Ficar muito tempo sentado dá fome? Veja aqui informações completas

Hoje em dia, ficar sentado muito tempo é cada vez mais comum, mas não é da natureza do ser humano o sedentarismo. Essa prática foi incorporada pelo homem, que era até então nômade (ou seja, mudava de território em busca de alimento), com a descoberta da prática agrícola, proporcionando uma maior facilidade em conseguir alimentos.

Hoje, não temos mais esse problema, pois quase todos os territórios do globo já estão ocupados e não precisamos mais caçar para conseguir nos alimentar. No entanto, o sedentarismo apresenta sérios riscos para a sociedade, especialmente em relação à saúde.

O mais grave, entretanto, é que é praticamente impossível evitar, com a lógica do funcionamento de trabalho que existe, estar sentado o dia todo. Inclusive, nossa sociedade criou uma ideia de que estar de pé é algo negativo, por isso, o seu chefe, quando vê você fora da sua mesa de trabalho, irá se zangar com isso.

Por conta dessa prática estranha ao nosso instinto primitivo, nosso corpo envia sinais de que não está tudo bem. Uma das reclamações realizadas por quem passa o dia inteiro sentado é a sensação de aumento fome, mas será que isso é mesmo verdade?

Porque isso acontece?

Ficar muito tempo sentado dá fome? Veja aqui informações completas

Não existe comprovação científica entre fome e estar sentado o dia inteiro, mas quem tem esse hábito sabe que é impossível ignorar o buraco que vai se abrindo no estômago. Alguns estudos indicam que um possível motivo é que o corpo, quando está em repouso, apoiando-se, deixa de ter noção da sua própria forma e das necessidades calóricas.

Mesmo sem um estudo mais aprofundado, imagina-se que a mudança no apetite tem a ver com a noção que o próprio corpo tem de si, sendo capaz de reconhecer sua massa corporal. Dessa forma, quando estamos sentados, o peso está apoiado no sofá, ou na cadeira que estamos, impossibilitando esse reconhecimento.

Outra hipótese é que isso acontece porque, mesmo sentado, estamos gastando energia, especialmente se estamos trabalhando. Se engana quem acha que trabalhos intelectuais não gastam energia. Nosso cérebro se esforça para conseguir raciocinar, seja para elaborar aquele relatório, ou estudar para o vestibular. Segundo alguns estudos, uma hora de atividade cerebral intensa gasta 90 calorias.

Possíveis complicações

Embora não exista comprovação científica, pelo menos por enquanto, em relação à fome, já foi comprovado que estar sentado mais de 13h dobra o risco de morte. Isso mesmo. Você que imaginava que estar quietinho em casa era mais seguro, na verdade, é o oposto. Afinal, praticar atividades físicas é sempre mais saudável, porque promove a circulação sanguínea e diminui o risco de acidentes vasculares.

Além disso, estar sentado muito tempo atrapalha o funcionamento do intestino, bem como aumenta os riscos de ansiedade, depressão e stress. O sedentarismo também deixa os músculos flácidos, que contribuirão para uma baixa autoestima e, consequentemente, afetará o humor. Outros problemas comuns em pessoas que passam a maior parte do dia sentadas são o aumento de problemas respiratórios – uma vez que o pulmão não é exercitado corretamente -, cardiovasculares – o coração não bombeia sangue suficiente -, diabetes, osteoporose e, até mesmo, hipertensão arterial.

Dicas de fugir desse mal

Se não existe possibilidade de evitar estar sentado, você poderá adotar algumas práticas que ajudarão a prevenir os riscos do sedentarismo. A principal é se levantar. A cada meia hora, no mínimo, levante-se e, se possível, caminhe pelo espaço do trabalho. Mas, se você não pode fazer isso sem ter o seu chefe achando que está enrolando, adote a prática de se alongar.

Você pode começar pela pernas, estique uma de cada vez e tente tocar os dedos dos pés enquanto está sentado. Além das pernas, não se esqueça dos braços. Levante-os braços, alongue-se, traga eles para trás do corpo e tente unir as duas mãos pelas costas. Tenha, também, uma bolinha que possa apertar, exercitando os músculos da mão.

O pescoço também é importante, faça rotações circulares, para a direita e depois para a esquerda, também olhe por cima do ombro nas duas direções. Por último, atente-se para a respiração. Respire fundo e solte levemente o ar. Quanto mais devagar você realizar essas tarefas, mas estará exigindo do seu corpo e mais eficaz serão os exercícios.

Como saber quando você realmente está com fome?

Ficar muito tempo sentado dá fome? Veja aqui informações completas

Beba água! Muitas vezes, temos a sensação de que estamos com fome, mas, na verdade, é apenas desidratação. Beber, ao menos, dois litros de água por dia é essencial para o bom funcionamento do organismo. Também, evite ficar muitas horas sem comer, leve ao seu trabalho alguns alimentos que possa consumir e dê preferência para produtos naturais, como frutas, verduras e legumes, evitando produtos industrializados, como barrinhas de cereais ou sucos de latas.

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply