Faixa Elástica – Benefícios, Como Usar e Dicas de Treino

Você está buscando um exercício físico ágil para o seu dia? Então, confira, aqui no Quero Viver Bem, as melhores dicas para treinar com faixa elástica!

O universo fitness envolve inúmeros tipos de treinos, equipamentos e acessórios. Os profissionais da área, a todo momento, buscam por novas maneiras de atrair os alunos e mantê-los por mais tempo em academias, estúdios e assessorias.

Com isso, um acessório que tem chamado muita atenção entre os programas de atividade física é a faixa elástica. Confira informações completas sobre e quais tipos de treino fazer com ela, só aqui no Quero Viver Bem!

O que são as faixas elásticas?

As faixas elásticas, também conhecidas como bandas elásticas, e comercialmente como TheraBand, estão sendo muito utilizadas nos treinos de força, de recuperação muscular e treinos funcionais, sendo uma alternativa ao exercício de resistência. Esse é um material de baixo custo, muito versátil, fácil de armazenar e carregar para todo lugar.

Faixa elástica

Elas englobam todos os praticantes de exercício e não possuem uma contraindicação – desde os idosos e os adolescentes, até aqueles pessoas que têm algum tipo de restrição por lesão articular, por exemplo, podem se beneficiar com os exercícios com faixas elásticas. Esse material, inclusive, é muito utilizado nos processos de reabilitação, pelos fisioterapeutas.

As faixas são comercializadas em formatos, tipos e tamanhos diferentes. Cada uma delas é melhor para determinado tipo de treino e exercício. Normalmente, são encontradas em 7 diferentes cores (amarela, vermelha, verde, azul, preta, prata e dourada), cada uma representando um nível diferente de resistência, sendo a amarela a de menor resistência e a dourada de maior resistência.

Benefícios das faixas elásticas

Quando se trata de treinos com ThereBand, não tem como não pensar de imediato nos benefícios que a feixa dispõe. O primeiro, muito importante principalmente para os profissionais que precisam adquirir equipamentos e acessórios para suas aulas, é o baixo custo e a facilidade de ser adquirida. Além de que as faixas são facilmente transportadas e de simples manutenção.

Esses materiais são fáceis de serem utilizados e com apenas um pode-se realizar inúmeros exercícios e movimentos com contrações excêntricas e concêntricas do músculo, atingindo os principais grupos musculares do corpo.

Diferentemente dos aparelhos encontrados nas salas de musculação, que nem sempre possuem ajustes adequados para atender todas as pessoas, as faixas elásticas não têm esse problema, pois são versáteis e ajustáveis a todas as pessoas.

Além de tudo isso, as ThereBands ainda:

  • Desenvolvem a resistência muscular, favorecendo uma musculatura ainda mais forte e definida;
  • São essenciais nos trabalhos de desenvolvimento da flexibilidade, com uma maior amplitude nos movimentos;
  • Auxiliam no aumento do volume da massa muscular;
  • Fortalecem ainda mais as articulações, evitando, assim, um maior índice de lesões decorrentes da prática de atividade física;
  • São excelentes acessórios, principalmente nos treinos funcionais, nas aulas de Pilates e como reabilitação nas sessões de fisioterapia.

Dicas de treinos e como usar as faixas elásticas

Confira, a seguir, os melhores e mais indicados exercícios para os membros superiores:

Elevação Lateral

Posicione a faixa por baixo dos pés e segure as extremidades com as mãos. Realize o movimento de elevação lateral dos braços até que se alcance a linha dos ombros. Retorne à posição inicial e repita o exercício de 8 a 12 vezes. Realize 3 séries.

exercício 1

Remada Curvada

Ainda com as faixas sob os pés e segurando as extremidades uma em cada mão, incline o tronco para frente e os quadris ligeiramente para trás. Deixe os joelhos levemente flexionados e os braços estendidos com a palma das mãos viradas em posição neutra.

Flexione os cotovelos até que as mãos se aproximem da região do peitoral e retorne à posição inicial. Repita de 8 a 12 vezes e realize até 3 séries.

exercicio 2

Supino

Deite-se em um colchonete ou tapete em posição decúbito dorsal, ou seja, com a barriga voltada para cima. Passe o elástico pelas costas, na altura dos ombros.  Segure as extremidades do elástico uma em cada mão.

Puxe o elástico, posicionando as mãos na altura dos ombros. Estenda os braços para cima, aproximando as duas pontas dos elásticos.

Retorne à posição inicial e realize de 8 a 12 repetições e até 3 séries.

Agora, veja os exercícios mais indicados para os membros inferiores.

exercicio 3

Agachamento

Passe o elástico por baixo dos pés e posicione-os ligeiramente afastados, na largura dos ombros. Segure as extremidades da faixa uma em cada mão. Eleve os braços e deixe-os parados sobre os ombros.

Realize o movimento de agachamento, descendo os quadris para trás até se alinharem com os joelhos (como se fosse sentar em uma cadeira).

Retorne à posição inicial e repita de 12 a 15 vezes, realizando até 3 séries.

exercicio 4

Extensão lateral de perna

Posicione a faixa elástica em torno das pernas, próximo ao tornozelo. Apóie uma das mãos em uma parede e a outra mantenha na cintura. Mantenha as pernas afastadas na largura dos quadris.

Tire um dos pés do chão e realize a elevação da perna lateralmente, mantendo o joelho estendido. Retorne à posição inicial e repita de 8 a 12 vezes. Faça o mesmo número de repetições com as duas pernas e realize 3 séries.

exercicio 5

Extensão de Quadril

Fique na posição de quatro apoios, com mãos, joelhos e pontas dos pés apoiados no chão.

Passe o elástico envolta dos pés.

Mantenha braços, pernas e pés afastados na mesma largura. Estenda uma das pernas para trás e depois retorne à posição inicial.

Repita de 12 a 15 vezes cada perna e faça até 3 series.

exercicio 6

Esses são alguns exemplos da variedade de exercícios que podem ser feitos com as faixas elásticas. Lembre-se de manter sempre o abdômen contraído durante a execução de cada movimento.

Aproveite os benefícios de um treino de menor custo, versátil e que pode ser realizado em qualquer lugar! Mas, opte sempre pela orientação de um profissional de educação física. Assim, você evitará lesões e garantirá um resultado ainda mais eficaz!


Este texto foi revisado pelo Profissional: Marlise Carvalho (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário