Pulmão fumante – Como é? Função e Prejuízos

O pulmão faz parte do sistema respiratório e é um dos órgãos mais importantes do organismo, pois é por meio dele que respiramos. Ele é responsável por levar oxigênio para o sangue, ao mesmo tempo em que contribui para eliminar o dióxido de carbono, além de outras toxinas do corpo.

Por ser um órgão essencial para o pleno funcionamento da vida, cuidar mal dele pode acarretar em sérios problemas de saúde. Um dos principais vilões do pulmão é o cigarro, que é responsável por cerca de seis milhões de mortes todos os anos, sendo a principal causa de morte evitável no mundo, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Pulmão fumante3

Prejuízo de um pulmão fumante

Como se viu até aqui, o pulmão tem uma extrema importância para o bom funcionamento do organismo. O problema é quando ele não recebe os cuidados devidos. O consumo de cigarro pode trazer sérios problemas, não apenas para os pulmões, mas para outras regiões do corpo, podendo causar, por exemplo, câncer de pulmão, boca, laringe, faringe, enfisema e também problemas cardiovasculares, que costumam incidir em indivíduos com histórico de tabagismo.

Uma característica bastante comum de pessoas que fumam por longos anos é que a coloração rósea dos pulmões vai dando lugar a uma cor cada vez mais escura, muito por conta do acúmulo de impurezas do ar que o próprio organismo não conseguiu remover.

Mas, não é só o tabagismo que pode prejudicar os pulmões. A crescente poluição, especialmente nas grandes cidades, pode trazer muitos malefícios ao órgão, trazendo diversos tipos de doenças e podendo, até mesmo, danificar os pulmões.

Uma das doenças respiratórias mais comuns é a pneumonia, que é causada por uma infecção gerada por vírus, bactérias, fungos, etc., e, caso não seja tratada, pode levar à morte. É possível citar, ainda, bronquite, asma, tuberculose, entre outras enfermidades. Em geral, elas podem afetar alvéolos pulmonares e, consequentemente, reduzir a capacidade de o pulmão fazer o seu trabalho.

Pulmão fumante

Como é o pulmão?

O pulmão é um órgão parecido com uma bexiga, de consistência bastante esponjosa e  aparência cor-de-rosa – isso para um órgão saudável e distante do tabagismo. O pulmão fica dentro da caixa torácica, que também faz parte do sistema respiratório.

Há dois pulmões no corpo humano, sendo que o que fica ao lado direito é mais largo, possuindo três lobos, enquanto que o esquerdo tem apenas dois.  No entanto, o direito é mais curto, já que, nesse lado, o fígado está próximo.

Os pulmões estão fixos no pericárdio, a partir de ligamentos pulmonares que se conectam à traqueia e ao coração por meio de estruturas denominadas hilo, que são vasos pulmonares, vasos linfáticos, vasos brônquicos, brônquios principais e nervos que entram e saem dos pulmões.

 

Os pulmões são cobertos por uma membrana protetora chamada pleura. Segundo o professor Luis Fernando Tirapelli, da Faculdade de Medicina da USP, em Ribeirão Preto (FMRP), a pleura possui uma base mais larga inferior, que vai até o músculo do diafragma e nele repousa.

Vale ressaltar que que os pulmões são compostos pelos brônquios que, por sua vez, são divididos em bronquíolos – responsáveis por levar o ar da traqueia para os alvéolos – e alvéolos pulmonares, que configuram o tecido pulmonar – são pequenas bolsas revestidas por uma membrana fina, que está cercada por vasos sanguíneos.

Pulmão fumante2

Quais as funções do pulmão? 

Como mencionado, a principal função dos pulmões está em transportar oxigênio para o sangue, fornecendo este elemento para as células do corpo. Outra missão bastante necessária realizada por esses órgãos está na retirada de dióxido de carbono do sangue, transformando o sangue venoso (com menos oxigênio e mais dióxido de carbono) em sangue arterial (rico em oxigênio).

Apesar de ser um trabalho intuitivo e aparentemente simples, a respiração envolve um processo complexo no sistema respiratório. Tudo começa quando inspiramos, trazendo o ar para dentro de nós. O ar entra pelo nariz ou pela boca e vai pela traqueia. Em seguida, para os brônquios. A partir desse momento o ar é direcionado a outras partes dos pulmões. O controle da entrada e saída de ar do órgão é feito pelo cérebro, de maneira involuntária.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário