HPV: O que é? Formas de contágio e se como prevenir

HPV é a abreviação de Human Papiloma Virus (Vírus do Papiloma humano em português), sendo a infecção sexual mais comum. O HPV é, na verdade, um grupo com mais de 150 vírus relacionados, sendo que cada vírus  desse gigante grupo recebe um número, denominado “HPV tipo 1, 2” etc.

Pesquisas revelaram que mais da metade das pessoas que possuem uma vida sexual ativa um dia contrairão o vírus HPV. Somente no Brasil, aproximadamente 55% dos jovens com idade de 16 a 25 anos possuem a doença, com cerca de mais de 2 milhões de casos por ano. Entenda mais sobre essa doença:

Entendendo HPV detalhadamente

HPV: O que é? Formas de contágio e como prevenir.

Após contrair o vírus, ele fica instalado no organismo e só se manifesta quando o sistema imunológico está enfraquecido. Os sintomas do HPV só começam a aparecer de 2 meses a 2 anos, entretanto, antes dos sintomas, a pessoa já está com o vírus, podendo infectar outros parceiros. Na verdade, estima-se que apenas 5% das pessoas infectadas pelo HPV manifestam os sintomas.

Além disso, o vírus pode ficar latente no organismo por até 15 anos. O principal sintoma para a presença de HPV é o surgimento de verrugas genitais. Essas verrugas, geralmente, surgem como uma pequena protuberância ou em grupos de solavancos localizados na área genital. Podem variar de tamanho, bem como serem elevadas ou planas e, até mesmo, em forma de couve flor.

De qualquer forma, sempre é preciso a consulta com um profissional de saúde, a fim de diagnosticar as verrugas, após análise da área genital.

Quais as principais formas de HPV?

Como já dito, existem mais de 150 tipos diferentes de HPV, sendo que maioria deles não causam problemas maiores. Entretanto, alguns podem gerar verrugas, estando, também, ligados ao desenvolvimento do câncer.

O mais comum entre as mulheres é o câncer de colo do útero, sendo estimado que mais de 95% dos casos desse tipo de câncer estão ligados ao vírus HPV.

Os tipos mais comuns da doença são:

  • HPV Tipos 1 e 2: esses são comuns por causarem verrugas. Infectam, normalmente, a pele, especialmente mãos, rosto e pés, podendo serem passados de um local para outro do corpo ou até de pessoa para pessoa pelo contato;
  • HPV Tipos 6 e 11: afetam mais as mulheres e são responsáveis por 90% das infecções na área genital. São os causadores das verrugas conhecidas como condilomas acuminados na região do ânus, da vulva e do pênis;
  • HPV Tipos 16, 18, 31 e 45: são os mais agressivos, relacionados ao surgimento de câncer de pênis, vulva, ânus e cólon do útero.

HPV: formas de contágio e como se prevenir

HPV: O que é? Formas de contágio e como prevenir.

A transmissão de um vírus HPV pode ocorrer pelo simples contato de pele com pele, mas o método mais comum de contrair esse vírus é pelo sexo desprotegido. O uso de preservativo é muito importante, não só para evitar gravidez indesejada, mas, também, para se proteger de doenças como essa.

Não há comprovação de que HPV pode ser transmitida pelo compartilhamento de objetos, vaso sanitário, piscina ou roupas íntimas, sendo preciso que haja o contato direto com a pele ou mucosa infectada para contrair a doença.

Já as formas de prevenção contra HPV são:

  1. Tomar a vacina de proteção;
  2. Praticar sexo seguro, usando preservativos;
  3. Não praticar sexo quando visualizar verrugas suspeitas no local;
  4. Evitar ter muitos parceiros sexuais.

Outras informações importantes

Em síntese, os pontos importantes sobre HPV são:

  • Não há cura para quem contrai HPV, mas há vacinas seguras e efetivas, que são recomendadas para aplicação desde os 11 ou 12 anos de idade;
  • HPV pode ser contraída também pelo sexo oral ou anal;
  • Na maioria dos casos, a doença desaparece sozinha e não causa nenhum problema à saúde. Mas, quando o HPV não desaparece, pode causar verrugas genitais e alguns tipos de câncer;
  • Em alguns casos, o HPV pode ser transmitido durante o nascimento de um bebê, causando infecções genitais ou respiratórias;
  • A maioria dos homens e das mulheres em fase adulta vão entrar em contato com o vírus HPV em algum momento da vida;
  • Não há tratamento para o vírus, mas sim para que os sintomas não apareçam.

O HPV é um tipo de vírus muito comum, mas que pode causar sérios problemas. Se você percebeu alguma alteração, procure um ginecologista, urologista ou proctologistas, o mais breve possível!


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe um Comentário