Pressão Arterial – Como medir em casa, Valores de referência e Cuidados

A pressão arterial alta ou baixa apresenta muitos riscos para a saúde. Confira aqui os valores de referência para cada tipo de pessoa e como fazer passo a passo para medir em casa sem erros.

Para que o coração e todos os outros órgãos do nosso organismo funcionem, é necessário que o sangue chegue até eles. O sangue é bombeado dentro dos vasos sanguíneos, espalhando-se por todo o corpo. Esse bombeamento acontece devido à pressão exercida na corrente sanguínea, também conhecida como pressão arterial.

A pressão arterial possui dois números:a máxima ou sistólica e a mínima ou diastólica. A primeira, máxima ou sistólica,corresponde ao sangue do coração; já a mínima ou diastólica, corresponde aos vasos sanguíneos periféricos (braços, pernas e abdome).

medir pressao

Como medir a pressão arterial em casa

A pressão arterial alta ou baixa apresenta muitos riscos para a saúde. Quem sofre de alguma variação, recomenda-se sempre medir a pressão para o controle. Além disso, os sintomas são bem semelhantes e, para os primeiros socorros,é preciso saber se a pressão está alta ou baixa.

Existem dois tipos de aparelhos para aferir a pressão arterial: o manual, chamado de esfigmomanômetro, que é usado junto ao estetoscópio, e os aparelhos digitais (são vários os modelos).

É mais comum medir a pressão arterial em casa com os aparelhos digitais. Geralmente, eles são colocados no braço ou no pulso. No caso dos aparelhos para medir no braço, eles possuem uma braçadeira, que deve ser colocada no braço esquerdo, na altura do coração. Essa faixa está ligada a uma mangueira que, por sua vez, está conectada ao aparelho medidor. Essa mangueira deverá estar voltada para baixo, em direção ao pulso. Em alguns modelos, basta ligá-los e esperar o resultado em alguns instantes. Em outros, há uma bomba que deverá ser pressionada até marcar 180 mmHg. Em seguida, basta aguardar.

Nos aparelhos de pulso, o procedimento é muito mais simples. Basta colocar o aparelho no pulso, seguindo esses passos: posicione o braço em uma superfície plana, com a palma da mão para cima. Coloque o aparelho de modo que ele fique sobre as veias. Aperte o botão para aferir a pressão arterial.

Independente do tipo de aparelho, preferencialmente:

  1. Meça no período da manhã e em jejum;
  2. Não tome medicamentos antes;
  3. Urine antes;
  4. Descanse 5 minutos antes de realizar a medição;
  5. Esteja sentado e não cruze as pernas;
  6. Não fale durante a medição;
  7. Utilize sempre o braço esquerdo;
  8. Não tome café ou bebidas alcoólicas 30 minutos antes.

Veja a técnica no vídeo que mostra o que fazer para pedir a pressão em casa sem o uso de aparelhos:

Valores de referência para a pressão arterial

O valor de pressão mais comum é de 120/80 mmHg. Porém, em algumas pessoas, esse valor pode variar um pouco. Veja na lista, abaixo, os valores de referência – caso necessite, meça a sua pressão arterial com mais frequência e procure um médico:

  1. Pressão arterial menor que 130/85mmHg é considerada normal e deve-se reavaliar em 1 ano;
  2. Pressão arterial entre 130/85mmHg e 139/89mmHg é considerada normal limítrofe e deve-se reavaliar em 6 meses;
  3. Pressão arterial entre 140/90mmHg e 169/99mmHg é considerada hipertensão leve e deve ser reavaliada a cada dois meses;
  4. Pressão arterial entre 160/100mmHg e 179/109mmHg é considerada hipertensãomoderada e deve-se reavaliar a cada um mês;
  5. Pressão arterial maior ou igual a 180/110mmHg é considerada hipertensão grave e deve ser reavaliada de imediato;
  6. Pressão arterial maior ou igual 140/90mmHg é hipertensão sistólica e deve ser reavaliada a cada dois meses.

Cuidados com pressão alta

A pressão alta ou hipertensão arterial pode causar problemas graves, como derrame, comprometimento renal e, até mesmo, infarto. É preciso tratá-la com um médico, para poder controla-la, uma vez que é uma doença que não possui cura, mas tem tratamento amenizador de sintomas, que evitam uma piora.

Os sintomas podem chegar a:

  1. Tontura;
  2. Visão turva;
  3. Enjoo;
  4. Dor na nuca e/ou no peito;
  5. Falta de ar.

Quem já possui hipertensão, geralmente, não sente os sintomas, mesmo durante uma crise hipertensiva. Os medicamentos, recomendados pelo médico, devem sempre ser tomados no horário correto.Evitar o consumo excessivo de sal e de gordura,bem como praticar exercícios físicos ajudam, também, a evitar a pressão alta.

Cuidados com pressão baixa

A pressão baixa ou hipotensão arterial, quando grave,pode causar uma parada cardiorespiratória. Nestes casos,é necessário a introdução de remédios na veia, para aumentar a pressão sanguínea. No geral, a maioria das pessoas não sentem sintomas de pressão baixa, mas, os mais comuns são:

  1. Dor de cabeça;
  2. Tontura;
  3. Fraqueza;
  4. Sensação de desmaio.

Quando sentir esses sintomas, meça a pressão para ver se está realmente baixa. Deitar-se com as pernas erguidas ajuda a aumentar a pressão sanguínea novamente.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário