O que causa mau hálito e como evitar?

Você sofre de mau hálito? Confira, aqui no Quero Viver Bem, como evitar esse problema com dicas infalíveis para fazer diariamente!

O chamado mau hálito, ou a halitose – que é seu nome correto -, é um problema que pode atingir até 40% da população brasileira. Existem já diagnosticados mais de 40 causas do problema, sendo que, embora haja causas que não provêm da própria boca, cerca de 95% dos casos são de origem na cavidade bucal.

O problema é grave no sentido de que, muitas vezes, compromete o próprio convívio das pessoas em sociedade, sendo obstáculos, em algumas situações como relacionamentos ou mesmo em empregos.

O mau hálito faz com que a pessoa nem mesmo se expresse corretamente, pois grande parte das informações é truncada pelo medo de estar incomodando o interlocutor com um cheiro não muito agradável.

Mau hálito

Causas do mau hálito

Como foi dito, há situações em que o mau hálito se dá por problemas de ordem estomacais ou outros, porém, na grande maioria dos casos, a origem se encontra na boca.

Uma das causas recorrentes para a halitose é uma higiene bucal insatisfatória, pois o resto dos alimentos que ficam entre os dentes acabam por reagir com as substâncias naturais já encontradas na boca e causar um cheiro desagradável, o mau hálito.

Outra vilã é a saburra lingual. É aquela camada amarelada que se forma sobre a língua. A saburra pode até ser considerada normal, desde que não se acumule, pois, em excesso, passará a reagir com os restos de alimentos existentes na boca e liberar enxofre, que se sabe, não tem um cheiro nada agradável.

Além disso, a placa bacteriana e o tártaro que se formam na boca, se não removidos adequadamente, também colaboram para o mau hálito.

Sintomas do mau hálito

Os sintomas da halitose, obviamente, são a existência de odor desagradável, porém o maior deles acaba sendo social.

O principal sintoma do mau hálito é o afastamento das pessoas, e com isso o surgimento de problemas de ordem social, tanto em relacionamentos como nos próprios meios de trabalho.

Como consequência disso, é reduzida a autoestima, fazendo com que, sem saber como resolver o problema, a pessoa se afaste ou seja isolada pelos demais indivíduos.

Além disso, há casos em que o indivíduo afetado passa a ser objeto de chacotas e brincadeiras de gosto duvidoso, o que, em casos extremos, pode levar à depressão.

Diagnóstico

Mau hálito

O mau hálito deve ser diagnosticado por especialista e, por se tratar de problema que em até 95% das vezes se encontra na boca, nada melhor do que verificar com o dentista a existência de causas para isso.

Porém, há muitos casos em que a própria pessoa desconhece essa condição, devido ao olfato estar acostumado a tal odor, acreditando que não sofre desse mau.

Por isso, tentar sentir o próprio hálito é ineficaz e pode dar uma falsa sensação de que está tudo em ordem. O ideal, mesmo, é procurar um especialista, inicialmente dentista.

Caso nada seja detectado e o problema persista, é hora de buscar outros profissionais que possam verificar causas estomacais ou outras.

Possíveis Complicações

Uma higiene bucal deficitária, em um primeiro momento, pode causar o desagradável mau hálito, entretanto, em sendo mantida essa situação, podem haver maiores complicações, como infecções e doenças mais graves.

Há situações em que o problema é consequência de outras doenças que podem se apresentar como mais graves. Por isso, é necessário que, não havendo a solução para o problema com uma visita ao dentista e rigor na higiene bucal, outros especialistas devem ser procuradas, pois pode haver relação com problemas renais, estomacais, diabetes e outros.

[VEJA TAMBÉM: COMO CURAR MAU HÁLITO COM LIMÃO]

Tratamento

Os tratamentos, quando a causa do mau hálito se resume a problemas na boca, baseiam-se em sanar as causas, por exemplo, caries, falta de limpeza profissional, etc.

Há, ainda,  situações em que a causa se encontra na chamada “boca seca”, que pode ser causada por uso de remédios, por exemplo. Nesses casos, são indicados exercícios para aumentar a produção de saliva.

Cuidados caseiros

Por vezes, a solução, ou menos uma melhora paliativa, encontra-se muito perto de nós. As soluções caseiras sempre fazem parte dos tratamentos, e não é diferente no caso da halitose.

A mastigação de pedacinhos de gengibre, folhas de hortelã, menta ou hamamélis, além do também cravo-da-índia é muito indicada – claro que sempre associada a hábitos de higiene bucal.

[CONFIRA, AQUI, INFORMAÇÕES COMPLETAS DE TRATAMENTOS CASEIROS PARA MAU HÁLITO]

Dicas de como prevenir o problema

Algumas dicas são simples para prevenir o surgimento do mau hálito:

  • Escovar os dentes e usar o fio dental regularmente, antes de dormir, ao acordar e após todas as refeições, cuidando da limpeza de dentes, língua e gengivas;
  • Usar enxaguante bucal é muito importante após a escovação, pois garante que a grande maioria dos germes sejam eliminados;
  • Manter a regularidade de alimentação, cuidando para que o limite de 3 horas entre uma refeição e outra não seja ultrapassado, evitando a ausência de alimentos por longos períodos;
  • Escolher os alimentos, no sentido de que alguns naturalmente já são predispostos a causar um hálito desagradável, como alho e cebola, devendo preferir alimentos leves e que tenham uma fácil digestão.

Gostou? Confira, também, Alimentos Que Potencializam O Mau Hálito: Veja Aqui!


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário