Para que serve maltodextrina? Benefícios, Indicações e Contraindicações

A maltodextrina é resultante da polimerização de glicose. Por tal motivo, a maltodextrina é classificada como um carboidrato complexo.

Carboidratos complexos apresentam, em geral, difícil absorção pelo organismo humano. Ao contrário da maioria desses carboidratos, a maltodextrina é mais facilmente absorvida pelo organismo. Exemplos comuns de alimentos que têm carboidratos são arroz, pão, macarrão, feijão, ameixa, mandioca, entre muitos outros.

Para que serve maltodextrina?

maltodextrina

Os carboidratos têm, como principal função, o fornecimento de energia para o corpo humano. Além disso, também contam com um papel importante na formação de estruturas como o muco, responsável pela proteção interna de órgãos, entre muitas outras funções.

Portanto, a mais importante de todas é a energia que os carboidratos oferecem ao corpo. Sendo assim, é fundamental para os que praticam exercícios físicos, seja de curta ou longa duração.

Benefícios da maltodextrina

A maltodextrina tem uma série de benefícios e vantagens, quando ingerida de forma adequada. O principal benefício indiscutível é o fornecimento de energia para atividades físicas. Além disso, o uso da substância repõe o combustível muscular, isso é, o glicogênio. Ao fazê-lo, evita-se que proteínas sejam utilizadas como fonte de reposição para o glicogênio e, assim, melhora-se a reparação dos músculos, tornando-os mais fortes e maiores.

A maltodextrina é recomendada antes e durante as atividades físicas, pois fornece energia e disposição para a realização delas, sejam anaeróbicas ou aeróbicas.

Indicações para o uso de maltodextrina

maltodextrina

O consumo de maltodextrina depende do tipo de atividade. Para atividades aeróbicas, aquelas que requerem elevado consumo de oxigênio, precisam da ingestão de carboidratos antes e durante as atividades. Já para atividades anaeróbicas que exigem mais dos músculos, é recomendada a ingestão de maltodextrina após o término do treino, para repor o glicogênio.

Contraindicações do uso de maltodextrina

Assim como a maioria dos alimentos, que se consumidos em excesso fazem mal, a maltodextrina também pode causar efeitos negativos. Entre os possíveis males, destaca-se o aumento dos níveis de insulina, que pode resultar em hipoglicemia.

Outros casos menos graves, mas não menos importantes, são náuseas, vômitos, diarreias, ganho de peso em forma de tecido adiposo, entre muitos outros.  Sendo assim, a maltodextrina não deve ser consumida em excesso, pois, como vimos, pode causar tanto problemas renais como aumento de peso.

Quantidade diária indicada

A quantidade de maltodextrina varia de treino para treino, de organismo para organismo e, assim, de indivíduo para indivíduo. Porém, existe uma média do consumo diário de carboidratos que é cerca de 8 a 10 gramas para cada quilo que a pessoa tem.

Assim, uma pessoa com 80 quilos deve ingerir entre 64 e 80 gramas de carboidrato por dia.

A quantidade adequada de maltodextrina deve ser estipulada por um médico ou nutricionista, pois as quantidades variam substancialmente de acordo com idade, peso, sexo, objetivos, entre vários outros fatores.

Como podemos ver, o consumo adequado de maltodextrina é repleto de benefícios. Portanto, o excesso é capaz de provocar desde simples enjoos e até a grave hipoglicemia.

Quer mais informações a respeito de suplementos? Então, confira, também, o conteúdo completo sobre Melhores exercícios e suplementos para aumentar a massa muscular!


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário