Mioma no útero: O que é, Tipos, Causas, Sintomas e Tratamento

Você sabia que existem diferentes tipos de mioma no útero, cada um com diagnóstico e tratamento específicos? Confira tudo o que você precisa saber, aqui!

Os miomas uterinos são tumores benignos, que surgem no tecido muscular do útero. Esses miomas podem estar localizados em várias partes do útero, atingindo diversos tamanhos, podendo, inclusive, serem microscópico ou mesmo grandes como um melão.

Esse tipo de tumor é muito comum de aparecer na região do útero e, em geral, não provoca sintomas. No entanto, é possível que a mulher tenha cólicas, sangramentos e dificuldade para engravidar.

mioma uterino

Tipos de mioma no útero

Os tipos de mioma no útero vão depender da localização do tumor no órgão, podendo serem:

  • Subseroso: quando aparece na área mais externa do útero. Esse tipo de mioma pode pressionar a bexiga, provocando sintomas urinários. Se estiver na parte detrás do útero, pode pressionar o reto ou os nervos espinhais, provocando dores nas costas;
  • Intramural: quando surge dentro das paredes do útero. Caso seja muito grande, pode distorcer o formato do útero e levar a períodos prolongados de dor e pressão no local;
  • Submucoso: quando ele está na área interna, na cavidade uterina. Costuma causar sangramento menstrual por um longo período e pode ser um grande problema para as mulheres que estão tentando engravidar;
  • Pediculado: pode levar à torção de sua base e acarretar numa parada na circulação, o que provoca dor intensa e aguda, necessitando a cirurgia para que seja feita a sua retirada.

Causas do mioma no útero

tipos de mioma

As causas do surgimento do mioma no útero ainda não foram totalmente esclarecidas pela ciência. Em geral, quando ele surge, é por conta de algumas células do tecido muscular do útero que se multiplicam de maneira desordenada, o que leva ao tumor.

Apesar de não haver uma causa clara, sabe-se que os hormônios da mulher acabam influenciando sobre o desenvolvimento do mioma. Isso está claro porque os sintomas costumam aparecer na fase adulta e tendem a regredir depois da menopausa. Mulheres em terapia de reposição hormonal também podem registrar o aparecimento de miomas uterinos.

As que mais têm chances de desenvolverem miomas são aquelas que não possuem filhos e que têm uma alimentação rica em carnes vermelhas e pobres em vegetais diversos. Obesas e com histórico da mesma doença na família também são suscetíveis ao problema.

Sintomas do mioma no útero

Os sintomas podem variar de acordo com o tipo, a quantidade e o tamanho do mioma, sendo os mais comuns são:

  • Maior perda de sangue durante a menstruação, às vezes com coágulos;
  • Cólicas ou dores abdominais;
  • Período menstrual prolongado;
  • Aumento do volume do útero e da região abdominal;
  • Ida mais frequente ao banheiro para urinar ou incontinência urinária;
  • Sintomas relacionados à prisão de ventre;
  • Dores durante as relações sexuais;
  • Dificuldade para engravidar.

Diagnóstico e tratamento do mioma no útero

mioma no útero

Descobrir o mioma no útero vai depender da avaliação do ginecologista e da realização de ultrassom e demais exames de imagem, por exemplo, histeroscopia e histerossalpingografia, que verificam a cavidade do útero.

Mulheres com mioma no útero que desejam engravidar, mesmo que não apresentem sintomas, precisam receber um acompanhamento médico, a fim de saberem o andamento do problema, pois a presença desses tumores no útero pode provocar algumas complicações na gravidez, como abortos. Alterações na circulação e o aparecimento de inflamações também podem aparecer, nesses casos.

O tratamento para o mioma no útero é indicado no caso de mulheres que apresentam sintomas mais intensos, como muita dor ou menstruação abundante e prolongada, ou mesmo quando a mulher está tentando engravidar e não consegue.

O tipo de tratamento dependerá dos sintomas, do tamanho do tumor e do tipo de mioma que há em cada mulher, devendo ser orientado pelo ginecologista. Como, em geral, esse problema não apresenta muitos sintomas, é realizado apenas um acompanhamento, por meio de exames de rotina.

O tratamento para curar o mioma pode ser feito a partir de uma cirurgia ou com outros procedimentos orientados pelo ginecologista, como embolização ou mesmo cauterização da parede do útero – estancando-se o sangramento uterino.

O ginecologista pode recomendar, também, o tratamento a partir de remédios hormonais, por exemplo, a pílula anticoncepcional, a fim de impedir que o mioma cresça. Medicamentos anti-inflamatórios também podem ser ministrados para o paciente aliviar os sintomas, como é o caso do Ibuprofeno.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário