Figo – Benefícios, Tabela nutricional, Consumo e Contraindicações

Você sabe quais as propriedades do figo? Confira, aqui no Quero Viver Bem, informações completas a respieto desta fruta tão saborosa!

O figo é originário da Ásia, sendo utilizado desde a antiguidade pelos seres humanos. No Brasil, foi introduzido pelos portugueses no século XVI. No entanto, ao contrário do que se pensa, o figo não é uma fruta propriamente dita, mas flores invertidas.

Suas flores se abrem dentro de uma vagem, que é polinizada por uma vespa específica, e então amadurece, se tornando o fruto que consumimos. Assim, estamos consumindo uma infrutescência, ou seja, vários frutos.

A família do figo é a Moracea e sua árvore é chamada de figueira. A casca de seu fruto varia entre o verde e o arroxeado, a polpa é delicada, e pode ser encontrado tanto em receitas doces quanto salgadas, apesar de possuir sabor adocicado. Por essa razão, o figo era utilizado como adoçante antes da criação do açúcar refinado e dos adoçantes químicos.

Figo

Benefícios do figo

Os figos possuem, naturalmente, bastante concentração de açúcares (frutose), minerais e fibras. Confira, abaixo, alguns dos benefícios deste alimento.

Fortalece a imunidade

Os figos são fontes de flavonoides e antioxidantes, como a vitamina C, o caroteno, a luteína e os taninos. Esses compostos melhoram a imunidade, ajudando a combater doenças infecciosas e, até mesmo, o cansaço.

Quando maduro, o figo aumenta ainda mais seu teor de vitamina C, portanto o consumo nessa fase é mais apropriado para aqueles que querem se beneficiar deste nutriente.

Faz bem para o sistema digestivo

Este fruto é rico em pectina, uma fibra solúvel que estimula a regularidade do intestino, tendo efeito levemente laxativo. Possui, também, prebióticos, que estimulam a presença de bactérias auxiliares no bom funcionamento do intestino.

Além disso, pode ser utilizado por pessoas em emagrecimento, pois dá sensação de saciedade, quando consumido nos intervalos entre as refeições.

Combate o colesterol

A combinação dos altos teores de fibra e antioxidantes já mencionados, somado aos ácidos graxos, faz do figo um bom alimento para diminuir os níveis de colesterol LDL (ruim).

No entanto, a ingestão, nesse caso, deve ser das folhas da figueira, pois os teores de ácidos graxos são maiores nessa região.

Controla a pressão arterial

A alta taxa de potássio do figo ajuda e diminuir os níveis de sódio que ingerimos, controlando a pressão arterial.

Faz bem para a pele

Além desses benefícios, os antioxidantes presentes no figo ajudam a melhorar a aparência da pele, pois combatem os radicais livres e possuem ação anti-inflamatória, prevenindo o aparecimento da acne.

É fonte de vitaminas do complexo B

O figo também é uma boa fonte de vitaminas do complexo B, como a niacina e os folatos, os quais atuam no metabolismo de carboidratos, proteínas e gorduras.

[LEIA TAMBÉM: APRENDA, AQUI, SOBRE AS PROPRIEDADES DO FIGO!]

Figo

Tabela nutricional do figo

Confira a tabela nutricional para porção de 100 gramas de figo cru:

Como consumir?

O figo pode ser consumido in natura, com a casca, ou ainda processado ou adicionado em receitas, que podem ser doces ou salgadas, como saladas, tortas, molhos, ou até combinado a presunto parma.

As melhores épocas para comprá-lo são entre novembro e abril. Os figos em compotas possuem período de validade maior, porém possuem uma grande quantidade de açúcar, não sendo interessante seu consumo com frequência.

Para conservar o fruto que não está maduro, deixe-o em temperatura ambiente, sem exposição direta ao sol. Quando maduro, leve-o à geladeira por até dois dias, no máximo.

Já o figo seco pode ser guardado dentro ou fora da geladeira.

Figo

Contraindicações

Figos contêm altas taxas de oxalatos, que podem ter grande efeito laxativo, se consumidos exageradamente. Além disso, como o figo é uma infrutescência que depende de uma vespa em específico para se tornar fruto, algumas pessoas que não consomem nada animal podem recusar a sua ingestão.

 


Referências utilizadas neste conteúdo:

https://www.bbcgoodfood.com/howto/guide/health-benefits-figs


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário