Quais os efeitos colaterais do Rivotril?

O Rivotril (Clonazepam), medicamento utilizado para o tratamento de síndrome do pânico e doença bipolar, provoca efeitos colaterais associados ao SNC (Sistema Nervoso Central). Veja quais são eles:

  • Sonolência;
  • Cefaleia;
  • Infecção de vias aéreas superiores;
  • Fadiga;
  • Gripe;
  • Depressão;
  • Vertigem;
  • Irritabilidade;
  • Insônia;
  • Ataxia (perda de equilíbrio e coordenação motora);
  • Náusea;
  • Sensação de cabeça leve;
  • Redução da capacidade de concentração;
  • Sinusite.

Rivotril

Curiosamente, esses sintomas costumam ser transitórios, ou seja, somem espontaneamente durante o tratamento ou com a redução da dose diária, que deve ser feita somente sob a orientação do médico responsável pelo caso.

Uma boa forma de minimizar o risco de desenvolvimento desses efeitos colaterais é iniciar o tratamento com Rivotril em doses pequenas e ir aumentando a quantidade diária ingerida, conforme o organismo do paciente se acostuma com o medicamento.

Efeitos colaterais do Rivotril na superdose

A superdose ocorre quando a ingestão diária do medicamento é feita numa dose maior do que a recomendada pelo médico. Em casos assim, o Rivotril provoca efeitos colaterais específicos:

  • Arreflexia (ausência de reflexo em tendões estimulados);
  • Apneia;
  • Hipotensão arterial;
  • Depressão cardiorrespiratória;
  • Coma.

Rivotril

Advertências e precauções

Como o Rivotril provoca efeitos colaterais diretamente relacionados ao Sistema Nervoso Central, recomenda-se que o paciente não realize atividades perigosas durante o tratamento com o medicamento, como dirigir veículos ou operar máquinas e equipamentos.

Em casos de pacientes com histórico de convulsão e epilepsia, o médico pode indicar o consumo concomitante de medicamentos para evitar esses problemas, ao realizar o tratamento com Rivotril.

Ademais, o consumo de álcool e do medicamento não é indicado, porque essa combinação aumenta consideravelmente a chance de desenvolvimento de efeitos colaterais, bem como de estado de sedação grave.

Contraindicações do Rivotril

O medicamento é contraindicado a pacientes específicos porque há um maior risco de efeitos colaterais. O fármaco não pode ser utilizado por pessoas com:

  • Hipersensibilidade/alergia a benzodiazepínicos;
  • Insuficiência respiratória ou hepática grave;
  • Glaucoma agudo de ângulo fechado.

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário