GH – Para que serve? Benefícios, Como usar, Indicações e Contraindicações

GH é o nome de um hormônio de crescimento muito importante para todo o ser humano. Produzido pela glândula hipófise – que está localizada na base do crânio –, tal hormônio serve para proporcionar o crescimento físico.

A deficiência na produção do GH pode causar nanismo (estatura muito baixa), enquanto que o seu excesso pode provocar acromegalia (crescimento exagerado de nariz, orelhas, mãos e pés).

Por isso, a reposição de GH deve ser feita com cautela pelo médico em casos de deficiência. Entenda mais sobre o produto, agora!

Benefícios do GH

GH

O hormônio de crescimento GH vem do Inglês Growth Hormone, definido como uma proteína altamente anabólica.

Isso faz com que ela seja fundamental para o ganho de massa muscular. Além de que se torna parte essencial de vários processos metabólicos e no crescimento de vários tecidos, como o muscular.

O GH tem interessantes benefícios para o corpo humano, como:

  • Crescimento, como já foi mencionado;
  • Manutenção da densidade óssea;
  • Aumento da queima de gordura corporal;
  • Estímulo à lipólise;
  • Estímulo ao aumento da massa muscular e da força;
  • Manutenção da massa muscular,

Adultos com deficiência em GH veem a reposição desse hormônio como algo benéfico também para a melhora da capacidade física e da qualidade de vida como um todo.

Embora traga consequências positivas no tratamento de obesidade, redução do processo de envelhecimento e desempenho físico, o GH não deve ser visto como uma medicação.

Nesses casos, tal reposição é altamente contraindicada, pois não é totalmente segura. Por curiosidade, o uso no esporte para esses fins é visto como ilícito.

Como usar reposição de GH?

GH

O uso de reposição do GH é um tratamento importante, mas que acontece somente sob acompanhamento médico. Não existe uma idade limite para o uso de GH, pois se preza que a criança atinja a estatura final desejada. E, infelizmente, não há nada que indique o quanto isso pode demorar: somente seu organismo com sua idade óssea e velocidade de crescimento.

Certos casos podem exigir o uso de GH pelo resto da vida, como: deficiência do hormônio desde os primeiros anos de vida ou para aqueles que desenvolveram a deficiência após um tumor na glândula hipófise.

A forma de utilização é por meio injetável, com aplicação subcutânea (pode acontecer tanto em coxa, braço, abdômen ou quanto nádega).

O tratamento de GH para crescimento dura conforme a causa da baixa estatura, bem como da resposta que o paciente está emitindo e da própria presença de cartilagens de crescimento.

Por exemplo, em uma criança com diagnóstico de deficiência de GH desde seus primeiros anos de vida, o tratamento provavelmente se manterá por vários anos até que se atinja a vida adulta.

O tratamento de GH pode ser interrompido quando a resposta não for aquela almejada ou ainda quando há efeitos colaterais.

Indicações e contraindicações

GH

O uso do GH, quando visa a reposição deste hormônio, é indicado para quem sofre com a sua deficiência.

Além disso, ele também pode ser indicado para situações de doenças em que a reposição de GH está relacionado com melhorias no crescimento, por exemplo:

  • Certas doenças genéticas;
  • Crianças pequenas para a idade gestacional;
  • Insuficiência renal crônica em crianças ou adolescentes;
  • Pessoas com tumor na glândula hipófise;
  • Síndrome de Prader-Willi;
  • Síndrome de Turner.

Vale lembrar que a medicação de GH só será uma opção quando há comprovações dos reais benefícios com o seu tratamento. O GH em reposição não foi feito para propósitos estéticos.

Ainda, as alternativas de tratamento irão depender do que ocasionou o crescimento inadequado – existem dezenas de causas, entre as quais: anemia e hipotireoidismo.

Caso não haja doença, a dica é promover uma vida mais saudável com alimentação equilibrada, exercícios físicos e quantidade suficiente de sono.

De forma ideal, o uso terapêutico de GH só será feito a partir da indicação de um médico endocrinologista ou endocrinologista pediátrico. Claro que qualquer médico pode fazer a prescrição de GH, mas o tratamento exige a supervisão de um profissional.

Existem casos em que o tratamento de GH é extremamente contraindicado:

  • Pacientes aguda e criticamente enfermos por alguma complicação causada por cirurgia cardíaca, cirurgia de abdômen, trauma acidental múltiplo ou insuficiência respiratória aguda;
  • Pacientes com crescimento não controlado de tumores intracranianos benignos;
  • Pessoas com retinopatia diabética;
  • Portadores de diabetes descompensada;
  • Portadores de neoplasias (tumores) malignas em atividade.

Conhece alguém que faz tratamento para aumentar os níveis de GH no organismo? Relate para a gente!


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário