Granola – É mesmo saudável?

Em muitas dietas (principalmente de emagrecimento), a granola é uma das “estrelas”, sendo bastante usada para acompanhar o leite, iogurte e frutas. Mas será mesmo que é uma boa opção?

Tudo vai depender da composição, ou seja, dos ingredientes escolhidos para fazer a granola. No mercado podemos encontrar diversas opções.

É preciso saber como escolher um produto realmente saudável, como consumi-la e outras informações que vamos compartilhar a seguir:

granola como consumir

Tabela nutricional da granola

Antes de tudo, é preciso saber que não há uma composição específica para a granola. Ela é composta por vários ingredientes, que podem variar de marca para marca. No geral, esse tipo de alimento possui um mix de cereais, sementes e oleaginosas, portanto faz muito bem ao corpo.

Os valores podem variar, mas se você olhar a tabela nutricional de uma granola, provavelmente, encontrará, entre outros nutrientes:

  • Carboidratos;
  • Proteínas;
  • Fibras;
  • Ferro;
  • Vitamina B;
  • Cálcio;
  • Magnésio;
  • Zinco.

Como escolher uma granola saudável de verdade?

Como há uma variedade muito grande de tipos de granola, você encontrará no mercado diversas opções, que vão desde as mais saudáveis até as mais “enganadoras” – as que fazem você sentir que está comendo bem, quando, na verdade, está apenas se entupindo de açúcar.

Antes de escolher seu produto, dê uma olhada na lista de ingredientes. Eles são listados em ordem — os primeiros a aparecer são os que estão presentes em maior quantidade. Ou seja, os primeiros ingredientes da lista devem ser os cereais. Evite aqueles produtos nos quais o açúcar aparece em segundo ou terceiro lugar, o que é muito comum, sendo que os diabéticos devem optar pelas versões diet.

Cuidado também para não escolher uma granola que tenha pouco ou nenhum açúcar, mas que contenha muita gordura ruim como óleos vegetais.

Como consumir?

Uma das grandes vantagens da granola é que ela é um alimento muito versátil e que pode ser consumido de várias maneiras – seja em um iogurte, com frutas, em vitaminas e até em pratos salgados, como em saladas. Você pode abusar da sua criatividade e usar o ingrediente em diversas refeições diferentes em seu dia a dia.

 

granola como comer

Granola ajuda a emagrecer?

O objetivo da granola é ajudar a emagrecer, mas é preciso ter cuidado para que o alimento não lhe sabote. Por ser muito nutritiva e cheia de bons ingredientes, a granola fornece muita energia e, consequentemente, mais disposição para praticar atividades físicas.

Ao mesmo tempo, graças às suas fibras e a outros elementos, ela fornece muita saciedade. Isso faz com que seja necessária uma menor quantidade de alimentos para sentir-se satisfeito, ajudando mais uma vez no processo de emagrecimento.

Porém, a ela também é muito calórica e, se não consumida com moderação dentro de uma dieta balanceada, é mais provável que ela facilite seu ganho de peso ao invés de lhe ajudar a emagrecer. Para garantir a qualidade do produto você também pode optar por fazer a sua granola caseira. Para isso você só precisa misturar os seguintes ingredientes:

granola caseira

Para fazer, pegue uma panela ou frigideira (se for anti aderente, melhor) e coloque um pouco de óleo de coco. Quando estiver quente, jogue a aveia e “refogue” até que ela fique crocante. Depois, coloque o mel (com moderação para não extrapolar nas calorias!) e misture bem. Desligue o fogo e adicione os demais ingredientes. Espere esfriar e está pronto! Você pode colocar os “adicionais” da imagem acima que mais gostar, além de canela, linhaça, coco sem açúcar, nibs de cacau, entre outros. Para a granola salgada, é só não colocar o mel e ingredientes doces (damasco, uva passa), adicionar um pouquinho mais de sal e temperos como orégano, cheiro verde desidratado, ou o que preferir. Fica uma delícia!

 

A granola é um alimento que possui diversos nutrientes e vitaminas, por isso oferece vários benefícios à saúde. Se estiver presente em seu plano alimentar diário, combinada com uma alimentação balanceada, ela pode ajudar no funcionamento do intestino, dar mais energia e aumentar a saciedade. Para isso, é só saber escolher qual comprar ou fazer a sua própria granola!


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Estrela2  Estrelas3  Estrelas4  Estrelas5  Estrelas (Ainda sem avaliações)
Loading...

Quem Leu Este Artigo também costuma ler:

Deixe um Comentário