Os perigos das dietas rápidas – Porque não funcionam

Existem vários regimes que prometem te fazer perder peso em pouco tempo. Ele parece ótimo, perfeito. Afinal, todo mundo que quer emagrecer, pretende fazer isso o mais rápido o possível. Porém é importante lembrar que velocidade não é sinônimo de efetividade.

Não é nada fácil dar início à uma nova alimentação. Ainda mais para pessoas com bastante sobrepeso, onde o físico não colabora para bons resultados e os hábitos alimentares não são os recomendados. Comida muitas vezes é sinônimo de prazer, o que dificulta ainda mais o começo de uma nova alimentação. É por isso que dietas rápidas e milagrosas fazem tanto sucesso. Mas os resultados à longo prazo podem não ser os esperados.

Em qualquer caso, devemos insistir sobre a importância de perder peso de forma gradual e com critérios que foquem na saúde. Lembre-se que é mais importante ser saudável do que magro.

emgarecer com saude

Os regimes milagrosas não existem

Normalmente somos bombardeados, durante a primavera, por promessas de regimes que são capazes de fazer você secar para o verão. Os banners de propaganda, outdoors nas ruas e revistas prometem perder muitos kg em poucas semanas.

Isso acontece porque a estação seguinte é o verão e todos querem estar em forma para usar biquínis, sungas e roupas curtas. Grandes anunciadores se aproveitam da época para divulgar produtos e métodos revolucionários que NÃO funcionam.

Não seja ingênua amiga! Os regimes que funcionam são aqueles que estão bem controlados e planejados. É preciso mudar toda a sua dieta e hábitos alimentares. Todo mundo sabe que perder peso em uma semana ou perder 15 quilos em um mês não é algo natural e orgânico! Provavelmente, há algo muito errado com esse método. Voltamos a dizer: Não há milagre que faça você emagrecer rápido com saúde. Nem os regimes de emagrecimento, cremes, cápsulas ou bebidas de qualquer espécie.

Essas dietas que prometem emagrecer muito com rapidez são bastante restritivas, por isso a maioria das pessoas as fazem apenas por um curto período de tempo, voltando a se alimentar normalmente logo depois. Além de que, por restringirem diversos tipos de alimentos, acabam por deixar a alimentação pobre em muitos nutrientes essenciais a saúde.

A perda de peso é possível, mas leva tempo e deve ser gradual. Uma boa metodologia deve ser progressiva e não superficial. Isso para evitar o famoso efeito ioiô – engorda, emagrece, engorda, emagrece… Eles acontecem quando você cessa o período do regime e volta a se alimentar normalmente.

O emagrecimento acontece quando você gasta mais calorias do que consome. Aí é que entra a alimentação saudável e equilibrada. É preciso combinar exercícios físicos junto com esses novos hábitos alimentares. No começo é difícil, mas depois o corpo se acostuma. Será necessário também manter o consumo calórico o resto da vida, para que a pessoa não retorne ao sobrepeso e para uma boa manutenção da saúde.

emagrecer rapido

Os riscos de emagrecer muito rápido

  • Recuperar rapidamente quilos perdidos: É o que se chama o efeito ioiô, o que resulta em uma série de perda de peso e recuperação dos quilos. Isso porque ao final do regime, as pessoas voltam a consumir o mesmo alimentos que consumiam antes. O peso adquirido pode ser ainda maior, tendo em vista que o corpo irá armazenar mais gordura para se preparar caso haja um período que esteja recebendo novamente menos calorias;
  • Obesidade: Os regimes que prometem emagrecimento rápido, mas que resultam na recuperação imediata dos quilos, podem levar a um quadro de obesidade, pois as chances de você ganhar muito mais quilos do que perdeu é bem grande;
  • Psicologicamente falando: o efeito ioiô é difícil de suportar e pode te levar a um quadro de distúrbios depressivos associados com repetidos fracassos na tentativa de emagrecer. A pessoa não se sente motivada, pois não vê os resultados prometidos, ou até vê mas no final retorna ao peso inicial, não sendo efetivo e duradouro;
  • Colesterol: Os regimes ruins podem levar a uma redução do colesterol “bom” que protege contra doenças cardiovasculares;
  • Falta de nutrientes: Dietas muito restritivas podem levar a deficiência de diversas vitaminas e minerais, o que compromete a saúde e causa sérios problemas como queda de cabelo, fraqueza, dores de cabeça, intestino preso, tontura, problemas na pele e outros.

A maneira ideal…

rotina de exercicios exagerado

A dieta deve ser encarada de maneira lenta e controlada. A perda de peso deve ser gradual. Em geral, para ser considerado um bom regime, a perda de peso não deve exceder 1 quilo por semana, ou seja, cerca de 4 a 5 kg por mês. E é preciso fazer uma reeducação alimentar que irá durar o resto da vida, não somente períodos curtos com menor consumo calórico.

Comer menos nem sempre é sinônimo de dieta, pela simples razão de que um regime serve mais para desenvolver bons hábitos alimentares do que sair cortando um monte de alimentos da sua rotina diária. O segredo está no equilíbrio. Uma vez que esse equilíbrio está presente na sua rotina, maus hábitos alimentares acabam abrindo espaço para uma alimentação mais saudável.

Portanto, cuidado com os perigos de dietas rápidas. Comece a pensar no regime, não apenas como uma forma de alcançar o corpo desejado, mas também para se manter saudável e criar novos hábitos. Consulte um nutricionista para uma avaliação e prescrição completas.

 


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Estrela2  Estrelas3  Estrelas4  Estrelas5  Estrelas (Ainda sem avaliações)
Loading...

Quem Leu Este Artigo também costuma ler:

Deixe um Comentário