Comparando Resultados: Esteira Ou Elíptico? Qual O Melhor?

Veja aqui qual é o exercício que mais queima calorias e é melhor para o seu corpo: esteira ou elíptico. Clique aqui e leia informações completas.

Quando iniciamos um programa de treinamento em uma academia, damos logo de cara com os aparelhos aeróbicos – esteira e elíptico -, que utilizamos sempre no início e no final dos treinos. É aí que surge aquela dúvida: qual a diferença entre eles? Qual é o melhor? Posso fazer os dois? E muitos outros questionamentos que, na maioria das vezes, não perguntamos ao professor.

Para conseguir sanar essas dúvidas, vamos falar um pouco sobre os benefícios de cada aparelho e as diferenças entre eles – aí sim você poderá entender um pouco mais e até descobrir qual é o melhor para realizar, de acordo com o seu nível de atividade física e as condições em que se encontra no momento.

Para aqueles que buscam essas respostas com o intuito de adquiri um desses aparelhos e treinar em casa, lembre-se que o ideal é realizar treinos com o auxílio de um professor de educação física. Só assim terá a segurança para evitar lesões e, até mesmo, obter resultados positivos.

Também, é importante lembrar que, independente de benefícios e resultados, o melhor é sempre optar por realizar a atividade que te oferece maior conforto e segurança, além daquela que te agrada mais, é claro. Praticar um exercício físico que gosta fica mais fácil para manter-se sempre motivado!

Prós E Contras Da Esteira

Comparando Resultados: Esteira Ou Elíptico? Qual O Melhor?

A esteira é um movimento básico de caminhar, portanto, é fácil e qualquer pessoa consegue executar, independentemente de ser sedentário ou não.

Se você caminhar na esteira por uma hora, obterá uma queima calórica entre 200 e 400 calorias. Mas, esse exercício pode ser variado com facilidade. Dessa forma, o gasto calórico será consideravelmente aumentado.

Algumas dessas variações podem ser: inclinação da esteira (fazendo com que se tenha a sensação de estar subindo uma rampa), declinação da esteira (como se estivesse descendo uma rampa) e mudança de velocidade (deixando a passada mais rápida e transformando em corrida) – sem falar nos diversos programas de treino que já vêm disponíveis no aparelho.

Em relação aos grupos musculares que o exercício de esteira trabalha, os membros inferiores – como, quadríceps, posteriores de coxa, panturrilha e glúteo – são os que mais atuam como principais nesse exercício. Musculaturas do abdômen e dos braços também atuam indiretamente, além – é claro – do coração, que é diretamente favorecido em um exercício aeróbico.

A esteira é uma prática que ajuda a melhorar o condicionamento físico, manter o sistema musculo esquelético mais saudável, tornaras articulações flexíveis, além de prevenir doenças (como as outras práticas de atividade física) e reduzir o peso (com o gasto calórico que ela proporciona).

Porém, o exercício na esteira também tem seus problemas e contraindicações. Dependendo da intensidade, o impacto nas articulações pode ser grande, sobretudo para quem está acima do peso. Para esses, o ideal é que utilizem a esteira apenas em velocidades baixas, para caminhada. No entanto, ainda assim, mesmo pouco, o impacto existirá.

Para as pessoas que têm problemas graves de joelho e coluna ou estão com o peso muito elevado, a esteira pode não ser o exercício mais adequado, pelo risco maior de lesões que ela pode ocasionar – principalmente sem o auxílio e a supervisão de um professor de educação física.

Prós E Contras Do Elíptico

O elíptico também simula um movimento de caminhada e corrida, mas nele não existe nenhum impacto, já que os pés ficam o tempo todo em contato com a plataforma. Assim como a esteira, o elíptico tem um gasto calórico de 200 a 400 calorias, quando praticado por uma hora. Essa perda também pode ser elevada, conforme a intensidade e carga colocada no aparelho.

Porém, diferentemente do treino sobre a esteira, no elíptico, não existem tantas variações possíveis de se fazer, no entanto, a sensação de esforço é um pouco menor, se comparado com a esteira.

Ele é um bom aliado para aquelas pessoas que têm problemas de coluna, articulações ou estão com sobrepeso e precisam evitar ao máximo os exercícios com impacto, além de ser uma atividade física completa, que envolve tanto a musculatura da região inferior, quanto a superior, mas dando grande estímulo à inferior, como quadríceps, panturrilha e posteriores de coxa.

Para quem é sedentário, o elíptico, assim como a esteira, é uma atividade com o índice de dificuldade baixo, podendo ser realizado por todos facilmente – começando com passadas mais lentas e cargas leves. Ele é um exercício que vai trabalhar e melhorar – e muito – o condicionamento físico, podendo, assim, intensificar e acelerar as passadas, aumentando ainda mais a resistência e a capacidade aeróbia.

Por ser sem impacto, o indivíduo corre menor risco de lesão, podendo praticar com tranquilidade – só será contraindicado para pessoas que sofre de lesões ou problemas graves de coluna, quadris e joelhos. No mais, é uma atividade prazerosa, fácil de executar e que fortalece musculatura e parte cardiorrespiratória, ajudando a eliminar gordura.

Depois de ter todos esses novos conhecimentos, ficou mais fácil definir qual dos dois exercícios encaixa-se mais ao seu perfil. Lembre-se que antes de iniciar uma atividade física, é importante fazer uma avaliação médica e ter um profissional te orientando em cada movimento.


Este texto foi revisado pelo Profissional: Marlise Carvalho (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário