Quando uma mania vira doença? Causas e Sintomas

Você tem o costume de lavar as mãos muitas vezes ao dia ou de conferir a fechadura da porta mais de 3 vezes? Pois saiba que isso pode ser doença séria!

Não é difícil encontrar pessoas cheias de manias por aí, é possível perceber elas na família, no círculo de amigos e no trabalho. Mas, quando isso é motivo de preocupação e que exige tratamento?

O perfeccionismo camuflado em determinadas áreas da vida, a necessidade de lavar as mãos a toda a hora, alinhar os objetos em cima de mesa de maneira milimétrica, contagem ou verificação, acumular objetos e outras simples manias consideradas inofensivas podem ser caracterizadas como doença. Acompanhe mais, a seguir.

Mania

TOC: mania que virou doença

O TOC é um distúrbio mental que vem acompanhado por alterações no comportamento da pessoa, bem como por preocupações excessivas e medos sem fundamento.

Ideias absurdas e compulsão para afastar isso da mente são as características do TOC. Por exemplo, o indivíduo que possui esse distúrbio acredita que, para evitar que algo ruim aconteça, ele precisa fechar a porta 3 vezes, mesmo que isso não faça sentido algum.

O portador de TOC é metódico e perfeccionista, ele precisa sempre estar no controle da situação. Sabe aquela história de deixar os objetos enfileirados de forma perfeita, as canetas sempre viradas do mesmo lado e nenhum papel desalinhado na mesa? Pois é, essa é uma característica forte da pessoa com TOC.

[CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS SOBRE O TOC]

Qual é a diferença do TOC e da mania?

Mania

Embora pareçam iguais, o transtorno se difere em alguns quesitos, como os apontados abaixo.

Manias

Elas são geradas por comportamentos repetitivos provocados pelo ambiente onde a pessoa vive, pelas crenças ou até mesmo pelas superstições.

Por exemplo, a pessoa tem mania de fazer atividade física 2 horas por dia e comer saudavelmente. Ou seja, manias são positivas quando elas ajustam a rotina.

Excessos da vida no quesito organização, limpeza, saúde e outros quesitos também podem estar relacionados à sensação prazerosa gerada por esses agentes, pois existe um pedaço do cérebro que é ligado à recompensa e ao prazer, semelhante à área que as drogas atuam.

TOC

Agravamento dos sintomas viram doença. Ela é caracterizada pela presença de compulsão e obsessões por algo. Por sua vez, essas são capazes de ocupar a maior parte da vida do paciente.

Por exemplo, se a pessoa só pensa em atividade física e dieta e passa horas do seu dia dedicadas a isso e quando não o faz se sente muito mal, então é hora de se preocupar – talvez essa mania virou doença.

O TOC escraviza o portador, que precisa desenvolver essas ações (manias, seja lá qual for), mesmo que sem sentido.

O TOC não possui interferência com o meio externo, embora as manias estejam totalmente ligadas à vida social das pessoas e à vontade de mostrar algo aos outros.

[CLIQUE AQUI PARA O QUE É SOMATIZAÇÃO]

Sintomas de que uma mania virou doença

Mania

Os sinais do TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) são mais expressivos do que de uma mania, tais como:

  • A pessoa tem necessidade de lavar as mãos a toda hora – alguns chegam a fazer isso 50 vezes no dia;
  • Portadores de mania de limpeza tomam 30 banhos por dia;
  • O indivíduo precisa fechar uma porta várias vezes para evitar que ocorra algum acontecimento – alguns 3 vezes outros 6, 8 e assim por diante;
  • O acometido pelo problema verifica inúmeras vezes se a torneira está fechada;
  • Alguns precisam guardar objetos inúteis por anos e nunca jogam fora porque sempre acham que vão precisar;
  • Organizam os objetos de forma simétrica, sabem quando alguém mexeu em algo, fazem isso o tempo todo.

Lembrando que o TOC é caracterizado pela compulsão e obsessão de realizar as atividades várias vezes. Caso isso não ocorra, a pessoa fica ansiosa, nervosa e não consegue se concentrar em mais nada ao longo do dia.

A maior parte do tempo dela é destinada ao ritual da mania que ela possui.

Quais as causas do TOC?

Primeiramente, é preciso salientar que o TOC é uma condição bastante comum na população. E os especialistas não sabem ao certo o porquê desse problema aparecer.

No entanto, estima-se que a genética é um fator de risco, pois muitos portadores desse tipo de condição têm algum membro da família com o mesmo problema.

Além disso, se observa que fatores ambientais podem ser agravantes nesse quesito, como, se a mãe tiver TOC, o filho pode copiar o seu comportamento e levar essa herança para o resto da vida.

Tratamento para o TOC

As manias não precisam de tratamento, entretanto, o TOC é uma condição que necessita ser controlada para não acabar com a qualidade de vida do indivíduo.

O tratamento é feito com medicamentos antidepressivos e psicoterapias. Para as compulsões mais leves, pode levar 3 meses, todavia, para os casos mais graves, o acompanhamento médico pode durar anos.

Qualquer mania que seja exagerada e que ocupe boa parte do tempo dos dias de uma pessoa deve ser investigada. O psicólogo e o psiquiatra são os especialistas indicados.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário