Musicoterapeuta – O que é? Profissão, Curso e Salário

Você sabe o que é e o que faz um musicoterapeuta? Descubra essas e outras informações completas da profissão, só aqui no Quero Viver Bem!

Talvez você  já tenha ouvido falar em musicoterapia, mas nem sabia que era uma profissão, não é verdade? Aqui no Brasil, esse tipo de terapia é pouco divulgada e pouco conhecida, mas é de suma importância para o desenvolvimento cognitivo humano.

Trabalhando com a música e estudando como os sons podem afetar a vida das pessoas, esse profissional se dedica a criar terapias musicais para variados fins, que podem influenciar na forma como os indivíduos se relacionam e convivem entre si.

O musicoterapeuta pode trabalhar juntamente com fonoaudiólogos, psicólogos, médicos, fisioterapeutas e, até mesmo, professores, sempre buscando o bem estar físico e psicológico de seus pacientes.

Interessou-se pela profissão? Entenda, agora, tudo sobre o musicoterapeuta, onde ele pode atuar, quanto ganha e quais cursos são necessários para começar a exercer essa atividade.

O que é um Musicoterapeuta?

musicoterapia

Esse profissional é especializado na área da música, utiliza-a para fins medicinais e terapêuticos. Como isso, ele é capaz de identificar problemas e frustrações em seus pacientes, bem como tratá-los despertando potenciais interiores.

Geralmente, essa especialidade médica trata um tipo específico de paciente, com maior poder aquisitivo, pois tratamento assim não são baratos no Brasil. Na grande maioria das vezes, esses pacientes são portadores de pouca locomoção, autismo, deficiências mentais, depressão, ansiedade e afins.

O que é a Musicoterapia e Benefícios?

A musicoterapia é uma inovação. Estabelecida como terapia apenas em 1972, ela é uma ciência tecnicamente recente, se comparada às terapias convencionais. O tratamento consiste na composição de melodias, ritmos e batidas que, quando utilizados da forma correta, trazem enormes benefícios para a vida e para a autoestima dos pacientes.

Um exemplo de sucesso são aqueles músicos que realizam trabalhos voluntários em creches e asilos. Isso acalma o coração e supre a carência, já que a música tem um papel fundamental na saúde mental das pessoas.

As sessões são bem livres e o paciente fica à vontade para dançar, tocar os instrumentos e cantar. Algumas músicas acabam não sendo indicadas para ouvir, como rock ou punk – prefere-se um som mais tranquilo, como jazz, blues e MPB.

Curso de Musicoterapia

Para exercer a profissão, é necessário ser formado no curso de graduação de musicoterapeuta. Nas aulas, os alunos conhecerão a parte teórica e prática do desempenho da função, dentro dos seguintes conceitos:

  • Som;
  • Melodia;
  • Harmonia;
  • Notas;
  • Composições;
  • Instrumentos musicais.

Faculdades de Musicoterapia e Salário     

A verdade é que não são muitas as faculdades/universidades que disponibilizam esse curso. Isso se deve ao fato de a profissão ser tecnicamente recente e não haver tantas buscas por ela.

Por conta disso, o salário desses profissionais acaba sendo muito bom, por não haver tanta concorrência no mercado. Por mês, um musicoterapeuta ganha, em média, de R$5 mil a R$9 mil.

Abaixo, selecionamos algumas instituições acadêmicas que disponibilizam o curso. Confira:

  • FMU;
  • Faculdade de Artes do Paraná (FAP);
  • Conservatório Brasileiro de Música – Centro Universitário (CBM-CEU);
  • Faculdades EST (EST);
  • Universidade Federal de Goiás (UFG).

Então, o que achou da profissão? Legal, não é?


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário