Kiwi – Benefícios, Tabela nutricional, Como consumir e Contraindicações

Que o kiwi é uma fruta muito saborosa isso todo mundo sabe, mas você conhece os benefícios dela? Confira, aqui no QVB, a tabela nutricional completa!

O kiwi (Actinidia deliciosa) é uma fruta da família Actinidiaceae, originada na China, mas é o símbolo nacional da Nova Zelândia. Desenvolve-se melhor em climas temperados, por isso, no Brasil, o kiwi é cultivado na região sul.

Aqui, ele chegou em 1971 e seu consumo cresce a cada ano, principalmente após a introdução do kiwi gold, variedade mais adocicada, que conquistou o paladar dos brasileiros, mas que é mais susceptível a doenças.

A trepadeira que dá este fruto é chamada de kiwiziero.  A casca da fruta é peluda e amarronzada, o que lhe dá um aspecto exótico. A polpa é carnuda e suculenta, com coloração entre o amarelo e o verde, com pequenas sementes pretas, que podem ser ingeridas. Devido à coloração brilhante de sua polpa, o kiwi também é utilizado como decoração em buffets.

Kiwi

10 Benefícios do kiwi

Confira, abaixo, 10 benefícios desta fruta que possui alto valor nutricional e é utilizada para o tratamento de certas doenças que acometem o ser humano.

É fonte de antioxidantes

O kiwi é uma das frutas que possui maior concentração de antioxidantes, como a vitamina C. Elas são substâncias que protegem o organismo da ação dos radicais livre, elementos que causam envelhecimento e câncer.

Para se ter uma ideia, o kiwi possui duas vezes mais vitamina C do que a laranja.

Combate a depressão e a ansiedade

Esta fruta também conta com uma alta concentração de potássio, elemento mineral ansiolítico, que combate doenças como a depressão e ansiedade.

É amiga do coração

A ingestão do kiwi pode levar ao aumento da taxa de colesterol bom (HDL) no organismo, além de controlar o nível de triglicerídeos, fator que está atrelado a doenças cardiovasculares.

Além disso, o nível de angiotensina é diminuído com o consumo regular da fruta. Esse elemento é encontrado em altas concentrações em pessoas com problemas cardíacos, pois desencadeia o estreitamento dos vasos sanguíneos e aumenta a pressão arterial.

Controla a pressão arterial

A pressão arterial é controlada pela ingestão de kiwi quando consumido semanalmente, devido à atuação de polifenóis, magnésio e vitamina C.

Auxilia no funcionamento do intestino

O kiwi é rico em fibras que promovem a retenção de água, o que auxilia na formação do bolo fecal, melhorando o funcionamento do intestino e agindo como laxante natural. Além disso, ele possui actinidina, uma enzima que facilita na absorção de proteínas.

Pesquisas sugerem que o consumo de dois kiwis por semana, durante quatro semanas, melhora os movimentos de evacuação de pessoas com constipação.

Kiwi

Trata a asma

Por possuir vitamina C, o consumo de um ou dois kiwis por semana tem mostrado ser benéfico para melhorar o funcionamento do pulmão de pacientes com asma.

É amigo dos diabéticos

O kiwi apresenta baixo índice glicêmico, isto é, libera o açúcar no sangue vagarosamente, além de não possuir gordura e contar com pouquíssimo carboidrato. Assim, diabéticos podem se beneficiar deste alimento.

Auxilia no emagrecimento

Por ter baixo valor calórico, alta taxa de fibras, baixo índice glicêmico e ser composto de 90% de água, esta fruta pode ser consumida por pessoas que querem emagrecer.

É fonte de folato (vitamina B12)

O kiwi apresenta 10% da recomendação diária de folato, vitamina essencial para o desenvolvimento de bebês. Por isso, também é indicado para grávidas, pois evita a formação de fetos com problemas congênitos.

Além disso, pessoas que seguem dietas sem carne podem ter dificuldade em ingerir as quantidades ideais deste nutriente. Assim, veganos e vegetarianos podem se beneficiar com o consumo da fruta.

Tabela Nutricional

100 gramas de kiwi apresentam 61 kcal, 14 gramas de carboidratos, 2 gramas de fibras, 1 grama de proteína, 0 gordura, 98 mg de vitamina C, 332 mg de potássio, 40 mg de fósforo, 30 mg de magnésio, 23 mcg de folato, entre outros nutrientes.

 

Dicas de consumo

Kiwi

O kiwi é colhido entre os meses de abril e maio, sendo a época ideal para consumi-los. É importante lembrar que eles duram entre 6 a 8 semanas, quando colhidos antes de amadurecer.

Esta fruta deve ser preferencialmente consumida in natura, mas pode também ser adicionada em granolas, iogurtes e receitas de doces, como bolos e pavilovas – esta última receita típica da Nova Zelândia.

Além disso, ela é empregada como amaciador de carne, devido à sua acidez, e também em receitas de drinks, como caipirinhas e saquerinhas.

Para obter os benefícios citados acima, cada função exige uma quantidade ideal. Por exemplo, para se ter uma elevação do HDL no organismo, é sugerida a ingestão de uma unidade por semana – verifique com o seu médico a quantidade exata ao seu caso.


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário