Reeducação Alimentar – Cardápio pronto e Boas dicas

A reeducação alimentar é um processo de reavaliação e mudança dos hábitos alimentares, com a finalidade de garantir mais saúde e qualidade de vida, além de emagrecimento a que a coloca em prática.

Seu diferencial em comparação a dietas restritivas é que não prega o terrorismo de eliminar definitivamente algo do cardápio, mas sim de consumi-lo com moderação ou substituí-lo por um equivalente saudável.

Ainda não conhece esse método alimentar que se tornou tendência mundial e tem o apoio de médicos? Então, preparamos uma lista com os benefícios da reeducação alimentar, além de sugestão de cardápio e dicas preciosas para adotá-la. Confira tudo, aqui no Quero Viver Bem!

Benefícios da reeducação alimentar

dieta de reeducação alimentar

  1. Melhoria profunda dos hábitos alimentares

Comer muito açúcar, frituras e alimentos industrializados faz mal à saúde, porque se consome uma grande quantidade de gordura e demais substâncias nocivas ao organismo.

Curiosamente, esses alimentos são os mais ingeridos no mundo. É justamente isso que a reeducação alimentar combate, estimulando que a pessoa consuma esses itens em menor quantidade e esporadicamente. É o chamado consumo consciente.

Na reeducação, substitui-se alguns itens por alimentos naturais, como frutas, verduras, legumes, doces com menos açúcar e grãos, que não engordam, contam com mais nutrientes e são efetivamente mais saudáveis para o organismo.

  1. Proteção da saúde

Com a reeducação alimentar, passa-se a comer mais nutrientes importantes para o organismo, que funcionará corretamente e se tornará mais resistente a doenças. Portanto, essa é uma prática que contribui para a proteção da saúde e garantia de melhor qualidade de vida.

  1. Emagrecimento sem efeito sanfona

Consumindo menos calorias o emagrecimento chega, nesse caso, de forma saudável e sem efeito sanfona. O motivo é simples: os novos hábitos alimentares serão mantidos por toda a vida da pessoa, ou seja, a chance de engordar de novo e rapidamente é muito menor do que seguindo uma dieta restritiva.

[CONFIRA TAMBÉM: REEDUCAÇÃO ALIMENTAR INFANTIL]

Cardápio semanal de reeducação alimentar

Quer investir nessa ideia e adotar a reeducação alimentar, mas não sabe por onde começar? Para facilitar, apresentamos um cardápio semanal com sugestões de consumo, abaixo:

Dia 1

  • Café da manhã: pão integral com queijo branco e suco natural de frutas;
  • Lanche: um iogurte natural;
  • Almoço: um filé de frango grelhado, uma porção de arroz integral e salada de alface com tomate;
  • Lanche: uma fruta (maçã, laranja, fatia de mamão, por exemplo);
  • Jantar: uma posta de peixe grelhado e uma porção de legumes assados (abobrinha e berinjela).

Dia 2

  • Café da manhã: um iogurte com duas colheres de sopa de granola e dois morangos picados;
  • Lanche: uma fatia de queijo branco;
  • Almoço: um ovo cozido, salada de folhas, tomate e palmito;
  • Lanche: uma cenoura em palitos e uma fatia de queijo branco;
  • Jantar: um filé de frango grelhado, uma porção de arroz integral e brócolis.

Dia 3

  • Café da manhã: uma vitamina de abacate e duas torradas integrais;
  • Lanche: uma pera;
  • Almoço: um filé de peixe e uma porção de macarrão integral com molho de tomate;
  • Lanche: uma banana com uma colher de aveia;
  • Jantar: legumes assados e omelete com tomate e orégano.

Dia 4

  • Café da manhã: um pão francês sem miolo, com uma colher de sopa de requeijão light e um suco de fruta natural;
  • Lanche: um pote de gelatina;
  • Almoço: uma salada de folhas, cenoura e beterraba ralada mais uma porção de peixe assado;
  • Lanche: uma torrada integral com uma xícara de chá verde;
  • Jantar: sopa de legumes.

Dia 5

  • Café da manhã: uma salada de frutas;
  • Lanche: um iogurte natural;
  • Almoço: uma porção de carne moída refogada e salada de folhas verdes;
  • Lanche: dois pães de queijo pequenos;
  • Janta: salada verde mais lanche com pão sírio, peito de peru e queijo branco.

Dia 6

  • Café da manhã: um iogurte com frutas e linhaça ou aveia;
  • Lanche: uma gelatina;
  • Almoço: salada verde com tomate e uma fatia de lasanha de abobrinha;
  • Lanche: uma porção de castanhas com frutas secas;
  • Jantar: duas colheres de sopa de arroz integral com lentilha mais legumes assados.

Dia 7

  • Café da manhã: um ovo mexido e uma fatia de pão integral;
  • Lanche: mix de castanhas;
  • Almoço: duas colheres de sopa de arroz integral, duas de feijão e legumes refogados;
  • Lanche: iogurte batido com fruta;
  • Janta: camarão refogado e purê de mandioquinha.

Dicas de consumo

  • Prepare os alimentos com pouca gordura e sal;
  • Evite industrializados, como salgadinhos e refrigerantes;
  • Coma com moderação. Excesso não faz bem a ninguém;
  • Invista em temperos naturais para deixar os pratos deliciosos;
  • Reduza o consumo de açúcar. Se precisar adoçar alimentos, use mel ou adoçantes naturais.

Gostou? Então, leia também o conteúdo sobre como fazer a reeducação alimentar corretamente! 


Referências utilizadas neste conteúdo:

O que é reeducação alimentar? Dá para fazer comendo tudo? https://www.sophiederam.com/br/comportamento-alimentar/o-que-e-reeducacao-alimentar/


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe um Comentário