Quais os sintomas da enxaqueca?

Sofre com dores de cabeça que não são quase insuportáveis? Pois pode ser enxaqueca! Confira, aqui no Quero Viver Bem, os principais sintomas!

A dor de cabeça intensa e pulsante é um dos sintomas da enxaqueca mais característicos. No entanto, há ainda outros como enjoos, náuseas, vômitos e até tonturas.

A enxaqueca é uma doença neurológica e que provoca dores tão fortes que acaba interferindo na rotina das pessoas. Entenda melhor quais são os sintomas desse problema, aqui no Quero Viver Bem!

Sintomas da enxaqueca

Esse é o sintoma mais característico da enxaqueca. A dor de cabeça é intensa e latejante em um lado da cabeça. Ela pode durar cerca de 3 horas, mas, em alguns casos, permanecer por até 72 horas.

Algumas atividades rotineiras acabam piorando a situação. Por exemplo, subir uma escada ou mesmo andar de carro. A luz, seja do sol ou das lâmpadas, também incomoda e faz a problema aumentar. É comum sentir enjoos, ter náuseas e mesmo vomitar durante uma crise de enxaqueca.

Outros sintomas são:

  • Fadiga;
  • Mal-estar (antes da dor de cabeça);
  • Tontura ou vertigem;
  • Ansiedade;
  • Irritabilidade;
  • Sensação de pressão na cabeça;
  • Sensibilidade muscular.

Em muitos pacientes, a enxaqueca provoca alterações visuais, como a visão ofuscada ou até manchas dentro do campo de visão.

[LEIA TAMBÉM: DOR DE CABEÇA OU ENXAQUECA? ]

Outro sintoma característico são os flashes de luz e as imagens brilhantes no campo de visão. Isso indica que é uma enxaqueca com aura. Nesse caso, aparecem outros sintomas como suor excessivo, dificuldade de falar, formigamento em cabeça, lábios, língua, mãos ou pés, entre outros sintomas.

Tratamento da enxaqueca

Os casos são individuais e o tratamento deve ser recomendado por um neurologista. É necessário tomar medicamentos para ajudar a evitar a enxaqueca. Geralmente os remédios usados são corticoides, antipsicótico, anticonvulsivo, betabloqueador, anti-histamínico, analgésico, anti-inflamatórios não esteroides entre outros.

Evitar estresse e aprender técnicas de relaxamento ajudam a prevenir e evitar o problema. Durante a crise, procure repousar em um quarto escuro e silencioso. Ao perceber esses sintomas, procure um médico neurologista para avaliar o caso e receitar o tratamento adequado.

Gostou? Confira, também, o conteúdo Sofre com Enxaqueca? O que comer e o que não comer durante as crises!


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário