Prisão de ventre: causas, sintomas, tratamentos e mais

Sofre constantemente com essa doença? Veja aqui quais são os principais sintomas, causas mais comuns e qual o tratamento mais indicado.

Uma doença que afeta mais de 18 milhões de brasileiros é o intestino preso, que pode deixar o enfermo alguns dias sem ir ao banheiro, causando um incômodo difícil de resolver.

Aqui no Quero Viver Bem, você pode ler mais sobre quais são as principais causas, os sintomas mais comuns, os cuidados necessários e como diminuir a frequência do problema. Acompanhe, abaixo.

O que é prisão de ventre?

Prisão de ventre: causas, sintomas, tratamento e mais

A condição acontece quando o movimento do intestino ocorre de maneira árdua e com a presença de fezes ressecadas, exigindo um trabalho maior do órgão na hora da evacuação.

A prisão de ventre não é o ato de ir ao banheiro de vez em quando: uma pessoa pode defecar mais de 3 vezes ao dia, porém, se no momento da dejeção sentir dores e desconfortos fora dos normais, ela possui o problema.

Quais são as causas?

Geralmente, esse problema acontece quando as fezes se movimentam lentamente no trato digestivo, sendo, na maioria das vezes, duras e ressecadas. Já quando o problema é crônico, suas principais causas são:

  • Bloqueios no reto ou cólon, causados por fissuras anais, obstrução do intestino, câncer de cólon ou retal, estenose do intestino, tumores na região e retocele;
  • Problemas neurológicos: neuropatia autonômica, doença de Parkinson, AVC, lesão na medula e esclerose múltipla;
  • Problemas ao relaxar os músculos pélvicos, musculatura da região enfraquecida ou falta de coordenação local;
  • Problemas hormonais: diabetes, gravidez, hipotireoidismo e hiperparatireoidismo;
  • Hábitos diários, como pouca ingestão de água ou de fibra, dieta irregular, sedentarismo, estresse, uso frequente de laxantes, problemas alimentas e síndrome do intestino irritável;
  • Uso de medicamentos antiácidos, sedativos, narcóticos e para pressão arterial.

Quais são os fatores de risco?

Prisão de ventre: causas, sintomas, tratamento e mais

Há pessoas que possuem mais chances de sofrerem com a prisão de ventre, como:

  • Pessoas na meia idade;
  • Mulheres;
  • Quem possui baixo consumo de água ou fibras;
  • Sedentários.

Principais sintomas

Além das dificuldades de ir ao banheiro, é comum que ocorra:

  • Esforço além do comum para evacuar;
  • Fezes muito duras;
  • Defecação incompleta;
  • Sangramento ao evacuar;
  • Gases;
  • Pouca frequência ao banheiro;
  • Inchaço abdominal;
  • Vômito.

Caso esses sintomas persistam pelo período maior que 3 meses, é necessário procurar um médico especialista para verificar qual a origem do problema e o tratamento mais indicado. Você pode procurar um clínico geral, nutricionista, gastroenterologista e proctologista.

Diagnóstico da doença

Prisão de ventre: causas, sintomas, tratamento e mais

Na maioria dos casos, não é necessário nenhum exame mais aprofundado para o diagnóstico da doença,sendo que a análise clínica pode sanar as dúvidas. Porém, em ocorrências mais graves, é requerido ao paciente:

  • Colonoscopia;
  • Sigmoidoscopia;
  • Manometria anorretal;
  • Estudo do cólon;
  • Proctografia;
  • Hemograma de alterações hormonais.

Tratamentos mais indicados

É necessário que o paciente adote hábitos saudáveis de alimentação, principalmente o consumo correto de fibras e a ingestão de água em abundância.

Para casos mais complicados, principalmente quando o paciente está a mais de 1 semana sem ir ao banheiro, o uso de laxantes é recomendado. Em casos isolados, também pode ser necessário uma lavagem intestinal.

Existe, ainda, o processo de biofeedback, no qual um cateter é inserido no reto e, por meio da orientação de um terapeuta, o paciente faz exercícios para relaxar os músculos pélvicos até conseguir aliviar-se.

Em casos mais graves, no quais a prisão de ventre acontece por consequência de outras doenças, é necessário a cirurgia de remoção do cólon, raramente recomendada.

Remédios para prisão de ventre

Prisão de ventre: causas, sintomas, tratamento e mais

Como a doença pode ser causada por diferentes motivos, ela também possui remédios diferentes, que serão escolhidos de acordo com o diagnóstico. Os mais comuns são:

  • Muvinlax;
  • Lactulona;
  • Ducolax;
  • Digesan.

Como prevenir a doença

Para você que já possui prisão de ventre, alguns hábitos diários podem diminuir a incidência do problema, como:

  • Tomar, no mínimo, 2 litros de água por dia;
  • Consumir bastante fibra;
  • Praticar exercícios físicos com frequência;
  • Não segurar a vontade de ir ao banheiro.

Caso contrário, se o problema persistir, é bem provável que o enfermo sofra com hemorroidas, fissura anal, fezes endurecidas e prolapso retal.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário