados alguns exemplos de refeições de um cardápio para crianças entre as idades de 3 a 6 anos. Lembrando que as quantidades vão variar de acordo com idade, sexo, peso, altura, por isso é tão importante a consulta nutricional.

Café da manhã e da tarde

Frutas, aveia, ovos, leite, queijo, pães e cereais integrais, sucos naturais e iogurte são boas escolhas para essas refeições. Combine carboidratos integrais com proteínas, por exemplo: Pão integral com queijo, iogurte com aveia, vitamina de frutas, entre outras opções.

Lanche da manhã

Se a criança tiver fome entre o café da manhã e almoço, ofereça um pequeno lanche como frutas ou oleaginosas, evitando porções muito grandes, pois assim ela não sentirá fome no almoço e irá querer “pular” uma refeição importante.

Almoço e jantar

Essas refeições (principalmente o almoço) costumam ser mais completas compostas por:

  • Carboidratos: tubérculos (batata inglesa, batata doce, mandioquinha, aipim, inhame), arroz integral, milho cozido, abóbora, macarrão integral, panqueca de aveia. Podem ser cozidos, assados, em purês e sopas, evite frituras e preparações com muitos molhos e queijos;
  • Proteína vegetal: feijão, lentilha, ervilha, grão de bico. Importante que a criança consuma esses alimentos pelo menos 3 vezes por semana;
  • Proteína animal: carnes vermelhas com pouca gordura (bife grelhado, carne moída, carne assada ou de panela), frango (grelhado, coxa ou sobrecoxa assadas sem pele, peito cozido ou desfiado), peixe (grelhado, assado, ensopado) e ovos (cozido, mexido, omelete);
  • Saladas: folhas cruas como alface, rúcula, agrião, acelga, couve. As de coloração verde escura são mais ricas em ferro, importante nutriente para o crescimento e desenvolvimento;
  • Legumes crus e cozidos: cenoura, brócolis, beterraba, abobrinha, chuchu… você pode misturá-los nas carnes, no arroz, em sopas, são muitas opções de preparo;
  • Frutas: de sobremesa, ofereça frutas in natura ou suco natural sem açúcar. As cítricas (limão, laranja) possuem mais vitamina C que, dentre outras funções, ajudam na absorção do ferro;
  • Evite utilizar temperos prontos e use pouco sal e óleo nas preparações.

Ceia

Dependendo do horário e do que foi consumido no jantar, oferte à criança um pequeno lanche antes de dormir, pode ser leite ou chá com biscoito integral, uma fruta ou algo leve que não pese e que não atrapalhe o sono.

Lembre-se que para manter o interesse da criança em relação à alimentação saudável, deve-se variar os pratos.

O que deve ser evitado?

Evite oferecer alimentos como refrigerantes e bebidas adoçadas (sucos prontos, bebidas lácteas), bolachas e biscoitos recheados, salgadinhos, chocolate, sorvete, pizza, embutidos, frituras, miojo e demais alimentos industrializados, deixando essas “guloseimas” apenas para ocasiões especiais e em pouca quantidade.

Convide a criança para cozinhar preparações saudáveis junto com você, despertando o interesse dela para com esses alimentos. Procure sobre receitas sem açúcar, integrais, com frutas e verduras. Separamos algumas opções, confira:

Receitas saudáveis para a garotada

Agradar o paladar infantil pode parecer difícil. As crianças sempre buscam por novidades e diversão – até mesmo na hora da refeição.

Aprenda a fazer 3 receitas para influenciar em um estilo de alimentação mais saudável para os seus filhos:

Chips de batata doce

Uma opção de substituto para as adoradas batatas fritas. Dá pra fazer com batata doce, inglesa, inhame e mandioquinha.

Ingredientes

  • Batata-doce;
  • Sal;
  • Azeite de oliva.

Modo de preparo

  1. Lave bem as batatas e descasque-as;
  2. Corte-as em tiras bem finas e coloque-as em uma travessa;
  3. Regue com um pouco de azeite de oliva e sal;
  4. Misture bem e acomode as tiras nas formas. Se precisar, unte as formas para que as batatas não grudem;
  5. Leve ao forno e asse por cerca de 20 minutos, virando-as quando um dos lados ficar dourado;
  6. Após, retire-as das formas e armazene-as.

receita para crianças reeducação

Banana com chocolate

cardápio para criançasSaborosa e nutritiva, essa receita será um sucesso entre as crianças.

Ingredientes

  • Bananas-nanicas maduras;
  • Chocolate meio amargo picado;
  • Nibs de cacau ou amendoim picado a gosto.

Modo de preparo

  1. Ainda com a casca, deixe as bananas no freezer por, no mínimo, 3 horas;
  2. Enquanto isso, derreta o chocolate em banho-maria;
  3. Deixe esfriar e coloque-o em um copo alto;
  4. Tirando as bananas do freezer, retire as cascas e corte-as ao meio;
  5. Utilize os palitos de sorvete para espetar as bananas, levando-as até o chocolate para que elas se cubram com ele;
  6. Em seguida, jogue sobre elas o chocolate ou amendoim;
  7. Deposite-as em um prato e leve-as à geladeira;
  8. Sirva em seguida.

Bolo de banana integral

Essa receita é excelente para colocar na lancheira da criança ou para comer no café da manhã ou da tarde. É bastante nutritiva, gostosa e fácil de fazer.

Ingredientes

4 bananas maduras

4 ovos

2 xícaras de aveia em flocos finos, farinha ou farelo

1 colher (sopa) de canela

3 colheres (sopa) de açúcar mascavo ou mel

1 colher (sopa) de fermento em pó

Modo de preparo

  1. No liquidificador, bata bem as bananas com os ovos, depois acrescente canela, aveia e açúcar ou mel.
  2. Quando a mistura estiver homogênea, desligue o liquidificador, coloque o fermento e mexa com uma colher.
  3. Transfira para uma forma untada e asse por cerca de 30 minutos a 180°C.
  4. Você também pode assar em forminhas pequenas.

Imagem relacionada

 

A infância é uma das principais fases da vida, é o período de crescimento, desenvolvimento e muita aprendizagem que levaremos para a vida. Por isso ter bons hábitos desde cedo é tão importante para a saúde.


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

2 Comentários

  1. Michele Oliveira
  2. Mônica

Deixe um Comentário