Qual a melhor dieta para quem é obeso?

Está sofrende com a obesidade e procura uma dieta para tratar essa mal? Confira, aqui no Quero Vive Bem, os alimentos para consumo!

A obesidade é um problema de saúde pública, pois estima-se que, aproximadamente, 40% da população brasileira está acima do peso.

Os perigos do sobrepeso estão ligados, principalmente, ao desenvolvimento de outras comorbidades, como diabetes, hipertensão arterial, câncer, e muito mais.

A melhor forma de tratar a obesidade é por meio de uma dieta saudável e balanceada. A seguir, saiba tudo sobre o assunto, só aqui no Quero Viver Bem!

tratamento para obesidade infantil

Alimentos indicados para obesos

Atualmente, existem muitas dietas que prometem resultados milagrosos com pouquíssimo tempo de tratamento. Deve-se sempre tomar muito cuidado, pois um regime alimentar só pode ser feito sob acompanhamento de um nutricionista.

Sem dúvidas, a melhor forma livrar-se da obesidade é com a reeducação alimentar. Quanto aos alimentos, deve-se dar preferência para:

1. Frescos e naturais

Sempre preferir hortaliças, vegetais, folhas, frutas, ovos, carnes e alimentos frescos. Isso se deve à maior quantidade de nutrientes, quando comparados aos industrializados e embutidos.

Além disso, as verduras são ricas em fibras, que promovem a saciedade, diminuindo o apetite.

2. Carboidratos integrais

Apesar de o carboidrato ser convertido em glicose, que é o substrato energético do corpo humano, sabe-se que o seu excesso é transformado em gordura, a qual fica acumulada no tecido adiposo. Portanto, o excesso de carboidratos simples como açúcares, pães, massas, bolos e doces em geral deve ser evitado. Invista em carboidratos complexos e integrais como aveia, arroz integral, batata, mandioca, milho, pão integral, quinoa, entre outros.

3. Carnes magras

Algumas carnes são ricas em colesterol e gorduras. Por esse motivo, deve-se dar preferência às carnes brancas e aos peixes.

4. Quantidades

Além de melhorar a qualidade da alimentação, é preciso cuidar com as quantidades, pois qualquer alimento em excesso pode causar ganho de peso. Sirva-se com pequenas porções e mastigue bem para promover mais saciedade.

Alimentos que devem ser evitados

obesidade

Agora que você já sabe o que deve comer, é preciso tomar cuidado com as restrições. Vale lembrar que o mais importante sempre é a quantidade ingerida – mesmo os alimentos a serem evitados podem ser consumidos, desde que esporadicamente e em pequenas porções.

Se você está com sobrepeso ou deseja evitar a obesidade, atente-se para:

  • Reduzir o consumo de refrigerantes: além de serem ricos em açúcares, também contêm sódio, que pode trazer sérias consequências à saúde;
  • Açúcar: açúcares de todos os tipos e carboidratos refinados como pão, massas, bolos e demais produtos a base de farinha branca devem ser evitados pois não apresentam quase nenhum nutriente e não promovem saciedade, além de elevar a glicemia rapidamente, o que favorece o ganho de peso;
  • Industrializados, congelados e embutidos: todos os alimentos que são semi preparados, com certeza, contêm excesso de conservantes, sódio e/ou gorduras;
  • Evitar gorduras trans: são alimentos que aumentam o tecido adiposo e interferem negativamente na saúde global do indivíduo.

Qual a melhor conduta?

A alimentação é a melhor forma de combater a obesidade. Da mesma forma, deve-se realizar um acompanhamento com nutricionista.

Além disso, praticar atividade física, com o intuito de promover o emagrecimento e gerar o bem-estar e a qualidade de vida são excelentes medidas.

Perigos da obesidade

A obesidade, sem dúvidas, gera uma série de prejuízos para a saúde global do individuo. O sistema cardiovascular (formado por vasos sanguíneos e coração) é um dos principais atingidos, e isso se justifica pelo:

  • Aumento de infarto agudo do miocárdio;
  • Aumento do número de casos de AVC;
  • Alta prevalência de hipertensão arterial;
  • Risco de aumentado de insuficiência cardíaca congestiva.

No entanto, os danos não se restringem apenas ao coração e aos vasos sanguíneos. Uma queixa também muito frequente dentre os obesos é a apneia obstrutiva do sono, a qual causa hipóxia (redução de oxigênio nos tecidos), podendo ter consequências irreversíveis.

Danos às articulações, aumento do risco de diabetes, doenças da vesícula biliar, esteatose hepática e pancreatite também são comorbidades presentes em indivíduos obesos.

Gostou? Então, confira, também, Obesidade Infantil e na adolescência – Riscos, Tratamento e Prevenção!


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário