Isolamento social – O que é? Causas, Sintomas e Tratamentos

Você sabe o que é o isolamento social? Descubra, no QVB, quais as causas, os sintomas e as formas de tratamento dessa síndrome que pode virar doença grave!

Isolamento social é uma condição sociocultural muito comum nos dias atuais, podendo acarretar prejuízos ao ser humano, especialmente em relação ao seu comportamento.

Inclusive, sabe-se que tal fenômeno tem a capacidade de provocar alterações cerebrais. Por isso, entenda o que é isolamento social, suas causas, seus sintomas e outras informações para exemplificar a situação e trata-la, tudo isso só aqui, no Quero Viver Bem!

Isolamento social

O que é isolamento social?

Isolamento social é um comportamento que se caracteriza pela falta de interação entre um indivíduo e a sociedade, seja ela voluntária ou involuntária. Esse fenômeno pode ser parcial ou total, dependendo dos motivos e da gravidade do problema que o indivíduo possui.

A condição pode envolver tanto alguns indivíduos ou grupos sociais (chamado de isolamento grupal). Embora seja normal uma pessoa passar por alguma necessidade a ponto de se isolar dos demais, em algum momento da vida, essa atitude pode virar algo problemático quando durar mais do que o normal ou for indefinida.

Além do mais, a situação deve ser vista como grave quando o indivíduo acometido não mantém mais contato com outras pessoas.

Vale frisar que nem sempre um indivíduo irá apresentar um quadro de isolamento social da mesma forma que outro, pois a natureza é diferente.

Quais são as causas do isolamento social?

Isolamento social

Existem muitas razões para que uma pessoa comece a se isolar socialmente. Os fatores mais comuns são doenças físicas e mentais, especialmente condições como a depressão.

Acontecimentos traumáticos podem fazer com que um indivíduo se isole da sociedade. Atualmente, o bullying é um dos maiores causadores de problemas psicológicos, e um dos sintomas é justamente o isolamento social.

Transtorno de Ansiedade Social e Estresse Pós-traumático também são duas causas patológicas associadas à condição.

O isolamento social não é visto como um sofrimento pelo indivíduo em outras condições, como na esquizofrenia e no autismo – é basicamente uma consequência indolor para o doente, mas sentida pelas pessoas que com ele convivem.

Ideologias sociais e religiosas também podem influenciar o isolamento social, como é o caso de freiras e monges que vivem em monastérios.

Sintomas do isolamento social

Como comentado, há casos em que o isolamento social acontece por questão de desejo do indivíduo, seja por ideológica, seja por religião. O isolamento involuntário é aquele que faz a pessoa sofrer, principalmente por estar atrelado a doenças mentais ou físicas.

Além da questão de evitar o contato com a sociedade, de um modo geral, uma pessoa que sofre de isolamento social pode ter outras manifestações clínicas, como:

  • Indiferença;
  • Diminuição das funções mentais;
  • Desenvolvimento de problemas psiquiátricos;
  • Problemas de atenção e de tomada de decisões;
  • Dificuldade na aprendizagem;
  • Sensação de “lerdeza” e lentidão, justamente pela falta de estímulos adequados.

Especialmente em quadros de patologia mental, o isolamento social pode evoluir para sintomas mais graves, como desnutrição ou doenças que podem levar à morte.

Isolamento social

Exemplos de isolamento social

O conceito de isolamento social está mais relacionado às minorias, isto é, idosos, obesos e negros, por exemplo.

É basicamente um problema bem comum para grupos marginalizados, que não são capazes de exercer sua cidadania de forma plena, sendo excluídos por algum determinado motivo.

Algum problema que ocorreu na infância de uma pessoa assim, dentro do âmbito familiar, por exemplo, também pode ser um fator de desenvolvimento do isolamento social.

Os adolescentes são um grupo que está bastante ligado ao conceito de isolamento social, afinal, hoje em dia, a rejeição da sociedade por causa de aparências, classes sociais e deficiências é enorme.

Por essas razões, os adolescentes podem começar a se isolar naturalmente e desenvolver questões psicológicas de saúde.

Tratamento do isolamento social

O isolamento social deve ser tratado com cautela e com o intuito de evitar o surgimento de consequências.

Na realidade, a ideia é entender se uma pessoa com isolamento social tem interesse em sair desse problema, afinal, quando ela mesma não se vê empenhada nesse quesito, o tratamento pode ser em vão.

Atualmente, na reversão de quadros de isolamento social há várias terapias, tratamentos psicológicos e psiquiátricos.

É necessário que o indivíduo se sinta encorajado a fazer pequenos contatos sociais, mas que estes estejam acompanhados de alguma atividade que o próprio indivíduo goste.

Práticas simples, como a adoção de uma alimentação saudável, a prática de exercícios físicos, a meditação e o relaxamento, são estratégias interessantes.

De preferência, a pessoa isolada socialmente precisaria se “abrir” com alguém que confia, ou seja, conversar e desabafar para auxiliar nesse tratamento.

Medicações podem vir a ser usadas em casos de depressão ou outras enfermidades decorrentes do isolamento social.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário