Laxante Natural – Como tomar? Principais Receitas

Confira aqui as melhores receitas de laxante natural e como tomá-lo corretamente. Será que emagrece? Saiba aqui todos os potenciais!

Existem vários tipos de laxantes no mercado, os quais combinam ingredientes ativos para causar vários efeitos, levando ao fim do ressecamento das fezes e, consequentemente, dos demais sintomas relacionados à prisão de ventre. Entre os tipos de laxante, há:

  • Com fibras alimentares: esse age no aumento das fezes e deve ser consumido com muita água;
  • Surfactantes: permite que a água e a gordura penetrem nas fezes, dando maior mobilidade a elas;
  • Laxantes lubrificantes e emolientes: esse laxante faz com que as fezes fiquem mais escorregadias, proporcionando a evacuação;
  • Laxantes salinos: esse tipo retém a água no lúmen intestinal, fazendo com que as fezes se tornem mais moles.

Em geral, o uso de laxantes não é recomendado para qualquer situação, pois o seu consumo sem acompanhamento pode causar outros tipos de problema e prejudicar a saúde. Além disso, o consumo frequente de laxantes pode piorar ainda mais a prisão de ventre. Por isso, médicos indicam a manipulação de laxantes apenas em situações muito específicas. Um exemplo é quando o paciente já está há uma semana sem conseguir ir ao banheiro ou quando as fezes estão muito ressecadas, exigindo do indivíduo muito esforço para evacuar.

Além disso, há um consenso médico de que o laxante só pode ser prescrito em casos de constipação crônica e não em ocasiões esporádicas e muito espaçadas. Por isso mesmo, muitas pessoas que possuem prisão de ventre leve a moderada não recebem a prescrição de laxante, pois os especialistas creem ser um medicamento muito forte para ser usado de forma indiscriminada. Então, para não sofrer com a constipação, mas também não ficar doente, é possível recorrer a opções caseiras.

Receitas caseiras de laxantes naturais

Há, na Internet, inúmeras receitas de laxantes caseiros que podem ajudar a resolver a sua dificuldade em ir ao banheiro e proporcionar mais bem-estar ao seu dia a dia. Para ajudar você nesse processo, apresentamos, a seguir, algumas receitas sugeridas por nutricionistas para combater a prisão de ventre e os problemas relativos ao ressecamento das fezes.

  1. Suco de beterraba com laranja

Esse suco deve ser consumido pouco antes das refeições principais, já que possui muitas fibras que ajudam no trânsito intestinal, proporcionando uma eliminação menos problemática das fezes.

Você precisará de meia beterraba crua e um copo de suco de laranja. Fatie a beterraba e bata-a no liquidificador junto com o suco. Beba 250 ml cerca de 20 minutos antes do almoço e do jantar, por três dias consecutivos.

Além da sua função de laxante natural, é possível desfrutar de todos os benefícios da beterraba.  e da laranja.

[ VEJA TAMBÉM: lista completa de alimentos ricos em fibras para dar um fim ao intestino preso]

  1. Suco de uva com linhaça

Esse líquido deve ser bebido todos os dias, em jejum, até o intestino começar a funcionar normalmente. A partir daí, você deverá reduzir a quantidade de vezes a tomar o suco, seja consumindo dia sim, dia não, ou apenas duas vezes por semana. Essa medida é para que a prisão de ventre não retorne.

Você precisará de um copo de suco de uva natural, elaborado com as sementes das uvas, além de uma colher de sopa de linhaça. Leve os dois ingredientes ao liquidificador e bata-os até que a mistura fique homogênea. Beba logo em seguida – caso não tenha linhaça, você poderá substituir por sementes de girassol ou de chia.

Resultado de imagem para suco de uva com linhaça

  1. Suco de ameixa preta, laranja e mamão

Por ser muito rica em fibras, a ameixa seca é uma das frutas mais indicadas para combater a dificuldade de evacuar. A fruta vai ajudar no bom funcionamento do intestino, de forma suave e sem contraindicações. O mamão também é uma fruta muito conhecida por “soltar” o intestino, assim como a laranja com bagaço, que é riquíssimo em fibras.

Você precisará de 1 copo com água e 4 ameixas pretas sem caroço. Coloque as ameixas no copo de água e deixe-as de molho durante toda a noite. De manhã, bata as ameixas com a água e acrescente 1 fatia de mamão e meia laranja com bagaço. Bata bem e tome sem coar, em jejum.

  1. Chá de sene

Este chá é bastante conhecido por ser um poderoso laxante, com ação parecida à alguns laxantes comerciais.

O sene ajuda a estimular o músculo do cólon e possui derivados antraquinônicos, que aliviam a constipação. Seu efeito surte de 6 a 10 horas após o consumo, por isso é recomendado tomar a noite, assim, ao acordar, você já consegue ir ao banheiro.

Os ingredientes são bem simples: um copo de água e uma colher de sopa de folhas secas de sene. Leve ao fogo a água e a erva até que a mistura ferva. Em seguida, retire, coe, deixe esfriar e tome, assim que possível. É recomendado não tomar esse chá por mais de 10 dias. 

Por ter ação muito forte, pode causar gases e desconfortos abdominais. Uma dica para que isso não ocorra é fazer o chá mais “fraco” (conforme instruções acima ou com um pouco mais de água) ou então misturá-lo a outros chás mais calmantes como erva doce, melissa, hortelã.

Mulheres grávidas ou em período menstrual devem evitar esse chá, pois ele causa cólicas.

 

Além dessas receitas de laxantes naturais, há certos alimentos que ajudam o intestino a funcionar melhor, como:

  • Frutas com casca e bagaço;
  • Verduras e legumes preferencialmente crus;
  • Aveia;
  • Chia e linhaça;
  • Água;
  • Cereais integrais.

Se você sofre com o intestino preso, aposte nesses alimentos diariamente e nos laxantes naturais quando achar necessário. Se não funcionar, é hora de procurar um médico, pois a prisão de ventre é algo que atrapalha muito a qualidade de vida de quem a possui, por isso é importante ser tratada o quanto antes.


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário