Microagulhamento ou botox? Qual é melhor? Como escolher?

Está buscando um procedimento estético que te ajude a tratar as imperfeições faciais, mas não sabe como escolher? Microagulhamento ou botox? Confira, aqui!

A busca pela beleza e pelo bem-estar tem levado cada vez mais pessoas a procurarem algum tipo de tratamento estético, sobretudo os não cirúrgicos. Atualmente há vários procedimentos não invasivos no mercado, com resultados amplamente satisfatórios.

Microagulhamento e botox são dois tratamentos que têm sido muito procurados nos últimos anos, e muitas pessoas perguntam qual dos dois é melhor. A resposta vai depender do problema a ser tratado e dos objetivos que se quer alcançar. Entenda mais, a seguir.

O que é microagulhamento?

Microagulhamento ou botox

Microagulhamento é um procedimento estético que consiste em microperfurações da pele com agulhas metálicas finas. O objetivo é promover a indução de colágeno, elastina e outras fibras naturais da pele.

Seu princípio é parecido ao da acupuntura, mas com aplicação localizada, produzindo efeitos apenas na área tratada.

Benefícios

O tratamento é indicado contra cicatrizes, estrias, flacidez, envelhecimento da pele, calvície, melasma, etc. Entre os benefícios que o microagulhamento pode proporcionar estão:

  • Auxilia no combate às rugas e marcas de expressão, contribuindo para o rejuvenescimento da pele;
  • Clareia manchas da pele;
  • Ajuda a eliminar e suavizar estrias;
  • Diminui a dilatação de poros na pele;
  • Ajuda a eliminar as cicatrizes causadas por acne e por pequenas feridas.

[VEJA TAMBÉM: MICROAGULHAMENTO SERVE PARA MELASMA?]

Como funciona?

As microagulhas provocam pequenos ferimentos na pele. Esses ferimentos estimulam a regeneração da pele, bem como a produção de colágeno, elastina e outras substâncias.

O procedimento é feito com anestesia local, e deve ser realizado por um especialista da área em um local apropriado. Após o tratamento, a região afetada precisa de cuidados especiais, como o uso de filtro solar e pomadas cicatrizantes.

Esse tratamento não é indicado para pacientes que fazem uso de anticoagulantes, que estejam com a pele bronzeada ou com diagnóstico de câncer de pele na área a ser tratada.

O que é botox?

Microagulhamento ou botox

 

O botox é a abreviação para toxina botulínica, uma substância produzida pela bactéria Clostridium Botulinum, capaz de paralisar os músculos de uma determinada região, bloqueando a ação dos neurotransmissores responsáveis por levar as mensagens elétricas do cérebro ao músculo.

Essa técnica tem diversas aplicações na saúde, sendo útil para o tratamento de doenças como microcefalia, paraplegia, espasmos musculares e até mesmo para atenuar rugas faciais.

Benefícios

As possibilidades de tratamento com botox vão muito além da parte estética. Vejamos alguns dos benefícios que essa técnica pode proporcionar:

  • Controle do blefaroespasmo, que consiste em fechar os olhos de forma vigorosa e descontrolada;
  • Redução da sudorese em caso de hiperidrose ou bromidrose;
  • Correção do estrabismo ocular;
  • Controle do bruxismo e de espasmos faciais, conhecidos como tique nervoso;
  • Diminuição da cefaleia tensional;
  • Redução da salivação excessiva;
  • Promoção de um sorriso mais harmonioso, diminuindo a aparição da gengiva;
  • Controle da espasticidade em doenças neurológicas como microcefalia;
  • Diminuição da dor neuropática;
  • Relaxamento de uma contração muscular excessiva devido ao AVC;
  • Diminuição dos tremores em caso de Parkinson;
  • Combate à gagueira;
  • Atenuação de rugas profundas na pele;
  • Combate à dor lombar crônica e em caso de dor miofascial;
  • Tratamento da incontinência urinária.

Para tratamento estético, o botox é indicado contra rugas e expressões faciais.

Como funciona?

Microagulhamento ou botox

Com relação à parte estética, o tratamento com botox consiste na aplicação da toxína botulínica em determinadas regiões afetadas pela contração muscular ou pelas chamadas marcas de expressão, vincos que se formam na pele devido ao envelhecimento dela e ao movimento constante provocado pelos músculos faciais toda vez que nos expressamos.

Ao ser aplicado, o botox bloqueia os neurotransmissores, causando uma paralisia na região e impedindo a movimentação muscular. O efeito costuma durar, em média, 6 meses, devendo ser feita uma nova aplicação após esse período.

Somente um especialista da área (dermatologista ou cirurgião plástico) pode indicar e aplicar o botox. O tratamento não é indicado para grávidas, portadores de doenças neuromusculares, pessoas que fazem uso de anticoagulantes ou que têm alergia a qualquer substância presente na formulação da toxina.

Qual escolher?

As duas técnicas são capazes de gerar benefícios para quem as utiliza. Dado que o microagulhamento é um procedimento, sobretudo, estético, a comparação entre os dois procedimentos só pode ocorrer nesse campo.

A primeira diferença é na duração dos efeitos: enquanto o botox dura, em média, 6 meses, precisando de novas aplicações após esse período, o microagulhamento apresenta efeitos mais duradouros, pois provoca um estímulo natural na pele.

O botox é uma técnica pouco invasiva, com recuperação praticamente imediata. O microagulhamento, na maioria dos casos, requer anestesia local e cuidados com a região tratada, como aplicação de filtro solar e pomadas cicatrizantes.

A melhor maneira de escolher entre os dois é procurar um médico, que vai avaliar qual tratamento se adequa melhor aos objetivos de cada pessoa.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário