Estresse efeitos no corpo – Sintomas e riscos para a saúde. Como aliviar?

A palavra estresse, atualmente, tem sido muito confundida com emoções e usada de forma errada, como sinônimo de frustração, raiva, etc.

Entretanto, o estresse é considerado uma resposta do organismo a determinados fatos geradores (chamados de estressores). Essas respostas podem ser físicas ou mentais.

Em uma pesquisa realizada no Brasil com diversos profissionais das áreas de saúde, finanças e indústria, das cidades de São Paulo e Porto Alegre, pela International Stress Management Association, revelou que 69% das pessoas afirmaram que a maior fonte estressora é o ambiente de trabalho.

Entenda mais sobre o que é o estresse e seus efeitos no corpo:

estresse sintomas

Como o estresse é desencadeado no nosso corpo

Entender como o estresse se desenvolve no corpo é muito importante. Primeiramente, é preciso saber que há quatro fases que definem a intensidade do estresse.

  1. Alerta;
  2. Resistência;
  3. Cansaço;
  4. Exaustão.

Na primeira fase, o corpo fica apenas em um “estado de alerta”, dando os primeiros sinais de que houve alguma alteração no organismo. Há a contração dos músculos e a adrenalina passa a ser produzida em maior quantidade.

Essa primeira fase é considerada positiva, pois a pessoa está em agitação para resolver problemas. O perigo está quando se mantém por mais de 24h.

Na segunda fase há a resistência, que ocorre quando, mesmo após uma boa noite de sono, a pessoa acorda com cansaço e memória fraca, esquecendo coisas básicas como onde colocou o celular, a chave, etc.

A terceira fase, chamada de quase exaustão, gera à pessoa uma enorme irritabilidade por coisas bobas, oscilação da pressão arterial e da glicemia, queda de cabelo e ansiedade, podendo até provocar gastrite e depressão.

A exaustão é a quarta frase do estresse, levando, até mesmo, à morte da pessoa, pois pode causar enfarte, derrame cerebral ou câncer, considerando que o estresse enfraquece o organismo a ponto de outras doenças poderem aparecer.

Sintomas do estresse

O estresse é responsável por gerar uma série de problemas. O nosso corpo acaba sentindo esse mal e gerando vários sintomas, como dores musculares, de cabeça, cansaço, insônia, ansiedade, angústia, irritação e uma sensação de desgaste constante.

Além disso, pelo fato de o estresse enfraquecer o sistema imunológico, esse desconforto pode tornar uma pessoa propícia à contrair as seguintes doenças:

  • Hipertensão;
  • Depressão;
  • Alergias;
  • Asma;
  • Enfarte;
  • Úlceras;
  • Infecção;
  • Doenças cardíacas;
  • Resfriados frequentes;
  • Enxaqueca;
  • Herpes;
  • Crises de pânico;
  • Derrame cerebral;
  • Vitiligo;
  • Doenças de pele.

estresse efeitos no corpo

Efeitos no corpo – Riscos

  • Músculos tensos: os músculos começam a receber mais oxigênio e sangue e ficam se contraindo para uma melhora no desempenho. Entretanto, isso acaba causando dores nos ombros, nas costas e no pescoço, além de um cansaço extremo;
  • Respiração acelerada: o estresse pode acabar fazendo com que a pessoa respire mais forte, o que pode ser um problema para quem sofre com doenças respiratórias, como asma, enfisema, etc.;
  • Aumento de frequência cardíaca: em um momento de estresse, os batimentos cardíacos aumentam por conta do aumento dos chamados hormônios de estresse, que são a adrenalina, o cortisol e a noradrenalina. Em quantidades altas, pode causar infartos;
  • Aumento da atividade cerebral: a atividade cerebral acaba aumentando significativamente pelo fato de que, durante um momento de estresse, o cérebro recebe altas doses de substâncias excitatórias. Isso acaba dilatando a pupila, a fim de melhorar a visão e, em casos mais graves, pode causar aneurismas e AVC;
  • Alteração no nível de acidez no estômago: o estresse aumenta o nível de acidez no estomago, o que pode acabar causando má digestão, azia, gastrite e, em casos mais graves, até formação de úlcera.

Como evitar e aliviar

É muito difícil eliminar o estresse, pois sempre surgem os estressores, isto em qualquer ambiente. Entretanto, é possível ter um tratamento para lidar melhor com esses fatos geradores.

  1. Administrar os estressores: identifique os estressores e aprenda a dizer não e priorizar sua saúde, tentar eliminá-los ou reduzi-los;
  2. Aumentar a resistência aos fatos causadores do estresse: manter o organismo saudável (boa alimentação, dormir bem, relaxar mais);
  3. Mudar a forma de como enfrenta o estressor: quando não é possível eliminar, você precisa aprender a conviver. Quando é um trânsito, por exemplo, tente buscar rotas alternativas, relaxar com música, etc.

Tratamento médico também é indicado, como sessões de psicoterapia e outros tratamentos médicos. Entender o que é o estresse, como ele se propaga no corpo e ter uma alimentação saudável também é essencial para evitar esse vilão do século XXI e evitar problemas mais graves.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe um Comentário