Ovo cozido – Benefícios, Tabela nutricional, Propriedades

Ovo cozido é um alimento com muitos benefícios e um grande aliado em várias dietas. Ele pode, por exemplo, prevenir o infarto, se consumindo diariamente.

O ovo é um alimento muito saudável, vários profissionais da saúde afirmam que ele é o segundo alimento mais completo para a saúde, perdendo apenas para o leite materno.

Por muito tempo, foi associado ao aumento de colesterol na corrente sanguínea, porém o mal entendido ficou para trás devido aos muitos estudos comprovando que não é o ovo responsável pela gordura no sangue.

O ovo cozido, atualmente, é tido como aliado de várias dietas. Suas proteínas e gorduras oferecem a quem se alimenta dele maior saciedade. E é possível prevenir infarto, por exemplo, consumindo um ovo diariamente. Vamos conhecer mais sobre esse incrível alimento?

 

Tabela nutricional do ovo cozido

Uma porção de ovo cozido de 100 gramas terá:

  • Valor calórico – 146 kcal;
  • Proteína – 13,3 g;
  • Lipídeos – 9,5 g;
  • Carboidrato – 0,6 g;
  • Cálcio – 49 mg;
  • Sódio – 146 mg;
  • Magnésio – 11 mg;
  • Manganês – 0,02 mg;ovo cozido
  • Fósforo – 184 mg;
  • Ferro – 1,5 mg;
  • Potássio – 139 mg;
  • Cobre – 0,04 mg;
  • Zinco – 1,2 mg;
  • Vitamina A – 32 mcg;
  • Vitamina B1 – 0,08 mg;
  • Vitamina B2 – 0,30 mg;
  • Vitamina B6 – traços;
  • Vitamina B3 – traços.

 

Outras propriedades do ovo cozido

A riqueza de minerais no ovo cozido é considerável. É por trás desse diferencial que atletas da musculação são vidrados em ovo – comem até 10 por dia, claro que depende de qual nível de exercício eles são submetidos. Uma dieta assim, é prescrita por profissionais a atletas de alto nível e que precisam de muita massa muscular para realizar seus esportes. Isso porque o ovo é rico em albumina, que auxilia no ganho de massa magra e de hipertrofia muscular.

E além ajudar a aumentar a massa muscular, o ovo melhora os níveis de testosterona – hormônio necessário para fortalecer e desenvolver os músculos. Isso é oriundo do zinco, que é presente no ovo cozido.

Sobre a relação do ovo com o colesterol, vários estudos desmistificaram isso. Um dos mais famosos foi realizado pela Universidade de Harvard, que em 1999 fez uma experiência com milhares de pessoas. Essa pesquisa revelou que comer um ovo cozido não aumenta o colesterol no sangue e que, ao invés de prejudicar, fornece ao corpo o colesterol necessário, não fazendo, por exemplo, com que o fígado produza colesterol a mais do que a sua capacidade. Além disso, o ovo contém uma substância chamada lecitina que dificulta a absorção do colesterol ruim no intestino.

Uma propriedade de destaque é a quantidade de proteína disponível no ovo cozido. Das mais completas do reino animal, a proteína do ovo é muito bem absorvida pelo corpo, ou seja, tem boa disponibilidade (também conhecida como proteína de alto valor biológico). E como todos sabem, essas macromoléculas são mais do que importantes na fisiologia humana.

As proteínas juntamente com as gorduras conferem saciedade, o que ajuda a controlar a fome. E se você joga a gema fora para evitar o consumo de gordura, saiba que na gema estão 40% das proteínas, antioxidantes e a maioria das vitaminas e minerais do alimento.

A melhor forma de consumir o ovo cozido

O ponto mais controverso é a forma de comer o ovo. Aqui, vamos mostras sugestões, mas, claro, irá depender dos seus talentos na cozinha, para que você crie outras receitas que incluam o ovo.

O ovo cozido com casca é a forma mais popular de aproveitar ao máximo os nutrientes. Nesse formato, vale comer a clara e a gema, sem separá-las. Muitas pessoas preferem comer somente a clara, pois têm medo do possível colesterol da gema, no entanto, vimos que não há o que temer! Além disso, é uma opção excelente para levar de lanche para o trabalho, faculdade, etc, pois é fácil de consumir e de transportar.

Outra forma de fazer o ovo cozido é sem a casca. É conhecido como ovo poché. O procedimento é estralar o ovo em água quente, não fervendo, deixá-lo por 4 minutos e servir para comer.

Os ovos mexidos ou fritos são a forma menos indicada por causa da gordura utilizada para cozinhá-los. Porém, não é proibida. A dica aqui é colocar o mínimo de gordura possível na hora de fritá-los: basta untar a frigideira, e, se for anti aderente, melhor ainda. Usar uma gordura mais saudável também é importante, como óleo de coco, azeite de oliva, manteiga sem sal.

A opção pelos ovos orgânicos tem sido abraçada por muitas pessoas que não abrem mão de seu ovo cozido no café da manhã, almoço ou janta. Afinal, esse é o superalimento que move muita gente. Aproveitar sua riqueza nutricional nunca será demais!

 

Sem dúvidas o ovo é um dos melhores alimentos para a saúde, além de ser delicioso e versátil. Para saber a quantidade ideal de consumo, consulte um nutricionista.


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

5 Comentários

  1. DENILSON OLIVEIRA
  2. Joana Darc Gomes Silva
    • webgocontent
  3. Helio thomas
  4. Luiz Antonio Luz

Deixe um Comentário