Lavanda – Usos, Benefícios, Contraindicações e Cuidados

Você sabia que a lavanda não serve apenas para aromatizar ambientes? Essa planta também é ingrediente de medicamentos e receitas culinárias! Confira, aqui!

Lavanda é um pequeno arbusto do gênero lavandula, também conhecida em alguns países como Alfazema.  Essa planta, originária das regiões ao redor do Mediterrâneo (sul da Europa e norte da África), é muito conhecida tanto pelo seu uso medicinal na área de cosméticos.

A planta costuma florescer no verão, mas as folhas utilizadas nos fins terapêuticos são colhidas, no hemisfério norte, nos meses de julho e agosto. O óleo essencial, seu principal produto, só é extraído das folhas recém-colhidas.

Há várias espécies diferentes, das quais a mais utilizada é a lavanda angustifolia. Essa planta normalmente é utilizada para fins medicinais, aromaterapia ou na composição de cosméticos. Vejamos alguns dos benefícios e usos dela, a seguir, no Quero Viver Bem!

Usos da lavanda

Lavanda

Calmante

A lavanda tem propriedades que ajudam a estabilizar o sistema nervoso, diminuindo a ansiedade e amenizando o estresse. Assim, a planta também contribui no controle do ciclo do sono, proporcionando uma noite mais tranquila e reparadora.

Prepare uma infusão com folhas da planta e uma xícara de água quente. Coe e beba três vezes ao dia.

Antisséptico e cicatrizante

A ação antisséptica da lavanda é indicada para curar e cicatrizar feridas, dermatites, micoses e herpes.

Basta pingar duas gotas do óleo essencial sobre o ferimento.

Anti-inflamatório

O óleo essencial de lavanda está relacionado aos seus efeitos anti-inflamatórios. Por isso, a planta é excelente no tratamento de queimaduras, inflamações e psoríase.

Hidratante e óleo para massagens

O óleo da lavanda é excelente para hidratar, massagear e regenerar as células da pele, afastando o estresse e relaxando o corpo.

Pode ser usado puro ou misturado em pequenas quantidades com outros óleos, como óleo de amêndoa doce. Experimente, também, adicionar o óleo em sua água de banho para ajudar a acalmar o corpo após um longo dia.

Inalador

Fazer inalações utilizando o óleo essencial de lavanda pode ajudar no tratamento de rinites e sinusites. É muito simples, basta despejar 5 gotas de óleo essencial de lavanda em uma panela com um litro de água fervente e uma colher de chá de bicarbonato de sódio. Mexa e respire a fumaça, cobrindo sua cabeça com uma toalha para não dispersar o vapor.

Benefícios da lavanda

Lavanda

Alivia dores reumáticas

O óleo da lavanda, quando utilizado como compressa, ajuda no tratamento de dores reumáticas que atingem articulações, aliviando cãibras e reduzindo a tensão muscular.

Melhora a digestão

A lavanda possui propriedades digestivas e antiespasmódicas. Desse modo, a planta funciona no sentido de melhorar a digestão e eliminar os gases intestinais que, para muitos, são um grande incômodo.

Para esse tratamento natural, basta preparar a bebida com uma colher de sobremesa em uma xícara de água fervida. Espere a infusão agir por 10 minutos, coe o líquido e beba sempre após as refeições.

É anticaspa

Uma das muitas utilidades do óleo essencial de lavanda diz respeito ao tratamento da caspa. Massagear o couro cabeludo regularmente utilizando o óleo essencial de lavanda ajuda a ativar a circulação sanguínea e auxiliar no combate à caspa.

Perfuma o ambiente

O uso da lavanda é altamente indicado para perfumar o ambiente, além de ajudar a afugentar traças e outros insetos e manter essas pragas longe dos móveis.

É desodorante natural

Uma dica muito legal é fazer um desodorante natural com a lavanda. Basta adicionar o óleo de lavanda na água que você lava a roupa, para eliminar a bactéria que causa o mau odor.

Você também pode borrifar um pouco do óleo na secadora para espalhar um aroma floral em suas roupas.

Além de tudo disso, as inúmeras propriedades da lavanda permitem seu uso para tratar várias outras situações de saúde, tais como problemas de pele, acne e pé-de-atleta; problemas respiratórios, como asma, gripe e tosse; cólicas abdominais e TPM, entre outros problemas.

Por ser bactericida e fungicida pode ser utilizada até na limpeza da cada. Para isso, basta acrescentar 20 gotas do óleo a cada 500ml de água utilizada para a limpeza – de quebra, você perfuma a casa.

Em algumas regiões, sobretudo no sul do país, a lavanda também é utilizada, em pequenas quantidades, em chás, bolos, sorvetes, etc.

Lavanda

Contraindicações e cuidados

Grávidas, lactantes e pessoas que sofrem com úlceras gástricas não devem fazer uso da planta. Também é bom evitar seu consumo prolongado, pois pode ter efeito depressivo.

Utilize com moderação, principalmente com relação à ingestão do óleo, e se sentir algum efeito colateral suspenda o uso e procure um médico.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário